Iníco / Ecumenismo / Apoio da IASD a romeiros de Aparecida do Norte, lembra sonho macabro de EGW

Apoio da IASD a romeiros de Aparecida do Norte, lembra sonho macabro de EGW

Há mais de um século, Ellen G. White viu adventistas participando de uma procissão católica em um sonho aterrorizante e entrou em depressão. O que diria ela se nos visse, pela segunda vez em 2017 (reportagem de 2016), dando apoio aos romeiros que foram a Aparecida do Norte, SP, no último dia 12, para participar da comemoração dos 300 anos de culto a Nossa Senhora Aparecida no Brasil? Acompanhe a cobertura completa desse absurdo em nossa fanpage no Facebook: www.facebook.com/adventistascom/

“Naquela noite sonhei que estava em Battle Creek, olhando para fora através da janelinha da porta. Então vi um grupo que marchava rumo a casa, de dois em dois. Eles pareciam inflexíveis e determinados. Eu os conhecia bem e voltei-me para abrir a porta da sala de visitas para recebê-los, mas pensei em olhar novamente.

Leia mais em: http://noticias.adventistas.org/pt/busca/?q=romeirosa>

“A cena mudara. O grupo agora parecia uma procissão católica. Um trazia em sua mão uma cruz e outro uma cana. Quando se aproximaram, aquele que carregava a cana fez um círculo ao redor da casa, dizendo três vezes: ‘Esta casa está interditada. Os bens devem ser confiscados. Eles falaram contra nossa santa ordem.’

“O terror veio sobre mim e corri pela casa, saindo pela porta dos fundos, achando-me em seguida no meio do grupo, entre alguns que eu conhecia muito bem, mas não ousei dizer-lhes uma só palavra por medo de ser traída. Tentei procurar um lugar retirado onde pudesse chorar e orar sem encontrar ira e olhos inquisidores para onde quer que eu me voltasse. Eu repetia com freqüência: “Se eu pudesse apenas compreender o que está acontecendo! Se eles me falassem o que eu havia dito ou o que havia feito!

“Eu chorava e orava muito quando vi nossos bens confiscados. Tentei ver um pouco de simpatia ou piedade por mim no rosto daqueles que me cercavam e observar a fisionomia de muitos a quem eu julgava poder me dirigir para obter conforto, caso eles não temessem ser observados pelos outros. Fiz uma tentativa de escapar da multidão, mas vendo que estava sendo vigiada, ocultei minhas intenções.

“Comecei a chorar em alta voz e dizer: ‘Se eles apenas me dissessem o que fiz ou o que disse!’ Meu marido, que estava dormindo em uma cama no mesmo quarto, ouviu-me chorar alto e despertou-me. Meu travesseiro estava úmido pelas lágrimas. Entrei em depressão.” Testemunhos para a Igreja, Vol. 1, págs.577 e 578

Compartilhar isso:

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado com Arlete Vieira, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

DESMASCARANDO FALSOS PROFETAS DO SISTEMA E DO YOUTUBE

Relacionado

TODO ADVENTISTA PRECISA VER ISSO!!

Relacionado

Deixe uma resposta