Iníco / Alimentação e Saúde / Amálgamas de laboratório: Conferência internacional discute necessidade de editar o DNA humano

Amálgamas de laboratório: Conferência internacional discute necessidade de editar o DNA humano

DNA-molecula

Desde que a estrutura do DNA foi descoberta, em 1953, a compreensão humana sobre o tema está em constante evolução, e a aplicação deste conhecimento tem representado um dos maiores empreendimentos da história da humanidade.

Porém, a modificação do DNA humano é um assunto controverso. Com o objetivo de alcançar um consenso global sobre a ética da edição de DNA humano, uma conferência de três dias de duração acorreu, em Washington, EUA, e terminou hoje, 03/12, para discutir este assunto.

Organizado pela Academia Nacional de Ciências dos EUA, a Academia Nacional de Medicina dos Estados Unidos, a Academia Chinesa de Ciências, e a UK Royal Society, do Reino Unido, com representantes de pelo menos 20 nações diferentes, todos os participantes transmitiram seus pensamentos sobre a aplicação, benefícios e perigos sobre a modificação genética em seres humanos.

A ciência da genética revolucionou a compreensão de vários campos da ciência e seu poder de modificação genética é evidente. Culturas resistentes a condições climáticas extremas foram criadas e doenças podem ser prevenidas em animais com a alteração do DNA.

Embora editar sequências genéticas tenha muito tempo e esforço dedicados, o surgimento da CRISPR (Cas9), um RNA guiado a um DNA de uma enzima endonucleásica, causou uma enorme reviravolta na comunidade científica. Publicada em 2012, esta técnica permite a rápida alteração do DNA de quase qualquer organismo, incluindo um ser humano. Em essência, ele usa enzimas bacterianas para cortar genomas em pontos muito precisos, e o material genético de substituição pode então ser inserido no genoma. O processo é barato, rápido, fácil de usar, e é frequente em inúmeros laboratórios.

Várias doenças e tipos de cânceres poderiam, teoricamente, ser editados fora do DNA humano usando este método. Além disso, o DNA poderia ser aprimorado, tornando as pessoas imunes a infecções incuráveis e mortais, incluindo o HIV. Logo nas primeiras experiências com embriões humanos, na China, o DNA foi alterado para corrigir vários genes defeituosos que transportavam doença. Mas a rápida proliferação desta técnica causou um debate ético sobre a edição do genoma humano.

Embora a técnica de edição CRISPR (Cas9) seja notavelmente precisa, não há 100% de certeza dos efeitos causados pela alteração do DNA de um embrião humano.  As consequências poderiam ser catastróficas, pois o gene editado poderia ser transmitido às gerações futuras. Há também a chance dessa técnica, como qualquer método científico, ser usado para outros fins.

Em 1975, uma outra conferência sobre genética aconteceu, quando se tornou claro que duas espécies diferentes poderiam ter seu DNA emendados uma a outra. Na época, um experimento para emendar o DNA de um vírus de macaco causador de câncer em uma bactéria que pode infectar os seres humanos estava em andamento. Porém, rapidamente as autoridades resolveram cancelar o experimento para evitar problemas futuros. Em muitos países ao redor do mundo é ilegal modificar geneticamente um embrião humano. A conferência atual pretende debater os limites e a ética e, possivelmente, permitir que este processo aconteça, em determinadas circunstâncias.

Durante os debates, nenhuma grande conclusão foi tomada, mas abriu as portas para mais colocações sobre este importante tema.

FONTE: http://www.anovaordemmundial.com/

 

Comentário: “Porque semearam vento, e segarão tormenta, não haverá seara…” (Oséias 8:7).

“O que semear a perversidade segará males; e a vara da sua indignação falhará. (Provérbios 22:8)”.

7Declarou então o SENHOR: “Farei desaparecer da superfície do solo os seres humanos que criei, todos os homens; os grandes animais até os pequenos seres; e as aves do céu. Arrependo-me de havê-los feito!” Gênesis 6

“Mas se há um pecado acima de todo outro que atraiu a destruição da raça pelo dilúvio, foi o aviltante crime de amálgama de homem e besta que deturpou a imagem de Deus e causou confusão por toda parte.” (Spiritual Gifts, Vol. 3, pg.64, 1864).

Pessoas zombam de Deus quando não acreditam no seu julgamento justo. Muitas pessoas vivem com uma perspectiva muito limitada. Acreditam que as únicas coisas importantes são os acontecimentos de sua rápida jornada na Terra. Algumas pessoas, piores ainda, pensam apenas nas coisas do momento, agindo por impulso sem medir as conseqüências dos seus atos. Deus nos chama para uma perspectiva diferente e eterna. Moisés orou: “Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos coração sábio” (Salmo 90:12). A verdadeira sabedoria inclui a aceitação e a compreensão da importância da nossa própria mortalidade. “Melhor é ir à casa onde há luto do que ir à casa onde há banquete, pois naquela se vê o fim de todos os homens; e os vivos que o tomem em consideração…. O coração dos sábios está na casa do luto” (Eclesiastes 7:2-4). Mas muitos preferem a festa. Preferem só pensar na “alegria” momentânea, negando a realidade que espera todos nós. Deus vê, e ele nos julgará. “E não há criatura que não seja manifesta na sua presença; pelo contrário, todas as coisas estão descobertas e patentes aos olhos daquele a quem temos de prestar contas” (Hebreus 4:13). “E assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo” (Hebreus 9:27). Aqueles que não acreditam no julgamento de Deus zombam do Senhor, e enganam a si mesmos. “Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará” (Gálatas 6:7).

O Eterno Deus existe. Ele nos criou. Ele revelou a sua vontade para nos guiar. E um dia, ele nos julgará. Não zombe do Eterno Deus!

Compartilhar isso:

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado com Arlete Vieira, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

Por Que Cardeais Estão Chamando o Papa de “Falso Profeta”

Relacionado

A CARTA DE JUDAS respalda o LIVRO DE ENOQUE

Relacionado

Deixe uma resposta