Iníco / 2018 / agosto (página 2)

Arquivos Mensais: agosto 2018

Defenda a cosmologia bíblica! Se nos calarmos, logo seremos evolucionistas do sétimo dia…

Adventista americanos, liderados por obreiros da ativa e aposentados, querem que a igreja expanda sua crença da criação, incluindo a evolução como método da ação divina.  Numa série de postagens que propõem alterações no “Adventismo de Amanhã”, o influente site Adventist Today sugere, entre outras mudanças, numa série de três artigos — dos quais discordamos! Mas reproduzimos abaixo — que a denominação avance um pouco mais em sua aceitação do que diz a Ciência e não mais se prenda no “antigo” modelo bíblico da criação em uma semana de sete dias literais.

Afinal de contas, segundo alegam, boa parte do que a Bíblia diz já foi alterada por nossa “evolução” na aceitação do conhecimento científico. E o principal argumento que usam é o fato de termos negado e rejeitado a cosmologia hebraica, da terra plana, com seus alicerces sobre o abismo e coberta por um domo sólido. Veja:

“Mesmo que Moisés achasse que a criação aconteceu em 144 horas, isso significa que temos que aceitar sua cosmologia de 2.300 anos como o caminho para entender a criação hoje? Nós abandonamos a idéia de Moisés de firmamento sólido. Não acreditamos, embora a Bíblia diga, que a chuva vem de janelas literais no céu. Entendemos que realmente não existem fundações físicas com pilares reais que sustentam a Terra. Embora os papas e Martinho Lutero se opusessem à idéia, a “Terra estacionária e inamovível” bíblica está de fato rodopiando ao redor do nosso sol.  Nós aceitamos que o sol não se eleva realmente, nem corra pelo céu, ou se retire de madrugada através de um túnel subterrâneo ou rio para recomeçar sua corrida, como os antigos pensavam e a Bíblia infere…” Leia Mais… »

O discurso diabólico de Michelson Borges contra o uso da Bíblia

Michelson Borges começa essa palestra numa igreja adventista de Lisboa com esta proposta evidentemente satânica:

“Bom, eu agora farei o seguinte com vocês. Deixem de lado a Bíblia por um tempo… Vamos brincar de céticos mais uma vez! Eu disse no sábado, ou foi ontem, não me recordo, que o ceticismo muitas vezes é importante. Às vezes, é preciso duvidar para crer. Na verdade, para eu me tornar criacionista, tive que ser cético! Leia Mais… »

Teólogos adventistas admitiam hipótese da terra plana em Gênesis 1 até julho de 2010

Artigo publicado na edição de julho de 2010, do periódico Ciência das Origens, uma publicação do Geoscience Research Institute (Instituto de Pesquisas em Geociências), que estuda a Terra e a vida: sua origem, suas mudanças, sua preservação.
Edição em língua portuguesa patrocinada pela DSA da IASD com a colaboração da Sociedade Criacionista Brasileira, págs. 2 a 6:

ASSUNTOS CRUCIAIS NA INTERPRETAÇÃO DE GÊNESIS 1

Dr. Randall W. Younker — O Dr. Randall W. Younker é Professor de Antigo Testamento e Arqueologia Bíblica no Seminário Teológico Adventista do Sétimo Dia, e Diretor do Instituto de Arqueologia na Andrews University, em Michigan, EUA. Leia Mais… »

Revelação máxima: Michelson Borges supera Moisés e reescreve Gênesis 1

Este vídeo é uma produção da GBM. O texto é de Michelson Borges, as imagens são do João Luiz Cardoso e a narração é de Sérgio Azevedo. Como dá para perceber, Michelson pretendeu fazer melhor que Moisés ao descrever a “criação”, em linguagem “cientificamente correta”, mas biblicamente equivocada.

Não apenas rejeitou a descrição da terra plana e estacionária, coberta pelo domo sólido do firmamento que separou as águas de cima das águas de baixo, cosmologia esta revelada por YHWH a Moisés. Inventou detalhes, modificando o relato bíblico desde o princípio. Descreveu, por exemplo, a Terra redonda e azulada, como se já existisse e estivesse em movimento e sendo perseguida pela luz criada no primeiro dia… Leia Mais… »

Como “desliteralizar” Gênesis 1 sem dizer que o está “alegorizando”

Basta atribuir por simples afirmação novos significados a algumas palavras-chave, impondo sua credibilidade e confiabilidade como intérprete oficial do hebraico e garantindo que na concepção do antigo oriente próximo, pôr para funcionar seria mais importante que criar do nada. Essa espécie de conhecimento especial e oculto que seria necessária para entender o que é verdadeiro no texto bíblico, equivale à volta do gnosticismo ao cristianismo.

Depois de afirmar que o estilo poético-prosaico do texto hebraico de Gênesis 1 exige leitura e compreensão literal, sem o sentido metafórico que atribuímos à poesia e que não se trata de um mito ou fábula, mas de um registro histórico, o pastor e professor do Unasp Edson Nunes, volta à rica, culta e exigente igreja de Moema, em São Paulo, SP, com outra leitura de Gênesis 1. Leia Mais… »

Conferência Geral da IASD decide não investir mais em fábricas de armas

Segundo comunicado oficial, a IASD mundial deu ordens ao setor de investimentos para deixar de ter ações em empresas que têm a maior parte de seu lucro ou parte significativa de seu lucro com armas. Veja comunicado inteiro abaixo.

Uma carta aberta da União Norueguesa e especialmente o dano de relações públicas surtiram efeito rápido. Apesar de a arma em si mesma não ser condenável pois a Bíblia diz que é bom que as autoridades portem a espada Rm 13. Em todo caso, fica o recado da IASD de querer ter as mãos limpas. Leia Mais… »

CPB ameaça processar missionários voluntários do IAGE

Antes de mais nada: a intenção deste artigo é apresentar o caso ao público adventista para consideração, a fim de a CPB pensar duas vezes antes de tomar ação judicial de fato. A página do Congresso MV tem público adventista, por favor não compartilhe esta mensagem fora de nosso círculo denominacional (1Sa 1:20). Outro objetivo é que o processo não se estenda a outros casos similares nesta Divisão e pelo mundo. Leia Mais… »

Pastor assistente do Unasp percebe a importância de crer na Bíblia como ela é…

Henrique Gonçalves defende a crença na literalidade do relato bíblico da Criação, com sua cosmovisão que muitos consideram pré-científica e ultrapassada, sob pena de não termos sequer certeza de que Deus está no Céu e ouve nossas orações. Para ele, sem a cosmologia bíblica do Gênesis perderemos a perspectiva escatológica das profecias da volta de Cristo, quando o Sol se escurecerá, a lua não dará sua luz e as estrelas cairão do céu, que se enrolará como um pergaminho, para que todo olho veja Jesus vindo sobre as nuvens. 50 minutos de bênçãos para sua vida! Assista.