Iníco / Ellen White / Alberto Timm x George Knight: Dois modelos de igreja

Alberto Timm x George Knight: Dois modelos de igreja

ALBERTO TIMM DESABONA LIVROS DE GEORGE KNIGHT
Conhecido pelo fundamentalismo e atitude ácida e truculenta contra pensadores Adventistas, Timm revela que os livros de Knight não devem mais ser publicados pela Casa por liberalismo e ataques à igreja. Timm é o mesmo que afirmou no IAENE alguns anos atrás que o estudo da Sociologia, Filosofia e Ciências Sociais porque são incompatíveis com a fé Adventista.

Enquanto Timm defenestra o grande pensador George Knight, vale lembrar que ele assinou cartas de recomendação para o fanático perfeccionista Daniel Spencer, abrindo portas para que ele desse aulas de teologia na FAAMA. Enquanto a IASD busca afirmar que a Bíblia é a única fonte de verdade, Timm afirmou no UNASP que a Bíblia é apenas “UMA DAS” fontes de verdade, abrindo a porta para Ellen White. Ao ser desafiado por Wilson Paroschi publicamente, ele tergiversou frente ao clamor público.

Fica claro que a agenda de Timm continua sendo bancar o obscurantismo––leia-se “pistolagem teológica”––no território da Divisão Sul Americana.

(Publicado por André Reis, no grupo “Teologia Adventista” no Facebool)

Alberto Timm x George Knight: Dois modelos de igreja

Por Rafael Félix

Foi revelado, aqui no grupo Teologia Adventista, que está em curso na igreja adventista do Brasil, e em todo o território da Divisão Sul-Americana, uma campanha de desconstrução contra a pessoa e a obra do pensador e historiador adventista George Knight.

Como já foi dito, o assunto veio à tona pela postagem do grupo Teologia Adventista, onde é possível constatar em determinado trecho de um vídeo, ataques de caráter pessoal, desferidos pelo Pr. Alberto Timm (Atual diretor associado do Patrimônio Literário de Ellen White) contra o escritor e historiador adventista George Knight, o ocorrido gerou muita repercussão em diversas redes sociais adventistas nas últimas semanas.

Mas qual a razão desses ataques? Qual o objetivo em tentar tirar a credibilidade de um dos maiores escritores da história do adventismo?

Minha resposta é de que muitas coisas estão em jogo aqui. Se olharmos às figuras de Alberto Timm e George Knight como representação de dois modelos de igreja, será possível entender o que está acontecendo. Estamos diante de dois modelos de eclesiologia, duas formas distintas, e mesmo antagônicas, de entender a igreja e a própria natureza da fé.

Estabelecendo os contrastes.

Knight defende ardentemente uma reforma administrativa, uma igreja mais enxuta na sua estrutura. O que implica na extinção das Uniões, bem como na reformulação total da Associação Geral, Divisões e Associações.

Timm é defensor da estrutura administrativa inchada, com seus intermináveis cargos e departamentos, com cabides de emprego e nepotismo a perder de vista.

Knight luta por uma igreja inclusiva, onde, por exemplo, às mulheres podem exercer livremente os seus ministérios, especialmente o ministério pastoral ordenado e plenamente reconhecido.

Timm se opõe a qualquer medida que vá de encontro a chamada tradição adventista, a “boa” ortodoxia da igreja.
Knight propõe uma discussão franca, honesta e responsável, em relação ao tema da autoridade de Ellen White no adventismo.

Timm deseja que a igreja ceda à ‘Tentação Mórmon’, desta forma o processo de canonização de Ellen White é plenamente concluído.
Knight é contra o excesso de compilações dos escritos de Ellen White.

Timm é a favor das compilações.

Knight é firme na denúncia contra o atual autoritarismo papal existente na Associação Geral. Autoritarismo este praticado sob a chefia de Ted Wilson.

Timm é serviçal de Wilson e não denúncia o autoritarismo que persegue e estigmatiza indivíduos. Tribunais inquisitórios são instalados a todo o momento.

Perspectivas

Após está breve comparação, ficou claro os motivos dos ataques dirigidos por Timm contra Knight. Quem está no poder não vê com bons olhos aqueles que propõem um caminho de diálogo e mudanças, frente aos desmandos praticados pelos atuais líderes da IASD.
Qual dos dois modelos de igreja você, membro da igreja adventista, defende?

O Momento é de se posicionar, para que dias melhores venham sobre toda a igreja. Se isso ainda for possível.

A Conferência Geral de 2021 poderá ser decisiva.

Conclusão

“Quando uma igreja entra em um caminho de advertência e repreensão de seu próprio povo e entidades sobre questões de tradição e regras, a história prediz o que vem a seguir: cisma e separação. As pessoas seguirão seu próprio caminho quando uma questão de consciência levar as pessoas a discordarem das regras da igreja”. (Denis Fortin, Teólogo adventista)

“O primeiro dever do amor é ouvir”. (Paul Tillich 1886-1965)

Fonte: https://www.facebook.com/groups/245127112188308/?multi_permalinks=3654656841235301

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

Por que teólogos e lideres religiosos falam tanto na “besta que sobe do abismo” e não informam onde fica o tal abismo?

Sem a noção e compreensão do diagrama da cosmologia bíblica original, que dividia o universo …

Revista Science: Cientistas recomendam cocô com leite materno para nascidos por cesariana

Conteúdo e histórico de revistas científicas demonstram que a Ciência não pode ser levada tão …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.