Iníco / Alimentação e Saúde / Adjuvantes Encontrados em Vacinas Levaram a um Aumento da Doença Autoimune

Adjuvantes Encontrados em Vacinas Levaram a um Aumento da Doença Autoimune

Apesar das tentativas da indústria farmacêutica de difamar a ciência que lança luz sobre a realidade tóxica dos ingredientes das vacinas e seu potencial para causar danos, cientistas em todo o mundo continuaram a estudar os adjuvantes de vacinas e sua relação com doenças autoimunes. Os imunologistas de Israel confirmaram recentemente o que pesquisas anteriores têm sugerido há muito tempo: a doença induzida pela vacina é um fenômeno cada vez mais comum, mas não reconhecido, e os adjuvantes de vacinas como o alumínio são, de fato, uma ameaça à saúde humana. Apesar desses riscos, a indústria de vacinas e seus fantoches estão fazendo de tudo para promover sua propaganda de vacina “segura e eficaz”.

Em 2011, o principal imunologista Yehuda Shoenfeld estabeleceu a ideia da Síndrome Autoimune Induzida por Adjuvantes, ou abreviadamente “ÁSIA”. Uma revisão recente da pesquisa atual confirmou a hipótese inicial de Shoenfeld, e a equipe de cientistas israelenses identificou um suspeito importante no início da doença induzida pela vacina: o alumínio.

Adjuvantes vacinais e doenças autoimunes

Uma equipe de cientistas do Zabludowicz Center for Autoimmune Diseases, em Tel-Hashomer, Israel, decidiu dar uma olhada mais profunda na hipótese de Shoenfeld.

Vacinas e autoimunidade são campos vinculados”, afirmaram os pesquisadores. A autoimunidade causada por vacinas, dizem eles, pode ser grave e até fatal.

Pesquisas atuais e estudos de caso foram revisados ​​pela equipe. O modelo da ASIA, em última análise, explica que reações adversas à vacina têm ocorrido desde o início da prática – e que os adjuvantes usados ​​para estimular o sistema imunológico em ação são um grande vetor de doenças. De fato, em alguns indivíduos, os adjuvantes podem desencadear uma onda de reações do sistema imunológico que culmina no aparecimento de qualquer número de doenças autoimunes.

A equipe aponta para o alumínio como uma das maiores ameaças encontradas em inoculações.

Os compostos de alumínio persistem por até 8-11 anos após a vacinação no corpo humano“, escrevem os cientistas.

Este fato, combinado com a exposição repetida, pode ser responsável por uma hiperativação do sistema imunológico e subsequente inflamação crônica“, acrescenta a equipe.

Leia também: Estudo de Vacinas contra o HPV Revela Perigos “Inevitáveis” de Doenças Auto-Imunes

O alumínio é tóxico

No geral, os pesquisadores identificaram três riscos associados ao alumínio. Como o site CMSRI relata:

O artigo identifica três riscos documentados associados ao adjuvante de vacinas mais comum, o metal alumínio: 1) persiste no corpo por anos; 2) pode “desencadear respostas imunológicas patológicas” e 3) pode “passar pela BHE [barreira hematoencefálica] para o SNC [sistema nervoso central], onde pode desencadear processos inflamatórios imunológicos, resultando em inflamação cerebral e em longo prazo disfunção neural”.

Os imunologistas acrescentam que, em modelos experimentais, as vacinas estimulam a produção de “autoanticorpos”, que são células imunes que atacam as próprias células do corpo, em vez de patógenos ou outros invasores. Os cientistas explicam que a presença de autoanticorpos pode preceder o início da doença autoimune completa por vários anos.

Em outras palavras, as vacinas provavelmente começam a tornar as pessoas doentes anos antes de uma doença se manifestar.

A autoimunidade não é o único problema ligado ao alumínio; o metal tem sido associado a vários problemas de saúde ao longo dos anos. Pesquisas recentes mostraram que o alumínio presente em vacinas era provavelmente o culpado pelo aumento do autismo, por exemplo. Mais, a ciência tem mostrado continuamente que a exposição ao alumínio pode causar danos ao cérebro, bem como em todo o sistema nervoso.

E não são apenas as vacinas: a pesquisa mostrou que o consumo de água contaminada com alumínio pode aumentar substancialmente o risco de demência. Se apenas beber alumínio é suficiente para causar danos cerebrais, injetar em suas veias certamente não pode ser uma boa ideia.

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado com Arlete Vieira, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

A volta do Paganismo

Relacionado

CHEGOU BRUXARIA CRISTÃ E MAGIA DIVINA!!!

Relacionado

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.