Iníco / Farsas e Conspirações / False-Flag Attack: Tudo que a grande mídia nunca mostrará sobre os atentados de 9/11 – O crime e o encobrimento do século… O que realmente aconteceu?

False-Flag Attack: Tudo que a grande mídia nunca mostrará sobre os atentados de 9/11 – O crime e o encobrimento do século… O que realmente aconteceu?

Não fique, caro leitor, a achar que vais ver na TV algum documentário escancarando a verdade sobre o 11/09, mas nem por isso vais ficar ignorante a respeito, certo? A não ser que queiras.

Pesquisadores e repórteres realmente investigadores sabem desde há muito que não foi o voo 77 que atingiu o Pentágono naquele dia uma vez que os danos às paredes de Pentágono só podiam ter sido feitos por um engenho aéreo muito mais pequeno, tal como um míssil (ou talvez um drone Global Hawk da USAF, no valor de US$222 milhões). Também não havia evidência de restos de alumínio do corpo, das asas e da cauda de um Boeing 757 de 100 toneladas.

A única das chamadas provas de o Voo 77 ter atingido o Pentágono que o Departamento da Defesa acabou por produzir foram cinco imagens – ridiculamente inconvincentes e obviamente tratadas a Photoshop. Uma delas supostamente mostrava um avião e outras três explosões com chamas. Estas fotos infames, obviamente amanhadas, curiosamente estavam datadas 9/12/01, 17:37 (5:37 pm) ao invés de 9/11/01, 9:37 (9:37 am) o momento real do choque. Para informação sobre este crime e o encobrimento no Pentágono e uma exposição pormenorizada do assunto ir a:

AQUI: http://911research.wtc7.net

Vê algum avião?
11 de setembro de 2001: o aniversário do crime e o encobrimento do século

Quantos edifícios foram invadidos no caso 11 de setembro? Leia a descrição do vídeo e se surpreenda caso acredite que seja fruto de um colapso de aeronaves. [Créditos: @tire a venda]

Atentados de 9/11.

Falsos ataques terroristas (False-Flag Attack)…

Ataque “terrorista” às torres Gêmeas em N. York, à 14 anos (11/09/2001) uma operação False Flag Attack
Ataque “terrorista” às torres Gêmeas em N. York, à 14 anos (11/09/2001) uma operação False Flag Attack

Falsos Ataques Terroristas (False Flag Attacks-Ataques de Bandeira Falsa). Se aprendermos com a nossa história (deixarmos a ignorância de lado), não estaremos condenados a repeti-la.

Operações de falsa bandeira são operações secretas conduzidas por governos, empresas e outras organizações (mercenários, serviços de inteligência como a CIA/Mossad/MI-6), que são projetados e executados para aparecer como se eles fossem realizados por outras entidades. 

O nome é derivado do conceito militar de navegar/voar com cores falsas, isto é, que usem a Bandeira(de quem se quer culpar) de um país que não o seu próprio. Operações clandestinas não estão limitadas a operações de guerra e contra-insurgência, e têm sido largamente utilizadas em tempo de paz.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Falsos Ataques Terroristas (False Flag Attacks-Ataques de Bandeira Falsa). 

Fonte: http://www.washingtonsblog.com

O que é um falso ataque terrorista de Falsa-Bandeira (False Flag Attack)? (n.t. Como o ataque –absolutamente FORJADO E FALSO – às duas torres gêmeas em N.York, em 11 de setembro de 2001 planejado e orquestrado pela equipe de George Bush com a ajuda de agentes israelenses, com o fim específico de culpar “terroristas muçulmanos” e assim possibilitar a invasão do Afeganistão e do Iraque e criar a GUERRA AO TERRORISMO, e o mundo inteiro acreditou…)

“Um ataque terrorista (ou terrorismo) de bandeira falsa“ é definido como um governo atacando o seu próprio povo, dentro de seu próprio país para em seguida, culpar os outros, a fim de justificar a entrada na guerra contra as pessoas/país para o qual é alegada a culpa pelo falso ataque. Ou como a Wikipedia define:

“Operações de ataques de falsa bandeira são operações secretas conduzidas por governos, empresas e outras organizações (mercenários, serviços de inteligência como a CIA/Mossad/MI-6 e ultimamente os “terroristas“), que são projetados e executados para aparecer como se eles estão sendo realizadas por outras entidades. O nome é derivado do conceito militar de voar com cores falsas, isto é, que usem a bandeira de um país que não o seu próprio. Operações clandestinas não estão limitados a operações  de guerra e contra-insurgência, e têm sido utilizadas em tempo de paz, por exemplo, como durante a estratégia de Tensão na Itália na década de 1950″. 

marionetes1-238x2381O termo vem desde os  velhos tempos de uso de navios de guerra de madeira, quando um navio da marinha de um país  usava e pendurava a bandeira de seu inimigo em seu próprio navio antes de atacar outro navio com a mesma bandeira do país em sua própria marinha. Porque a bandeira do inimigo, em vez da bandeira do país real do navio de ataque, foi escondida, este tipo de subterfúgio foi chamado de  ataque  de “bandeira falsa”.

Na verdade, este conceito é tão bem aceito que as regras para a participação em combate em guerras naval, pelo ar e por terra,  todos os tratados proíbem ataques de falsa bandeira.

Líderes políticos ao longo da história reconheceram o uso do ataque do tipo “Falsa-Bandeira”

Líderes ao longo da história têm reconhecido o perigo de ataques do tipo Falsa-Bandeira: 

“Este não é outro modo, senão é a raiz da qual brota um tirano; quando ele aparece pela primeira vez e que ele é um protetor” – Platão 

“Se a Tirania e a Opressão vierem a esta terra, será sob a forma (a desculpa) de uma luta contra um inimigo estrangeiro.”  – O presidente dos EUA, James Madison 

“O terrorismo é a melhor arma política para se usar nas pessoas, e colocá-las nada mais do que com medo de morte súbita“. – Adolph Hitler 

“Naturalmente, as pessoas não querem guerras. Nem na Rússia, na Inglaterra ou nos EUA, nem mesmo na Alemanha. Mas, afinal, são os líderes do país que determinam a política, e é sempre uma simples questão de arrastar o povo junto, seja em  uma democracia ou uma ditadura fascista, ou um parlamento ou uma ditadura comunista … com voz ou sem voz, o povo sempre pode ser levado à fazer e seguir à vontade dos seus “líderes”. O que é fácil. Tudo que você tem a fazer é dizer-lhes que eles estão sendo atacados, e denunciar os pacifistas por falta de patriotismo ao expor o país ao perigo. Esse método funciona da mesma maneira em qualquer país “. –Hermann Goering, outro líder nazista. 

Goering-false-flag-ataque1

“A maneira mais fácil de ganhar o controle de uma população é através da realização de atos de terror contra ela. [O público] vai clamar por tais leis (e MAIS controle) se a sua segurança pessoal (parecer) estiver ameaçada”. – Josef Stalin 

Governos de todo o Mundo já admitiram que eles realizaram ataques de Falsa-Bandeira do tipo terrorista

Mas não tome apenas a nossa palavra sobre o assunto:

Governos de todo o mundo admitiram que realizaram ataques terroristas de falsa bandeira:

  • Um grande nazista das tropas SS admitiu  no julgamento de Nuremberg que – sob ordens do chefe da Gestapo – ele e alguns outros agentes nazistas falsificaram ataques contra seu próprio povo e os usaram pois que foram atribuídos aos poloneses, para justificar a invasão da Polônia. O General nazista Franz Halder também testemunhou no julgamento de Nuremberg que o líder nazista Hermann Goering admitiu que mandou atear fogo ao edifício do parlamento alemão, e depois falsamente acusou os comunistas pelo incêndio;
  • A CIA admite  que contratou agentes iranianos em 1950 para se passarem por comunistas e praticarem atentados dentro do IRÃ, culpando os comunistas a fim de colocar o povo do país contra seu primeiro-ministro democraticamente eleito;
  • Israel admitiu  que uma operação de célula terrorista de seus agentes no Egito, plantou bombas em vários edifícios, incluindo instalações diplomáticas norte-americanas (ataque contra seu principal aliado, os EUA), para em seguida, deixando “evidências” para trás implicando os árabes como os culpados (uma das bombas detonou prematuramente, permitindo que os egípcios  identificassem os atacantes, e vários dos agentes israelenses confessaram mais tarde a sua participação) (veja aqui e aqui)
false-flag-attack1-warning
  • Como foi admitido pelo governo dos EUA recentemente, em documentos desclassificados (não mais secretos) que mostram que em 1960, o Chefe do Estado-Maior americano assinou um plano para explodir aviões norte americanos (usando um elaborado plano que envolvesse a troca de aviões), e também para cometer atos terroristas em solo norte americano, e depois colocar a culpa sobre os cubanos, a fim de justificar uma invasão de Cuba. Veja o seguinte material da ABC notícia ; documentos oficiais, e assista a entrevista com o ex-produtor Investigativo em Washington para a rede ABC News Mundial Tonight com Peter Jennings;
  • Dois anos antes, senador americano George Smathers havia sugerido que os EUA fizessem “um falso ataque em Guantanamo Bay (Base Militar dos EUA em Cuba), que nos daria a desculpa de realmente fomentar uma luta que, seria a desculpa para invadir Cuba e derrubar Fidel Castro”;
  • E documentos do Departamento de Funcionários Oficiais de Estado mostram que – apenas nove meses antes do plano do Joint Chiefs of Staff ser proposto – o chefe do Estado-Maior Conjunto e outros funcionários de alto nível discutiram sobre explodir um consulado (dos EUA) na República Dominicana, a fim de justificar uma invasão do país. Os três planos não foram realizados, mas todos eles foram discutidas como propostas sérias;
  • O Conselho Sul-Africano  da Verdade e Reconciliação encontrou que, em 1989, o Gabinete de Cooperação Civil (um ramo secreto da Força de Defesa do país Sul Africano) se aproximou de um especialista em explosivos e pediu-lhe “para participar de uma operação destinada a desacreditar o ANC [o Congresso Nacional Africano] bombardeando o veículo policial do oficial de investigação sobre um incidente de assassinato “, e assim, acusar o ANC pelo bombardeio;
  • Um diplomata argelino e vários oficiais do exército argelino admitiram  que, na década de 1990, o exército argelino freqüentemente massacrou civis argelinos para em seguida, culpar militantes islâmicos pelos  assassinatos (ver este vídeo, e Agencia France-Presse, 2002/09/27, Autor Tribunal francês provimento processo de difamação contra a Argélia);

manipulação-controle

  • De acordo com o Washington Post, a polícia da indonésia admitiu que os militares indonésios mataram professores norte americanos em Papua Nova Guiné, em 2002, e culpou os assassinatos sobre um grupo separatista de Papua, a fim de conseguir que o grupo fosse listado como uma “organização terrorista”;
  • O respeitado ex-presidente indonésio também admite  que o governo provavelmente teve um papel nos atentados de Bali
  • Conforme relatado pela BBC, o The New York Times e a Associated Press, funcionários da Macedônia admitiram que o seu governo assassinou sete imigrantes inocentes a sangue frio e fingiram que eles eram soldados da Al-Qaeda que tentaram assassinar membros da polícia da Macedônia, a fim do seu país se juntar a “guerra contra o terror “;
  • O antigo advogado do Departamento de Justiça John Yoo sugeriu em 2005 que os EUA deveriam ir para a ofensiva contra a Al-Qaeda, tendo “nossas agências de inteligência criado uma organização terrorista falsa. Esta falsa organização poderia ter seus próprios sites, centros de recrutamento, campos de treinamento e operações de captação de recursos. Ela poderia lançar falsas operações terroristas e reivindicar o crédito por ataques terroristas reais, ajudando a semear a confusão dentro das fileiras da Al-Qaeda, causando dúvida em agentes sobre as identidades dos outros e questionar a validade das comunicações. “

homemaveztruzA UPI-United Press International informou em junho de 2005:

Oficiais de inteligência dos Estados Unidos estão relatando que alguns dos insurgentes no Iraque estão usando um recente modelo das pistolas Beretta 92, mas as pistolas parecem ter tido os seus números de série apagados. Os números não parecem ter sido fisicamente removidos, as pistolas parecem ter saído de uma linha de produção, já sem quaisquer números de série. Analistas sugerem que a falta de números de série indica que as armas estavam destinados para operações de inteligência ou de células terroristas com apoio substancial do próprio governo. Analistas especulam que essas armas tem, provavelmente, origem partir de qualquer agente do Mossad (Israel) ou da CIA. Analistas especulam que agentes provocadores possam estar usando as armas não rastreáveis, mesmo quando as autoridades dos EUA usam ataques de insurgentes contra civis como evidência da ilegitimidade da resistência.

  • A polícia de Quebec (Canadá)admitiu que, em 2007, bandidos carregando pedras para um protesto pacífico eram realmente policiais de Quebec disfarçados ;
  • Nos protestos durante a reunião dos países do G-20 em Londres, em 2009, um membro do Parlamento britânico viu  policiais oficiais usando roupas simples tentando incitar a multidão à violência;
  • Um coronel do exército colombiano admitiu  que sua unidade matou 57 civis, em seguida, os vestiu com uniformes e afirmou que eles eram rebeldes mortos em combate na selva;
  • Soldados dos EUA admitiram  que, se eles matam inocentes iraquianos e afegãos, eles então “liberam” armas automáticas perto de seu corpo para que eles possam fingir que os civis mortos eram “militantes terroristas”.

Uma importante e ATUAL AMEAÇA:

Se não aprendermos com a nossa própria história, estaremos condenados a repeti-la mais e mais. Mas se as pessoas aprenderem sobre ataques terroristas do tipo bandeiras falsas, eles vão perder a sua eficácia. Isto não é “notícia velha”.

false-flag-warning

Ataques terroristas de Falsa Bandeira para iniciar novas guerras são uma corrente de ameaça atualíssima, tanto na Síria bem como no IRÃ:

Seria muito mais preferível que os Estados Unidos pudessem citar uma provocação iraniana como justificativa para os ataques aéreos antes de lança-los. Claramente, o mais escandaloso, o mais mortal, e quanto mais não provocado a ação iraniana, o melhor seria para os Estados Unidos. Claro, seria muito difícil para os Estados Unidos para incitar o IRÃ a tal provocação sem o resto do mundo reconhecer este jogo, o que então iria miná-lo. (Um método que teria alguma possibilidade de sucesso seria a patrocinar secretamente os esforços de mudança de regime interno  na esperança de que Teerã iria retaliar abertamente os EUA, ou mesmo semi-abertamente, o que poderia ser descrito como um ato de agressão (não provocado pelos EUA)  iraniano.)

O-POÇO3

Tudo que a TV nunca mostrará sobre os atentados de 11 se Setembro… A seguir: As melhores exposições acerca do 11/Set para os que procuram a verdade.

A maioria das pessoas se lembra exatamente o que estava fazendo no exato momento em que as torres gêmeas apareceram em chamas nas televisões do mundo todo. Mas mesmo depois de tanto tempo ter se passado após os atentados mais famosos e chocantes da história, muitas perguntas ainda permanecem sem resposta sobre o fatídico 11 de setembro.

*Sempre ative a legenda dos vídeos para o português.
*Sempre clique nas imagens para uma maior e melhor nitidez.

Assista: “Os cinco israelitas dançantes (Mossad) no 11 de setembro” (7 minutos):

O que a TV não conta sobre os atentados de 11 de setembro - Capa 1

O que a TV não conta sobre os atentados de 11 de setembro - Capa 1

Tanto mistério gerou várias “Teorias de Conspiração”, então aqui está uma superlista exclusiva com alguns fatos muito estranhos sobre essa tragédia que abalou o mundo, apresentando os fatos de forma isenta e imparcial.

O que a TV não conta sobre os atentados de 11 de setembro - Capa 2

O que a TV não conta sobre os atentados de 11 de setembro - Capa 2

Ressaltando que os fatos, perguntas e especulações apresentados a seguir caracterizam afirmações, possibilidades e incoerências apontados por especialistas de várias áreas pelo mundo afora, que foram amplamente divulgados por diversos meios de comunicação.

Acompanhe os fatos mais misteriosos e polêmicos sobre o dia em que o mundo parou:

Cia, NSA e o FBI não sabiam dos ataques?

FBI CIA NSA logos

FBI CIA NSA logos

Um mês antes dos atentados de 11 de setembro, a CIA já teria alertado o governo Bush sobre os riscos de ataques terroristas, citando especificamente a Al Qaeda e Osama Bin Laden. A identificação rápida dos terroristas logo depois dos atentados mostrou que havia informações sobre a maioria dos ataques. Mais tarde veio a tona que uma escola de pilotagem no Minnesota havia denunciado algumas atitudes estranhas de um de seus alunos (o terrorista Zacarias Moussaoui), que queria apenas aprender a pilotar um avião e não se interessava nos momentos da decolagem e do pouso..

Quando o presidente Bush soube dos atentados…

Cara do presidente Bush após saber do 11 de setembro

Cara do presidente Bush após saber do 11 de setembro

A expressão indecifrável do presidente George W. Bush ao saber dos atentados é intrigante. Mais intrigante ainda é o fato do Serviço Secreto (a segurança presidencial) não ter se preocupado em retirá-lo rapidamente da escola que ele estava visitando naquele momento para protegê-lo em um bunker…

Em uma situação onde aviões estão sendo usados como mísseis para destruir edifícios por todo o país, a primeira prioridade seria proteger o presidente que estava exposto, mas não foi isso o que aconteceu. Pior ainda foram suas declarações posteriores ao acidente, que foram interpretadas por muita gente como tentativas de fazer piadas sobre os terríveis atentados terroristas. Conforme revelado no vídeo acima, ele afirma que ao ver os aviões colidindo com as torres pela TV, (antes de entrar na sala de aula onde estava no momento dos atentados) pensou “esse é um piloto terrível!”… Teorias conspiratórias afirmam que a única explicação para a apatia do presidente  e de sua segurança diante de fatos tão graves, seria o fato deles saberem previamente sobre os atentados, tendo a certeza sobre quais locais seriam atacados, e sabendo que a escola onde o presidente estava não corria nenhum risco…

Manobras aéreas impossíveis

Avões do 11 de setembro

Manobras aéreas improváveis dos avões do 11 de setembro

Vários especialistas e pilotos profissionais afirmam que manobrar um avião grande a 850 Km/h no nível do mar, e tentar fazê-lo acertar qualquer prédio é quase impossível.

Só um verdadeiro piloto prodígio da aviação poderia conseguir de fato fazer isso, e mesmo assim teria pouquíssimas chances de acertar a manobra e o alvo. Outras teorias ainda mais conspiratórias falam de partes estranhas que foram identificadas na parte de baixo dos aviões que atingiram as torres, e até colocam em cheque a veracidade das informações sobre as aeronaves que efetivamente causaram a tragédia, conforme o vídeo acima explica.

Terrorista não sabia pilotar um “teco-teco”

Hani Hanjour e Cessna 172

Hani Hanjour e Cessna 172

O terrorista saudita Hani Hanjour (apontado pelo governo americano como o responsável oficial pelo ataque ao Pentágono) , apenas 1 mês antes dos atentados foi impedido de alugar Cessna 172 (o famoso “teco-teco”) porquê não conseguia nem decolar essa pequena aeronave… Como ele teria conseguido acertar o Pentágono com um avião grande como o Boeing 757?

Por que os aviões sequestrados atingiram seus alvos?

Aviõesatingindo torres gêmeas

Aviões atingindo torres gêmeas

Justamente no dia 11 de setembro todos os caças responsáveis pela segurança de Nova Iorque foram mandados para um exercício militar na fronteira com o Canadá. Estes exercícios teriam confundido os operadores de radar, que demoraram a identificar o sumiço dos aviões sequestrados naquele dia, dando muita vantagem aos terroristas para que conseguissem levar a cabo seus planos.

Aviões poderiam derrubar as Torres gêmeas?

Aviões poderiam derrubar as torres gêmeas

Aviões poderiam derrubar as torres gêmeas?

Muitos especialistas em arquitetura e construção afirmam que aviões não poderiam ter derrubado as torres daquela maneira por várias razões. A primeira seria que o querosene (que é o combustível dos aviões) não queima em temperaturas altas o suficiente para comprometerem a estrutura de aço dos prédios.

Mesmo que situações atípicas favorecessem o enfraquecimento do metal, segundo vários especialistas, seria mais coerente se as torres tivessem só os andares superiores destruídos, restando a maior parte dos andares inferiores quase intactos.

Teoria dos aviões modificados

Aviões modificados de 11 de setembro

Aviões modificados de 11 de setembro

Essa é uma outra polêmica que ronda a internet, e muitos vídeos levantam dúvidas sobre os aviões que atingiram as torres gêmeas, citando vários fatores estranhos, como uma parte incomum no 2 avião que atingiu o World Trade Center. Muita gente também alega que a fuselagem do avião teria que ser reforçada, para que ele causasse tantos danos aos prédios.

Ninguém soube dizer com precisão o que exatamente seria essa fuselagem reforçada, ou mesmo o que era essa peça estranha, mas alguns especialistas alegam que ela simplesmente não é parte original do avião. Teorias desse tipo aventam a possibilidade de que os aviões que usados nos ataques eram modificados, o que seria mais uma evidência de conspiração.

Torres gêmeas caindo verticalmente

WTC Fall

Queda das torres gêmeas

A cena dos prédios caindo quase que perfeitamente na vertical intrigaram especialistas em implosões, que afirmam que é possível até mesmo identificar pontos de explosões típicos daqueles usados em demolições profissionais planejadas.

O corte em “V” em várias das colunas nos escombros do World Trade Center seriam mais uma evidência de uma demolição controlada, e não acidental. Outras investigações ainda apontaram vestígios característicos de ‘Termite’ nas vigas de aço dos escombros, material amplamente usado em implosões profissionais, capaz de queimar a altíssimas temperaturas.

Torres gêmeas condenadas

WTC reforming

WTC reformas necessárias

Larry Silverstein, dono das torres gêmeas, estava diante de um dilema: tendo arrendado os edifícios apenas alguns meses antes dos ataques terroristas, ele teria que adequá-los a nova legislação de segurança implantada em Nova Iorque, e isso custaria centenas de milhões de dólares em uma reforma anti-incêndio que garantisse maior resistência a estrutura de aço dos prédios. Especialistas financeiros afirmaram que a reforma seria um imenso prejuízo, já que custaria quase o mesmo (ou até mais caro) que o próprio valor dos edifícios. Porém os atentados evitaram o prejuízo com a reforma, e o sortudo Larry Silverstein ainda recebeu alguns bilhões de dólares de indenização da seguradora…

Premonição ou golpe de sorte?

Larry Silverstein at WTC site

Larry Silverstein no local do WTC

Muitas pessoas também afirmaram que é no mínimo curiosa a “premonição” ou golpe de sorte de Larry Silverstein, dono do ‘World Trade center’, que apenas alguns meses antes dos ataques, teria alterado o contrato com a seguradora para que sua apólice também garantisse cobertura em caso de atentados terroristas. Após os ataques, a indenização recebida atingiu a cifra de 7 bilhões de dólares, um valor muito maior que seu investimento de milhões nas torres gêmeas. Mais tarde alguns jornais noticiaram que ele chegou a processar a seguradora pedindo 2 indenizações, já que seus prédios sofreram 2 ataques.

O mistério do prédio 7

WTC building 7

WTC mistério do prédio 7

Esse é um dos fatos mais polêmicos e inexplicáveis. O prédio 7 do complexo World Trade center não foi atingido por nenhum dos aviões, tendo apenas registrado alguns focos de incêndio após a queda de escombros das 2 torres maiores que desabaram. O edifício 7 permanecia de pé até 7 horas depois dos atentados, quando antes do anoitecer simplesmente desabou verticalmente, como em uma demolição controlada.

Segundo as investigações do governo americano, os prédios desabaram em função dos pequenos incêndios, mas muitos especialistas simularam o desabamento em programas de computador e constataram que a queda seria muito diferente do que foi visto nas filmagens originais da tragédia.
Além disso o próprio Larry Silverstein daria uma entrevista dias mais tarde, onde levantaria ainda mais polêmicas e dúvidas sobre a questão, dizendo que o incêndio no prédio 7 não poderia ser controlado e utilizou um termo em inglês que sugere que o edifício foi demolido.  que eles tomaram a decisão de implodir o edifício. Depois ele negou que o termo se referia a explosão, e disse que sua declaração foi mal-interpretada.

Parentes do dono do WTC foram avisados?

Larry Silverstein polemic

Larry Silverstein polemic

Muitos relatos de testemunhas e declarações diversas afirmam que muitos parentes do dono do WTC trabalhavam nos edifícios, mas nenhum deles apareceu para trabalhar no dia do atentado. Segundo algumas fontes e relatos, eles teriam sido avisados para não estarem no local pelo próprio dono das torres gêmeas, Larry Silverstein. Ele porém nega que isso seja verdade.

Escombros misteriosos

Escombros misteriosos do WTC

Escombros misteriosos do WTC

O prefeito de Nova Iorque na época do acidente, Rudolph Giuliani, proibiu o acesso de qualquer especialista independente ao entulho das torres gêmeas. Só investigadores oficiais do governo tiveram acesso aos escombros, e nada “suspeito” foi encontrado segundo as investigações oficiais. Investigações paralelas e declarações de especialistas divergem sobre esse tema, já que muitos fatores nos escombros não parecem compatíveis com um desabamento acidental. Segundo eles, os cortes simétricos das colunas (conforme se vê na foto acima) seriam evidências suficientemente fortes para que se realizasse uma investigação mais detalhada.

Caixas pretas destruídas?

Airplane Black Box

Caixas pretas de aviões

Todos sabem que as caixas pretas dos aviões (que na verdade não são pretas e sim laranjas) são quase indestrutíveis, mas o governo americano afirmou que nenhuma caixa preta, de nenhum dos 4 aviões envolvidos nos atentados, foram recuperadas, pois foram destruídas nas explosões. Porém vários funcionários que trabalharam na remoção dos escombros do World Trade Center garantiram que foram encontradas 2 caixas pretas por lá, e que agentes federais exigiram segredo absoluto sobre o episódio. Outro fato que deixou muitos especialistas e leigos intrigados foi: as caixas pretas (que são super resistentes) não resistiram ao fogo e foram destruídas, mas os passaportes dos terroristas sobreviveram quase intactos e foram encontrados pelas equipes de investigação do governo…

O voo 93 que caiu na Pensilvânia

Flight 93

Voo 93 de 11 de setembro

A versão oficial do governo dos EUA afirma que os passageiros do voo 93 da United Airlines, que caiu sobre uma área rural desabitada da Pensilvânia, teriam heroicamente lutado contra os sequestradores, invadindo a cabine do piloto e derrubando o avião antes que ele atingisse seu alvo (que poderia ser a Casa Branca). Os passageiros teriam sido informados por telefone sobre o atentado ao World Trade Center, mas especialistas divergem sobre essa versão, já que os aviões ficam fora do alcance de antenas de celular quando estão em grandes altitudes. Muita gente também alega que o local da queda do avião, com destroços se espalhando por 6 quilômetros, é muito mais compatível com o protocolo militar de interceptação e derrubada de aeronaves pelos caças da Força Aérea americana. Segundo vários especialistas, o governo não quis assumir a derrubada do avião (e a morte dos 44 inocentes a bordo) pelos militares, e resolveu transformá-los em heróis pelos quais valeria a pena lutar, justificando as guerras e invasões no Iraque e no Afeganistão.

Por que ninguém viu o avião que atingiu o Pentágono?

Avião que atingiu o pentágono

Avião que atingiu o pentágono

Acredite se puder: Não existe nenhuma testemunha que viu o avião que acertou o Pentágono, nenhuma mesmo!… e no vídeo abaixo isso fica bem evidente. Segundo alguns especialistas, o fato das imagens não mostrarem nenhum avião pode ser consequência da baixa resolução da câmera de segurança, que filmava apenas poucos frames por minuto.

Outros especialistas afirmam ainda que a cena do Pentágono destruído é muito mais compatível com um ataque de míssil, já que não avia destroços condizentes com um acidente de avião. Além disso especialistas afirmam que um avião como o Boeing 757 teria atravessado três dos cinco anéis que formam a construção, mas os danos ao Pentágono foram muito menores. A única câmera de segurança que, sem querer, conseguiu filmar o atentado, teve suas imagens confiscadas pelo governo norte-americano.

Premonição ou coincidência no Pentágono?

Pentagon lines in the ground before 9 11

Linhas no gramado do Pentágono antes do 11 de setembro no mesmo local dos ataques

Alguns meios de comunicação divulgaram essa curiosa imagem de satélite, que teria sido feita antes dos atentados de 11 de setembro: uma discreta marca no gramado ao redor do Pentágono marcava a linha exata onde o suposto avião colidiria com o prédio. Essa estranha marca não era percebida de perto, mas podia ser vista em imagens de satélite.

Discrepâncias nos destroços do Pentágono

Destroços no Pentágono

Destroços no Pentágono

-O gramado no local da suposta colisão permaneceu intacto, sugerindo que o avião (pilotado por um amador!) caiu cirurgicamente no prédio. Essa manobra seria quase impossível mesmo para um profissional super-experiente;
-Os destroços do grande avião (inclusive as asas) simplesmente desapareceram. Não havia nenhum dano nos locais que teriam sido atingidos pelas asas.

-Testemunhas relataram que o som do suposto avião era mais agudo e menos ensurdecedor do que o de uma turbina de avião, algo mais parecido com o som de um míssil;

-A explicação oficial sobre o atentado afirma que o avião se desintegrou devido a força da colisão, porém as janelas do prédio do Pentágono, localizadas a poucos metros do alegado ponto de contato entre o avião e o prédio permaneceram intactas. Até mesmo um monitor de computador podia ser visto em uma das imagens, e continuava perfeitamente posicionado, como se nada tivesse acontecido, o que sugere que o impacto não foi assim tão forte;

-O rombo na parede interna do Pentágono tinha apenas cerca de 4 metros de diâmetro, sendo pequeno demais para ter sido produzido por um avião de grande porte.

Por que o Pentágono e não a Casa branca?

Pentagon X White House

Pentágono x Casa Branca

Houve muitas alegações sobre essa curiosa decisão dos terroristas. já que eles entraram no espaço aéreo de Washington (um dos mais protegidos do mundo), por que o alvo preferencial foi o Pentágono e não a Casa Branca, que certamente causaria um efeito muito mais devastador, além de atingir diretamente o presidente americano George W. Bush? A explicação do governo é que o voo 93, que caiu na Pensilvânia, provavelmente estava a caminho da Casa Branca, ou seja, os terroristas pretendiam atacar os dois locais.

Família Bin Laden protegida

Bin Laden Family

Família Bin Laden

Quando os atentados de 11 de setembro aconteceram, segundo o próprio governo norte-americano, pelo menos 24 membros da família Bin Laden (que é uma das famílias mais ricas da Arábia Saudita), estavam nos Estados Unidos, a maior parte cursando universidades. Logo a embaixada da Arábia Saudita, com o apoio do FBI, reuniu todos os membros da família o mais rápido possível, e os embarcou para Paris, na França, no dia 18 de setembro. A justificativa oficial para ação seria o fato de eles estarem em risco. Autoridades e especialistas em investigações criminais, porém, alegam que o correto seria interrogar a família a procura de pistas e provas sobre a autoria dos atentados, ao invés de simplesmente facilitarem sua saída do país. Além do mais, para retirá-los dos EUA, o governo teve que abrir uma controversa exceção, já que nenhum avião estava autorizado a voar naquele dia, e mesmo autoridades (como o próprio pai do presidente Bush) e celebridades em trânsito não conseguiam seguir viagem, e estavam presas nos aeroportos.

Documentário Fahrenheit 9/11

Farenheit 911 documentary

Farenheit 911 documentary

Assista: Fahrenheit-9/11-Dublado

Esse é um dos mais polêmicos filmes já feitos pelo famoso cineasta Michel Moore, e relata todos os detalhes sobre o possível envolvimento entre as famílias Bush e Bin Laden, dentre vários outros pormenores. Desde a possível fraude nas eleições que deram a vitória ao presidente George Bush até as lucrativas alianças e negócios com contratos governamentais na área de defesa depois dos atentados. Esse documentário é uma profunda e intrigante investigação sobre os atentados de 11 de setembro.  [FONTE: Curto e Curioso]

Tocador de vídeo

00:00
04:20

MAIS…

>> Leia aqui tudo sobre 11 de Setembro

>> Leia também: TUDO QUE A TV NUNCA MOSTRARÁ SOBRE OS ATENTADOS DE 11 DE SETEMBRO

>> Leia também: Vladimir Putin Irá Divulgar Provas do Envolvimento dos EUA no 11/09

>> Leia também: Putin ameaça liberar imagens de satélites russos sobre 11 de setembro e recontar a história

>> Leia também: Investigadores dinamarqueses afirmam: “Temos provas que o 11 de setembro é a maior farsa da humanidade”

>> Leia também: Filme de Volta Para o Futuro de 1985 previu o ataque de 11 de Setembro

Bandeiras no Memorial do 9/11 durante cerimônias marcando o 12º aniversário dos ataques.
Arco-íris em cima do arranha-céu Torre da Liberdade, que está substituindo o World Trade Center.
Compartilhar isso:

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado com Arlete Vieira, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

Quanto vale o seu fígado

Relacionado

DESMASCARANDO FALSOS PROFETAS DO SISTEMA E DO YOUTUBE

Relacionado

Deixe uma resposta