CACP: Ellen G. White disse, ou não, que Enoque está em Saturno? — 2

6 evidências de que EG White afirma que visitou Saturno em suas visões

1) O livro de Arnaldo Christianinni (um dos maiores teólogos da seita adventista) declara que ela esteve em Saturno: “A senhora White, em algumas visões, pôde ver algo do sistema planetário, e fez descrições interessantes. Descreveu os satélites de Júpiter e os anéis de Saturno. Descreveu a constelação de Órion. E tudo em perfeita conformidade com a ciência.” (Sutilezas do Erro em PDF, pág. 114)

———-

2) O historiador John Norton Loughborough, (um dos maiores historiadores do Adventismo) e que conviveu com Ellen Gould White, afirma em sua obra que a profetiza da IASD esteve em Saturno (O Grande Movimento Adventista, pág. 215-217)

———-

3) No prefácio do livro “O Grande Movimento Adventista” é dito: “Ellen G. White solicitou a ampla circulação deste livro, como algo que deveríamos disseminar ao povo”, em outra obra, a própria profetisa do Adventismo chancela, não só a trabalho de John Norton Loughborough, como também os relatos dos pioneiros: “O registro da experiência vivida pelo povo de Deus no início da história de nosso trabalho deve ser publicado. Muitos dos que desde então aceitaram a verdade não conhecem a maneira como o Senhor atuou. A experiência de Guilherme Miller e seus companheiros, do capitão José Bates e dos pioneiros da mensagem adventista precisam ser mantidas diante de nosso povo. O livro do pastor Loughborough deve receber atenção. Nossos líderes têm de verificar o que pode ser feito para a circulação desse livro.” (Outro poder – Conselhos aos escritores e editores, pág. 96.1). O mesmo é dito em uma de suas cartas. ([Ellen G. White, Carta 105, 1903] em: O Grande Movimento Adventista, J. N. Loughborough, pág. 8)

———-

4) Na obra “Uma Palavra ao pequeno rebanho” (A word to the little flock, sem tradução), de autoria do marido da profetisa do Adventismo, da própria Ellen White e do pastor Joseph Bates, um dos pioneiros da IASD, é mencionado: “Ellen teve uma visão das obras de Deus. Ela foi conduzida aos planetas: Júpiter, Saturno, e penso eu que mais algum outro.” [Ellen had a vision of the handy works of God. She was guided to the planets Jupiter, Saturn, and I think one more], em: Uma Palavra ao Pequeno Rebanho, pág. 38, pdf)

———-

5) Ellen White, confirma sua ida aos planetas com 7 luas, 4 luas e 6 luas (Saturno, Júpiter e outro não identificado), dizendo: “A ciência está sempre descobrindo novas maravilhas; mas ela traz de sua pesquisa, nada que, corretamente entendido, conflite com a revelação divina.” (EGW, Educação, pág. 128)

———-

6) Em mais uma evidência, a mentora-profetisa da seita sabatista, determina: “Então fui levada à um mundo que tinha 7 luas, vi ali o bom e velho Enoque que tinha sido trasladado…” (Vida em Ensinos, série vermelha, pág. 98 – contém as imagens de Saturno e Júpiter)

Fonte: http://www.cacp.org.br/6-evidencias-de-que-eg-white-visitou-saturno/

Outra explicação:

De acordo com um ex-pastor e estudioso adventista, Ellen G.White estava na época tentando enganar Bates que ela era de fato um profeta, mas ele estava cético.

Bates tinha muito dinheiro enquanto Ellen e seu marido eram na época um casal sem um tostão. Então ela precisava de Bates no movimento adventista para ajudar a financiar o movimento. Ela sabia que Bates tinha um grande interesse em astronomia desde seu tempo como capitão de um navio. Então, depois de ler alguns de seus livros de astronomia amadora, fingiu na frente de Bates que estava entrando em visão. Em seguida, afirmou em visão que Elias (que foi transfigurado no céu) estava em visita a Júpiter, e que seres altos e elegantes viviam no planeta. Essa visão convenceu Bates de que ela era uma profeta, tendo mentido para Bates que ela não havia lido nenhum de seus livros sobre astronomia, alegando que tais livros estariam além de ela ter deixado a escola aos 13 anos.

Fonte: https://www.quora.com/What-do-SDAs-think-of-Ellen-G-White-saying-in-a-vision-from-God-that-there-were-people-living-on-Jupiter-or-Saturn

Em 1846, a Sra. White teve uma “visão” do sistema solar. A Sra. Truesdail, uma ASD dedicada e sincera, esteve presente durante a visão. Ela descreve como a Sra. White viu um “povo alto e majestoso” vivendo em Júpiter ou Saturno:

 

A irmã White estava com a saúde muito frágil, e enquanto as orações eram feitas em seu favor, o Espírito de Deus repousava sobre nós. Logo percebemos que ela era insensível às coisas terrenas. Esta foi sua primeira visão do mundo planetário. Depois de contar em voz alta as luas de Júpiter, e logo depois as de Saturno, ela fez uma bela descrição dos anéis deste último. Ela então disse: ‘Os habitantes são um povo alto e majestoso, tão diferente dos habitantes da terra. O pecado nunca entrou aqui. ” 1

Em 1942, o historiador adventista AW Spalding elaborou a “visão”:

Em visão, então, a Sra. White foi levada para ver esses planetas, e enquanto ela falava sobre eles, descrevendo-os, o Capitão Bates, seu rosto coberto de sorrisos, dizia: ‘Agora ela está vendo Júpiter’ e, ‘Ela está descrevendo Saturno’, e assim por diante. Ela contou muito mais do que os astrônomos sabiam sobre isso, pois eles não têm certeza de que os planetas sejam habitados, mas ela viu que eles são. Em Saturno ela viu o bom e velho Enoque , que foi trasladado há cinco mil anos, sem morrer. Ele disse que aquela não era sua casa, que ele estava apenas visitando lá, que ele morava no céu, onde Deus habita, e lá estava ele esperando até que a terra fosse restaurada como tinha sido no Éden. As pessoas desses mundos eram todas muito mais bonitas e fortes do que as pessoas da terra, pois o pecado nunca entrou lá .

As pessoas altas viviam em Júpiter? Enoque estava vivendo em Saturno? Ellen White estava muito à frente da Ciência em seu conhecimento dos habitantes de outros planetas? A “visão” do sistema solar da Sra. White pode ter parecido plausível até décadas recentes. Hoje, no entanto, o conhecimento científico desses planetas aumentou significativamente. Por exemplo, sabe-se agora que Júpiter e Saturno são extremamente inóspitos à vida como a conhecemos:

  • Esses planetas não têm superfície sólida como a Terra. As superfícies consistem inteiramente de um mar de hidrogênio líquido, com centenas de quilômetros de profundidade.
  • A pressão atmosférica é milhões de vezes maior que a da Terra. A pressão é suficiente para esmagar os metais mais fortes.
  • As temperaturas medianas da superfície são extremamente frias: Júpiter: -234 0 F (-145 0 C). Saturno: -218 0 F (-139 0 C.)
  • Numerosas sondas espaciais examinaram esses planetas usando tecnologia avançada e não detectaram nenhum sinal de vida. Sem plantas. Nenhum animal. Nada de pessoas altas. Nada além de hidrogênio, hélio e outros gases.

 

Júpiter tem QUATRO luas

Em 1847, Tiago e Ellen White publicaram um folheto anunciando que Ellen teve uma visão dos planetas do sistema solar:

Em nossa conferência em Topsham, Maine, em novembro passado, Ellen teve uma visão das obras úteis de Deus. Ela foi guiada para os planetas Júpiter, Saturno, e acho que mais um. Depois que ela saiu da visão, ela poderia dar uma descrição clara de suas luas, etc. É bem sabido que ela não sabia nada de astronomia, e não podia responder uma pergunta em relação aos planetas, antes de ter essa visão. 3

Observe na citação acima que Tiago diz que Ellen deu uma “descrição clara” de suas luas. A descrição era tão clara que incluía o número exato de luas de Júpiter. O historiador adventista JN Loughborough aparentemente entrevistou Bates sobre o assunto e aqui está como ele descreveu a visão:

Uma noite, na conferência acima mencionada, na casa do Sr. Curtiss e na presença do Pastor Bates, que ainda estava indeciso em relação a essas manifestações, a Sra. White, enquanto em visão, começou a falar sobre as estrelas, dando uma descrição brilhante de cinturões róseos que ela viu na superfície de algum planeta, e acrescentou: ‘ Eu vejo quatro luas .’ ‘Oh’, disse o Élder Bates, ‘ela está vendo Júpiter !’ Então, tendo feito movimentos como se estivesse viajando pelo espaço , ela começou a descrever cintos e anéis em sua beleza sempre variada, e disse: ‘Eu vejo sete luas .’ 7 O Élder Bates exclamou: ‘Ela está descrevendo Saturno .’ Em seguida, ela disse: ‘seis luas ‘, e imediatamente começou uma descrição dos ‘céus que se abrem’, com sua glória, chamando-o de abertura para uma região mais esclarecida. 4

Para resumir os fatos da visão da irmã White:

  • Júpiter – 4 luas
  • Saturno – 7 luas
  • Urano – 6 luas

Coincidentemente, esses números são exatamente iguais ao número de luas que já haviam sido descobertas pelos astrônomos ao redor de Júpiter e Saturno no ano de 1846. Observe que o editor acrescentou a nota de rodapé 7 na citação acima. Veja o que diz a nota de rodapé:

“7 Em Ascensão e Progresso , diz que ela viu oito luas em Saturno. Essa mudança foi feita depois que as provas saíram de minhas mãos. Mais luas para Júpiter e Saturno foram descobertas desde então.” 5

Esta nota de rodapé demonstra como as visões da Sra. White foram posteriormente alteradas por outros. Testemunhas oculares relataram que a Sra. White tinha visto “sete” luas ao redor de Saturno. No entanto, uma oitava lua foi descoberta quando o livro de Loughborough Rise and Progress estava pronto para publicação. Os editores adventistas do livro alteraram a visão para dizer “oito” luas para fazê-la corresponder a fatos científicos conhecidos. Para seu crédito, Loughborough admite honestamente que o número real que a Sra. White viu foi “sete”. Isso também prova que por pelo menos 50 anos os adventistas do sétimo dia acreditavam que o segundo planeta na visão da Sra. White era Saturno.

 

Os fatos científicos
Wikipédia , 2/2022)
1) “Existem 80 luas conhecidas de Júpiter… Em janeiro de 1610, ele [Galileu] avistou as quatro massivas luas galileanas… Nenhum satélite adicional foi descoberto até que EE Barnard observou Amalthea em 1892. … Júpiter tem um fraco sistema de anéis planetários…”

2) “Saturno tem 83 luas com órbitas confirmadas. … [8ª lua de Saturno,] Hyperion, [foi] descoberto [em] 1848.”

3) “Urano tem 27 luas conhecidas. … A Voyager 2 fotografou o sistema de anéis de Urano durante seu sobrevoo em 1986. Dois anéis adicionais foram descobertos em 2005.”

Uma “Descrição Clara” das Luas?

A Sra. White certa vez escreveu:

A ciência está sempre descobrindo novas maravilhas; mas ela não traz de sua pesquisa nada que, corretamente entendido, entre em conflito com a revelação divina. 6

A revelação da Sra. White certamente “conflita” com a ciência moderna. Se é verdade que a ciência nunca entra em conflito com a revelação divina, então a única conclusão que se pode tirar é que a visão do sistema solar de Ellen White não foi uma revelação divina! A Sra. White chegou perto o suficiente de Júpiter e/ou Saturno para ver as “pessoas altas e majestosas” que moravam lá, mas o que ela deixou de ver?

  • Ela não conseguiu ver pelo menos 76 das luas de Júpiter
  • Ela não conseguiu ver pelo menos 76 das luas de Saturno
  • Ela não conseguiu ver pelo menos 21 das luas de Urano
  • Ela não conseguiu ver os anéis ao redor de Júpiter
  • Ela não conseguiu ver os anéis ao redor de Urano

 

Por que ela viu apenas o que os astrônomos já tinham visto?

Quando a Sra. White teve sua “visão” em 1846, era do conhecimento geral que Júpiter tinha quatro luas. A quinta só foi descoberta em 1892. Em 1846, pensava-se que Saturno tinha sete luas. A oitava lua foi descoberta logo depois, em 1848. Após a descoberta, um relato da “visão” foi discretamente modificado para dizer “oito” em vez de “sete”. A visão da Sra. White não revelou nada que não pudesse ser obtido de um livro de Astronomia ou mesmo de um artigo de jornal! A única diferença entre o que a Sra. White viu e o que os astrônomos viram através de seus telescópios foram aquelas “pessoas altas e majestosas!”

 

E aquelas pessoas altas e majestosas?

Enquanto os historiadores adventistas, como AW Spalding, costumavam alardear o fato de que a Sra. White viu pessoas altas em Júpiter e/ou Saturno em suas visões, depois de meados do século XX, quando a ciência começou a mostrar a improbabilidade de tal, Ellen Os comentários de White sobre pessoas altas e majestosas que vivem nesses planetas pararam de aparecer nos livros adventistas.

A questão é, se a Sra. White não viu isso em visão, então de onde ela tirou a noção de que havia “pessoas altas” vivendo nos planetas? Talvez ela tenha tido a ideia do autor francês Voltaire, que em sua popular história de 1752, Micromegas , escreveu sobre “cidadãos” de Saturno que tinham “mil braças” de altura. 7

 

Visões do sistema solar não incomuns

Em 1758, o visionário Emanuel Swedenborg escreveu extensivamente sobre suas comunicações com espíritos de outros planetas do sistema solar. Ao escrever sobre as pessoas que vivem em Júpiter, ele as descreve como humanas com rostos “justos e bonitos”. Ele não diz nada sobre sua altura, mas revela que seus rostos “eram maiores” do que as pessoas da Terra. Ele também escreveu sobre pessoas que vivem em Saturno. Ele descreveu os habitantes desses planetas como adoradores de Deus que são mais elevados espiritualmente do que as pessoas da terra. 8 Hoje, os seguidores de Swedenborg têm grande dificuldade em conciliar essas declarações com os fatos científicos conhecidos.

Na década de 1840, com os recentes avanços na Astronomia, houve um grande interesse pelo sistema solar. Houve muita especulação sobre que tipo de seres habitavam os outros planetas do sistema solar. Durante aquela época, as pessoas submetidas ao mesmerismo (uma forma de hipnotismo que muitas vezes incluía alucinações) às vezes relatavam visitar os planetas e a lua. 9

 

Incríveis oportunidades perdidas

Imagine se a Sra. White tivesse dito a Bates que Júpiter tinha quatro luas grandes e 76 luas menores! Seu dom profético teria sido provado sem sombra de dúvida para todas as gerações futuras. Infelizmente, ela perdeu esta grande oportunidade. Imagine se a Sra. White tivesse anunciado que Júpiter tinha anéis! Este fato surpreendente não foi descoberto até que as sondas espaciais Voyager visitaram Júpiter em 1979 (como mostrado na foto à direita). Tal anúncio certamente teria validado suas alegações. Infelizmente, embora ela tenha chegado perto o suficiente para ver aquelas pessoas altas no planeta, ela não conseguiu ver os anéis.

Depois de considerar o que ela viu e o que ela deixou de ver, a questão é: ela realmente teve uma visão divina?

 

Qual foi o REAL propósito da visão?

No início de 1846, os brancos estavam em apuros. Eles eram pobres e miseráveis. Muitos encaravam as visões de Ellen White com ceticismo. O que eles precisavam mais do que tudo era um amigo influente que acreditasse como eles. Felizmente para os Whites, eles conseguiram localizar exatamente um homem assim — Joseph Bates. Na primavera de 1846, os brancos conheceram esse capitão aposentado. No entanto, havia um grande problema. Embora Bates fosse avançado em idade, sua mente ainda estava afiada o suficiente para duvidar das visões da Sra. White . Os blancos tentaram conquistá-lo, mas tiveram pouco sucesso. Mas em novembro tudo isso mudou. Em uma pequena reunião com Bates e alguns outros crentes obstinados, a Sra. White teve uma “visão” especial sobre Astronomia, que por acaso era o assunto favorito de Joseph Bates. Que feliz coincidência!

Quando Ellen entrou em visão, o idoso Bates sem dúvida ficou encantado ao ver essa jovem de 19 anos fazer movimentos como se estivesse voando pelo espaço. Enquanto Bates ouvia, Ellen descreveu vários detalhes do Sistema Solar e a chamada lacuna em Órion . Bates havia observado a lacuna muitos anos antes, a bordo de um navio no hemisfério sul. Órion era então um tema de grande interesse por causa das recentes observações telescópicas de William Parsons, o terceiro conde de Rosse. Apenas alguns meses antes, Bates havia publicado um folheto, “The Opening Heavens”, relatando as descobertas de Rosse, mas Ellen assegurou a Bates que não tinha conhecimento prévio de astronomia. 10

A Sra. Truesdail, também presente na “visão”, relata que teve o efeito desejado em Bates:

Era evidente pelo rosto sorridente do irmão Bates que suas dúvidas passadas em relação à fonte de suas visões estavam rapidamente deixando-o . Todos nós sabíamos que o capitão Bates era um grande amante da astronomia, pois frequentemente localizava muitos dos corpos celestes para nossa instrução. Quando a irmã White respondeu às suas perguntas, após a visão, dizendo que ela nunca havia estudado ou recebido conhecimento nessa direção, ele ficou cheio de alegria e felicidade. Ele louvou a Deus e expressou sua crença de que essa visão sobre os planetas foi dada para que ele nunca mais duvidasse. 11

Sim, todos, inclusive os brancos, sabiam que Bates gostava de Astronomia. Que feliz coincidência que a primeira visão registrada da Sra. White do sistema solar tenha ocorrido enquanto o cético Bates estava presente. Daquele momento em diante, Bates era um crente. Ele, sem dúvida, ansiava por aquele dia de glória, quando poderia viajar para Júpiter para conhecer aquelas “pessoas altas e majestosas!”

 

Referências

1. Extraído da carta da Sra. Truesdail, 27 de janeiro de 1891. A carta foi publicada em “The Great Second Advent Movement” de JN Loughborough, pp. 260-261.

2. AW Spalding, Histórias Pioneiras da Mensagem do Segundo Advento , capítulo 17, “A Abertura dos Céus e a Lei Imutável”, (1942).

3. Tiago White, Uma Palavra ao Pequeno Rebanho , p. 22.

4. JN Loughborough, Grande Movimento do Segundo Advento , p. 258. De acordo com Francis Nichol em Ellen G. White and her Critics , Loughborough “sem dúvida baseou este relato em conversas mantidas com Joseph Bates anos antes”. (pp. 93,94) É interessante notar que Ellen White é registrada dizendo que Urano tinha seis luas quando apenas duas foram descobertas em 1846. Mais duas foram descobertas em 1851, e uma quinta em 1948. A Voyager descobriu mais dez em 1986. Nunca houve um tempo em que Urano fosse conhecido por ter apenas seis luas.

5. Ibidem.

6. Ellen G. White, Educação , p. 128.

7. Voltaire, Micromegas , tradução de Blake Linton Wilfong.

8. Emanuel Swedenborg, Earths in Our Solar System That Are Called Planets and Earths in the Starry Heaven Their Ihabitants, and the Spirits and Angels There: From Things Heard and Seen (traduzido para o inglês do latim), (Londres: Swedenborg Society, 1962 ), 52, 65, 98. Originalmente publicado em latim em 1758.

9. La Roy Sunderland, Pathetism , (Boston: White & Potter, 1848), 133.

10. Este parágrafo foi retirado de Ronald L. Numbers, Ph.D., Prophetess of Health , p. 15.

11. Carta de Truesdail, 1891. Veja também a declaração de Ellen White: “Irmão J. Bates, não acreditava plenamente que minhas visões eram de Deus… Eu tinha uma visão de outros planetas. Depois que saí da visão, contei o que tinha visto. O irmão Bates perguntou se eu havia estudado astronomia. Eu disse a ele que não tinha lembrança de alguma vez ter estudado astronomia. do Senhor.’” (White, Spiritual Gifts , vol. 2 p. 83)

Fonte: https://www.nonsda.org/egw/criticb.shtml

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

Documentário Bíblico: O REAL FORMATO DA TERRA em 60 minutos com legendas

Assista e compartilhe.

Participante da Conferência Geral beijou a bandeira do Vaticano antes de desfilar com ela

Veja o vídeo no ponto em que está, depois retorne ao início dele para acompanhar …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.