Iníco / Alimentação e Saúde / Conheça os Perigos da Vacina contra o HPV

Conheça os Perigos da Vacina contra o HPV

Os fabricantes de um dos maiores esquemas de vacinas já criados querem que seus filhos e adolescentes sejam injetados com organismos geneticamente modificados que causaram mais de 140 mortes e mais de 10.000 eventos adversos, incluindo perda de uso muscular, convulsões e choque anafilático. Sim, estamos falando sobre a Gardasil, a vacina inventada por cientistas da Merck e recomendada para meninos e meninas de nove anos, para que não contraiam vírus de câncer sexualmente transmissíveis, como câncer anal e verrugas genitais. Espere o que? É verdade… A Merck e o site Versed se uniram e estão comercializando uma injeção tóxica e altamente desnecessária para crianças e adolescentes como se fosse legal.

Uma vez que você é totalmente versado nesse absurdo psicótico, você nunca mais vai querer outra injeção geneticamente modificada, fabricada em laboratório, muito menos permitir que seus filhos sejam injetados com alguns químicos altamente desnecessários como borato de sódio, polissorbato 80 e um adjuvante químico de alumínio perigoso.

Tudo começa com a compreensão de que o RISCO da vacina é MUITO MAIS ALTO do que as chances de o HPV se tornar sério, mesmo que você o contraia

Vamos colocar seu novo conhecimento em teste, porque você não quer que alguma vacina o deixe “amaldiçoado” com músculos paralisados ​​como tantas outras crianças e adolescentes por aí. Quanto você realmente sabe sobre o papilomavírus humano (HPV)? Uma coisa de cada vez: Você sabia que a palavra “recombinante” significa geneticamente modificado? O culto da vacina diz que você precisa de 2 ou 3 doses, incluindo suas crianças inocentes de 9 anos de idade, para protegê-las contra vírus que são transmitidos por sexo anal com viciados em drogas, prostitutas e outros malfeitores promíscuos. Você teve lesões anais e verrugas genitais aos 9 anos?

Certifique-se de entender que a vacina contra o HPV não trata as infecções por HPV, portanto, se seu filho já estiver sofrendo de DSTs, ficar “versado” pela Merck e por esses canalhas “baseados na ciência” é inútil e perigoso. As advertências na bula da vacina dizem que ninguém deve receber uma vacina Gardasil 9, se já tiver tomado uma dose de Gardasil 9. Mas espere, eles não disseram que as crianças precisam de pelo menos 2, se não 3 doses?

Talvez seja por isso que tantas crianças e adolescentes desmaiam depois de receber uma vacina contra o HPV e depois apresentam rigidez. As instruções da vacina e do médico se contradizem. A bula também diz que a Gardasil pode ser dada ao mesmo tempo que a vacina Tdap, mas a vacina Tdap contém fluido de embalsamamento para mortos (formaldeído), então não seria altamente perigoso misturar organismos geneticamente modificados com neurotoxinas carcinogênicas?

O pior é que as vacinas contra o HPV são feitas com  formas e cepas “desnaturadas” do vírus, o que significa que não estão “vivos”, mas também não estão “mortos” – é uma descrição científica complicada que significa que o vírus está enfraquecido ou dormente, então quem vai dizer se você tiver HPV mais tarde na vida, não foi da própria inoculação?

A Gardasil contra o HPV contém ingredientes altamente suspeitos, incluindo formas fragmentadas do vírus, alumínio, cloreto de sódio e polissorbato 80. Um dos ingredientes, a l-histidina, na verdade interfere nas defesas do cérebro contra toxinas metálicas, incluindo o alumínio. Vai entender.

Entenda isto: Nenhuma razão válida para dar às crianças a vacina contra o HPV já foi estabelecida

A alegação do culto da vacina é que o injeção ajuda a defender contra o início precoce do HPV, uma doença sexualmente transmissível (DST) que vem principalmente do sexo oral ou anal, de modo que não explica por que injeções seriam dadas às meninas (e alguns meninos) a partir dos nove anos. Além disso, os supostos “benefícios” das duas vacinas conhecidas contra o HPV,  Gardasil  (fabricada pela Merck) e Cervarix (fabricada pela GSK-GlaxoSmithKline), desaparecem depois de alguns anos, antes mesmo de crianças de 11 e 12 anos começarem a considerar encontros sexuais. Além disso, mesmo que as vacinas funcionem, a maioria dos cânceres por HPV dura apenas alguns anos antes que um sistema imunológico normal os derrote, então por que se preocupar com as vacinas tóxicas?

Isso é exatamente o que a Merck e o culto das vacinas NÃO querem que você ou seus filhos e adolescentes “aprendam”. Além disso, existem pelo menos 120 papilomavírus humanos conhecidos, e a vacina contra o HPV aborda menos de uma dúzia, então é literalmente apenas um “tiro no escuro”.

Leia também: Comitê do Governo Declara que as Vacinas contra o HPV Nunca Devem ser Administradas em Meninos Adolescentes

Todas as promoções de vacina contra o HPV são propaganda e marketing baseados no medo

Para promover as vacinas, o CDC, a Merck e a GSK apresentam casos de câncer e estatísticas de câncer que nada têm a ver com o HPV. Muitos casos de verrugas genitais e câncer de pulmão não têm nada a ver com o HPV, mas a ciência convencional faria todos acreditarem de forma diferente. Ainda assim, os fabricantes de vacinas nomearão alguns tipos de verrugas como parte da próxima versão de sua vacina, mas mesmo as verrugas genitais do HPV não são do tipo que leva ao câncer do colo do útero ou qualquer tipo de infecção que seja de longo prazo. Tudo mentira.

Vamos nos tornar “versados” sobre os fatos do HPV que a Merck e o culto das vacinas NÃO querem que você saiba:

– O vírus é morto por radiação ultravioleta.

– Setenta por cento (70%) das infecções por HPV desapareceram em um ano.

– Noventa por cento (90%) das infecções por HPV desapareceram em menos de dois anos.

– Em todo o mundo, mais de 35 milhões de meninas foram injetadas com a vacina Gardasil.

– A vacina contra o HPV contém polissorbato 80, um conhecido carcinogênico e mutagênico.

– Quando o polissorbato 80 é injetado em ratos, faz com que seus órgãos reprodutivos cresçam anormalmente e se tornem estéreis.

– Quando o polissorbato 80 é usado por via intravenosa com vitaminas, sabe-se que causa choque anafilático.

– A vacina contra o HPV também contém borato de sódio, que é amplamente conhecido por seu uso como pesticida de barata.

– A Biblioteca Nacional de Medicina dos EUA lista os efeitos colaterais do borato de sódio como vômitos, colapso, convulsões e coma.

– Os efeitos colaterais das inoculações do HPV incluem o aborto espontâneo, paralisia e coma.

– Dez por cento das mulheres canadenses que recebem as vacinas contra o HPV são enviadas para as salas de emergência.

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado com Arlete Vieira, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

Vacina da Gripe Aumenta Abortos Espontâneos

Relacionado

A AMEAÇA DO IMPLANTE DE CHIP NAS PROFECIAS!!

Relacionado

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.