Iníco / 2014 / dezembro (página 3)

Arquivos Mensais: dezembro 2014

A Ceia Apostólica

Diferentemente da ceia natalina que tem um sentido pagão em si mesmo desde a sua criação, a ceia apostólica, praticada pela Igreja Primitiva, tinha um sentido totalmente cristão no início de sua prática, e infelizmente, virou ritual paganizado religioso.
Geralmente quando o assunto é ceia, os textos preferidos são aqueles citados por Jesus nos próprios Evangelhos, ou o mencionado por Paulo aos Coríntios, fora do contexto é claro. Vejam o que leem:
Pois recebi do Senhor o que também lhes entreguei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão e, tendo dado graças, partiu-o e disse: “Isto é o meu corpo, que é dado em favor de vocês; façam isto em memória de mim”. Da mesma forma, depois da ceia ele tomou o cálice e disse: “Este cálice é a nova aliança no meu sangue; façam isto, sempre que o beberem, em memória de mim”. Porque, sempre que comerem deste pão e beberem deste cálice, vocês anunciam a morte do Senhor até que ele venha. 1 Coríntios 11:23-26
Mas, o que se entende por essa parte do texto?  Dar a entender que a Ceia do Senhor é um ritual, uma prática cristã sagrada e permeada por apenas dois ingredientes santos, o pão e o vinho. Na verdade, para muitos a ceia do Senhor ainda é uma repetição do sacrifício de Cristo, ou seja, é como se Ele novamente estivesse sendo crucificado, para os que assim pensam, não se trata de um memorial como ensinou Jesus, e sim, o comer o corpo e beber o sangue literalmente.

Leia Mais… »

Lei antifumo entra em vigor na próxima quarta-feira em todo o país De acordo com a ONG Aliança de Controle do Tabagismo (ACT), 99% da população de São Paulo aprova regra estadual similar

Crítica à lei, a servidora pública Larissa Tavernard já se sentiu discriminada por um estabelecimento (	Paula Rafiza/Esp. CB/D.A Press)
Crítica à lei, a servidora pública Larissa Tavernard já se sentiu discriminada por um estabelecimento

Fumar ficará mais difícil a partir da próxima quarta-feira, quando entra em vigor a lei antifumo em todo o país. O texto proíbe o uso do cigarro em lugares fechados, sendo eles públicos ou privados. Com a mudança, até ambientes parcialmente abertos, como aqueles cobertos por toldos, estão impedidos de abrigar pessoas com cigarro aceso. As sanções para o descumprimento são direcionadas aos estabelecimentos comerciais, e não aos usuários. Quem desrespeitar a norma pode receber multas de até R$ 1,5 milhão e perder a licença de funcionamento.

A medida, já vivida, em menor ou maior rigor, em pelo menos nove estados (São Paulo, Rio de Janeiro, Rondônia, Minas Gerais, Roraima, Amazonas, Mato Grosso, Paraíba e Paraná), divide comerciantes, especialistas em saúde e população. Mesmo com a proximidade da data de vigor da lei em todo o país, bares e restaurantes ainda não estão devidamente adaptados.

O presidente executivo da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Paulo Solmucci, afirma que a entidade pretende questionar a legislação. “O decreto cria um rigor inimaginável. Como é que você vai se adaptar a uma situação dessas? É colocar o fumante para fora da casa, impedir os direitos individuais do cidadão de consumir um produto que é lícito”, argumenta.

Outro problema apontado é a impossibilidade de anunciar a venda dos cigarros. “A publicidade restrita também fere o direito do comerciante de dizer ao cliente o que a casa oferece. Vamos analisar com cuidado para tomar as medidas cabíveis”, diz Solmucci. Segundo ele, a insatisfação entre comerciantes é generalizada. Além disso, o presidente da Abrasel reclama que não foram dadas orientações suficientes para os estabelecimentos.

Fonte: http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica-brasil-economia/33,65,33,12/2014/12/01/interna_brasil,459934/lei-antifumo-entra-em-vigor-na-proxima-quarta-feira-em-todo-o-pais.shtml

Adventistas bereanos de Juazeiro também discutem sobre Nefilins e fazem novas perguntas

4916003084_8d0943c1ec_oEncontramos este texto em um site de irmãos leigos que pertencem ao Ministério Adventista Bereano do 7º Dia, sediado em Juazeiro, BA. Por serem, de fato, como os bereanos, a quem o apóstolo considerou mais nobres que os de Tessalônica por pesquisarem as Escrituras em busca de uma confirmação daquilo que dele ouviam, os irmãos de Juazeiro discutem a veracidade da doutrina dos Nefilins à luz da Bíblia. O debate é proposto pelo irmão Paulo Pinto, nestes termos: Leia Mais… »