Iníco / Artigos / O ANTICRISTO ESTÁ PRÓXIMO DE NÓS

O ANTICRISTO ESTÁ PRÓXIMO DE NÓS

Sou Leonídio, e sou membro da IASD;  à 59 anos pois nasci no seio da igreja, e a partir de 1989, de fato conheci a Jesus pessoal, genuína, e íntimamente, como único,  porque antes fiz um propósito de abandonar tudo memos Jesus, e falei isso para alguns.

Em primeiro lugar precisamos citar que a GRAÇA está acima; e o amor de Cristo e de seu evangelho é uma decisão pessoal, livre e não- convencional. A abertura da Graça, torna a minha resposta necessária, e isso é iniciativa de Jesus; logo se alguns foram lançados ao pó passando por frustração e Jesus os levantou mesmo fazendo passar por uma experiência genuína, a crítica à esses pode ser obra do inimigo, independente se o indivíduo é Pastor, teólogo e entende de hebraico e grego. E se alguns são fortes e poderosos, talvez ainda não caíram na poeira da estrada e se mantém no topo, orgulhosamente, como Saulo, depois do tombo Paulo. Novo nome tem de ser dado por Deus.

Sobre Jesus, ele disse certo dia: Eu vim como luz para o mundo, a fim de que todo aquele que crê em MIM, não permaneça em trevas. (Jo 12:46).

Crer em Jesus é CONFESSÁ-LO, vejam:  “ Nisto conhecereis o Espírito de Deus: todo o espírito que confessa que Jesus Cristo veio na carne é de Deus; e todo o espírito que não confessa Jesus não é de Deus; (É O ESPÍRITO DO ANTICRISTO)”  I° João 4:2 e 3.

Havia uma preocupação para  os cristãos proto-ortodoxos dos séculos II e III que envolvia os grupos de cristãos que tinham entendimento  de que Jesus Cristo era não apenas humano (eram os adocionistas), nem apenas divino (como os docetas ou docetistas), mas como dois seres, um ser humano, e um ser divino. Essa cristologia era chamada de SEPARATISTA, porque dividia Jesus Cristo em dois: o Jesus homem (completamente humano) e o Cristo Deus (completamente divino). Segundo a maioria dos proponentes desta crença,  havia a perspectiva de que Jesus homem, foi temporariamente habitado pelo ser divino, Cristo, que o capacitou a realizar seus milagres e pregar os seus ensinamentos; mas antes da morte de Jesus homem, o Cristo divino o abandonou, forçando-o a encarar sozinho a própria crucificação.

Na matemática o que mais eu apreciava era a regra de três e sempre a usei em algumas situações difíceis. Nem o pastor Brito e outro pesquisador qualquer precisa entender muitíssimo de Hebraico e Grego para entender essa cristologia da divisão, que pode ser entendida pela simples regra de três.

A cristologia  separacionista  era defendida pelos grupos de cristãos que os pesquisadores  chamam de gnósticos. O termo “gnosticismo, que vem do étimo grego para o conhecimento, “gnosis”, é aplicado a um amplo aspectro de grupos cristãos primitivos que enfatizavam a importância do conhecimento secreto para a salvação. Segundo a maioria desses grupos, o mundo material onde vivemos não foi criação de um Deus Único, mas surgiu como desastre no reino divino, por algum motivo foi excluído das regiões celestes. Alguns seres humanos , possuem uma centelha do divino dentro de si e precisam aprender  a verdade de quem são, de onde vieram, como chegaram aqui e como podem retornar. A salvação acontece em ensinamentos secretos, “misterioso conhecimento” (gnosis), que pode ser comunicado por um ser divino provindo do domínio celestial. Para os cristãos gnósticos, Cristo é o divino revelador das verdades de salvação. Em muitos sistemas gnósticos, o Cristo sobreveio ao homem Jesus por ocasião do seu batismo, e permaneceu com Jesus para lhe dar poder para exercer o seu ministério e, no fim, o deixou para que morresse sozinho na cruz. Foi por isso que Jesus bradou: Meu Deus, Meu Deus, porque me abandonaste? Para os gnósticos, o Cristo  abandonou Jesus homem, literalmente, ou “o deixando para trás” . Contudo, depois da morte de Jesus homem,  o Cristo divino o ressuscitou dos mortos como recompensa por sua fidelidade e continuou, por meio dele, a ensinar a seus discípulos as verdades secretas que conduzem à salvação. Em linha geral eles acreditavam que Jesus tinha a natureza Humana e Cristo tinha a natureza divina. (Já viram algo parecido e meio secreto por aí em nossos dias?).

Os cristãos proto-ortodoxos classificaram esse ensinamento como ofensivo em todos os níveis.

1-      O mundo material não é resultado de um desastre cósmico, mas da criação do Único Deus verdadeiro.

2-      Para eles, a salvação provém da fé na morte e ressurreição de Cristo, não pelo aprendizado no uma “gnosis”, que poderia iluminar a verdade da condição humana.

3-      E o que é mais importante no nosso objetivo: é que para eles, Jesus Cristo não é DOIS seres ( um vive outro não, ou um morre outro não), mas um, simultaneamente divino e humano, a um só e ao mesmo tempo.

Se voltarmos ao texto de I João 4: 2 e 3, “Nisto conhecereis o Espírito de Deus: todo o espírito que confessa que Jesus Cristo veio na carne é de Deus; e todo o espírito que não confessa Jesus, não é de Deus; é o espírito do ANTICRISTO”,  a passagem é simples, clara e direta: somente aqueles que reconhecem que Jesus Cristo veio realmente em carne,(em oposição, digamos, à perspectiva docetista), pertencem realmente a Deus. Os que não reconhecem isso independente do grego e hebraico, são opostos a Jesus Cristo; são o (ANTICRISTO), conforme a própria bíblia no texto acima.

Na segunda parte onde aparece o texto grifado acontece uma interessente variante textual, que é encontrada em alguns pouquíssimos manuscritos, e que no grego só ocorre em um manuscrito do século X (Ms.1739), diz que aquele que não confessa é aquele que “DIVIDE JESUS” .

O que esse divide significa? Essa variante que aparece no manuscrito (ver item anterior), era conhecida por vários cristãos nos finais do sec.II e no início do III vários padres da Igreja, como Irineu, Clemente, Orígenes e outros…além do mais a mesma variante aparece na Vulgata latina, demonstrando mais uma vez que a variante era popular.

Se você perceber bem, tanto os separacionistas, quanto outros grupos que crêem no Jesus homem e no Cristo Deus, ensinam que Jesus Cristo são separados um do outro como duas “entidades distintas” ou que “Jesus se dividiu” do Cristo. A variante é importante porque sugere a todos que apóiam essa perspectiva, não é de Deus.

Há de se ter cuidado com os ensinamentos de que o humano morreu e o divino não morreu, o que não é muito raro em algumas denominações e pessoas de nossos dias, (MUDANÇA FEITA PELA IASD EM VIRTUDE DA TRINDADE)

Na TV Novo Tempo, foram feitas duas declarações importantes para serem analisadas na perspectiva do assunto ora em crítica.

1° – Pr. Ivan Saraiva.- Jesus morreu mesmo antes da fundação do mundo. TV Novo Tempo – Está Escrito. (Sermão proferido mais ou menos uma semana antes do abaixo)

2° – Pr. Ivan Saraiva – Os gnósticos representam a classe dos perdidos ou os ímpios.  Idem – Está Escrito – Sábado 11-2-2012.

Os ASD, ensinam que a natureza humana de Cristo morreu e a natureza divina não morreu e que a NATUREZA DE JESUS CRISTO ERA A NATUREZA DE ADÃO ANTES DO PECADO.

Se ele morreu antes da fundação do mundo, já havia NATUREZA HUMANA?

Vamos ser rezoáveis: Não existe muito suporte bíblico e  que pode estar meio entrelaçado, com o assunto em questão, sobre os GNÓSTICOS, (ver ítem 1 do Ivan Saraiva) trazendo uma confusão mental para os fiéis.

IMPORTANTE: Jesus Cristo morreu pela Graça de Deus, por todos os seres humanos.  Vejam:

(Vemos, porém,  coroado de glória e honra aquele JESUS, que fora feito um pouco menor do que os anjos, por causa da paixão da morte, para que, pela GRAÇA DE DEUS, provasse a morte por todos). . Hebreus 2:9 – e o verso 4 do mesmo capítulo diz que Jesus foi feito por Deus e o verso 5 diz que Jesus foi gerado. Todo o capítulo 1 e 2, dão provas de que Jesus como Filho de Deus, é superior aos anjos e foi feito, gerado etc. (leiam…)

Um dia eu estava pregando na IASD e uma mulher fez a seguinte pergunta no meio do sermão: Mas Jesus é Deus não é? Ficou sem resposta.

Diante da matéria acima onde relatamos a crença dos gnósticos e o versículos de Heb. 2:9, gostaria de uma ajuda sobre as perguntas a saber:

1-      Jesus é Deus?

2-      Quem morreu na Cruz, Jesus homem (natureza humana), Jesus Cristo (natureza divina). A natureza e pessoa não é a mesma coisa? (nesse tópico)

3-      Os gnósticos eram a classe dos perdidos e dos ímpios (que eu acho que sim em concordância com o Pastor Ivan Saraiva da Novo Tempo),

4-      Existe algo que precisa ser revisto nos credos, sendo que o ensinamento da IASD,  sobre esse assunto é muito parecido com os gnósticos?

5-      Quem são os prováveis gnósticos: os padres do Sec.II, III e IV, os dissidentes da IASD, Ou outros…que outrora mudaram alguns ensinamentos da IASD, para atender os caprichos de editores pretenciosos.

6-      Ademais,  vocês não pensaram que devemos clamar a Deus com toda humildade para que algo seja revisto naquilo que é ensinado hoje, como Igreja, e  instituição, visto que até 1930, a IASD não ensinava nada disso, muito pelo contrário?

Ainda sobre a ressurreição de Cristo, devemos  sugerir que o ressuscita é o que morre; logo o Cristo que foi arrebatado ao céu foi o que ressuscitou; é só aplicar a regra de três da matemática.

Portanto, se a morte  de Cristo é negada, por causa da negação de sua carne, não haverá certeza de Sua ressurreição. Porque se Ele não ressuscitou, pela mesma razão não terá morrido, mesmo porque ele não possuiu a realidade da carne humana, à qual à morte se acrescenta, do mesmo modo à ressurreição. Desta forma se a morte de Cristo for anulada, assim como a ressurreição de Cristo for anulada, a nossa também está destruída.

Preparado por Leonídio Gomes de Arruda,

Compartilhar isso:

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado com Arlete Vieira, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

Por que os judeus foram expulsos de vários países?

Relacionado

O Senhor dos Milagres – Um dos melhores filmes infantis que já assisti. Através da animação, que mistura técnicas de movimento em bonecos de argila a recursos de computação gráfica.

Click na imagem para baixar Relacionado

6 comentários

  1. Parabéns Leonídio !! ótima explanação do irmão. Eu também sou batizado na IASD, e mais 9 irmãos; mas só 4 hoje frequentam a Igreja. Depois que comecei a realmente examinar a Bíblia, a uns 4 anos, então vivo muitíssimo chateado, porque descobrí tantos equívocos doutrinários ensinados pela Teologia Adventista. Meus demais irmãos parecem que não querem muito fazerem um Exame sério das Escrituras, até porque têm o pensamento de estar em uma Igreja Verdadeira; então se acomodaram. E essa a mesma situação da maioria dos membros em todo o mundo. Meu Pai foi um fiel Adventista por mais de 40 anos, se estivesse vivo, estaria com quase 49 anos de Adventista. Eu havia me afastado da Igreja, e quando resolvi voltar, voltei com muito mais vontade de estudar a Bíblia, não dando muito atenção para a Lição da Escola Sabatina. Foi aí que muitas Verdades foram ficando claríssimas para mim. E junto com elas, a decepção com relação a IASD; porque até então eu só conhecia como “verdade” aquilo que me era apresentado para através de terceiros (pastores, pregadores); hoje compreendo que muitas Verdades da Palavra de Deus são jogadas por terra por uma “liderança” que têm compromisso não com o Eterno e Sua palavra, mas com a Instiuição a qual pertencem, para poder ter seus empregos garantido. Que Deus nos ilumine. Fiquem na paz do Eterno. Joel – joeli_santos@hotmail.com – C. Grande – MS.

  2. marcos ribeiro alves

    sou da igreja adventista e percebo que existe uma mafia diabolica na admistraçao aonde so aqueles que puxa o saco dos pastores e obreiros consegue alguma coisa ali dentro ja trabalho a 18anos nesta intituiçao a obra e de deus mais muitos dos seus adminitradores nao sei nao que sao de deus existe muita injustiça foi uns do motivo que eu comecei a ler e estudar a biblia quando eu descubri que agraça e tudo aceitar a jesus como salvador pesoal pois foi ele que morreu na cruz para mim salvar a outra coisa se voce nao estudar voce e descriminado dentro da instituiçao adventista sera que jesus faria mesmo tenho certaza que nao eu acredito que indepedente de intituiçao adventista batista sembreia de deus metodista etc. temos que ser obedientes aos mandamentos de deus inclusive ao sabado.

  3. na verdade a verdadeira igreja esta na pureza da alma ser uma nova criatura e orar por toda carne humana e amar ao próximo como a nós mesmo viver sempre unidos ajudando uns aos outros atos 2 verso 42 em diante leis e reflita ai está a verdadeira religiao

  4. sábado que dizer descanso, nada haver com dia.

    • O descanso é o sétimo dia Exodo 20:8.

      • Jesus responde em Mateus 12:12 “é lícito fazer o bem no dia de sábado”
        O maior exemplo daquilo que devemos fazer no dia de Sábado vem do próprio Jesus.
        No sábado Jesus Cristo:
        Visitava: Lucas 14:1 “Aconteceu que no SÁBADO ao entrar na casa de um fariseu para comer pão,…”
        Passeava: Mateus 12:1 “E aconteceu que passando ele num SÁBADO pelos campos, os seus discípulos tendo fome, caminhando, começaram a colher espigas e a comer”
        Obs: Colheram apenas para comer, igual a pegar frutas num pomar.
        Curava: Muitos Milagres de Jesus foram feitos no Sábado:
        A cura da sogra de Pedro Marcos 1:21 e 29, a cura do paralítico (João 5:9), o cego de nascença (João 9:14) e muitos outros.
        Adorava: Ia a Igreja: Lucas 4:16 “E, chegando a Nazaré, onde fora criado, entrou num dia de sábado, segundo o seu costume, na sinagoga, e levantou-se para ler.”
        Podemos fazer o bem todos os dias, porém no dia de Sábado devemos fazer o bem, temos durante o sábado muito mais tempo para fazer o bem.
        AFINAL DE CONTAS PARA QUE DEUS CRIOU O SÁBADO?
        Marcos 2:27 e 28 E acrescentou: O sábado foi estabelecido por causa do homem, e não o homem por causa do sábado; de sorte que o Filho do Homem é senhor também do sábado.
        O verso diz que Deus pensou no ser humano, quando criou o Sábado, é um dia especial de comunhão entre o nosso Pai e nós que somos seus filhos, e entre os irmãos que fazem parte da família de Deus, e mais tempo para dedicar aos que ainda não fazem parte da família de Deus.
        O QUE NÃO DEVEMOS FAZER NO DIA DE SÁBADO?
        Veja: Isaias 58:13 e 14 “Se desviares o pé de profanar o sábado e de CUIDAR DOS TEUS PRÓPRIOS INTERESSES NO MEU SANTO DIA; se chamares ao sábado deleitoso e santo dia do SENHOR, digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos, não pretendendo fazer a tua própria vontade, nem falando palavras vãs, então, te deleitarás no SENHOR.”.
        O Sábado foi feito para que o homem tivesse tempo para repousar e ter uma relação intima e pessoal com o seu Criador e Salvador. Qualquer coisa que interfira na nossa comunhão com Deus e com a Família de Deus, que roube o tempo que pertence a Deus, deve ser evitado. Sendo assim, tudo que pode ser feito outro dia da semana, que não precise ser feito no Sábado (ex: trabalhos domésticos como faxinas, consertos de casa, lavar carros, ir ao supermercado, etc), se não agirmos assim, o sábado deixa de ser um dia especial, e passa a ser um dia comum.
        [6/2 23:29] ‪+55 65 9811-4707‬: A maneira correta de contar o dia é conforme está na Bíblia. O dia deve ser contado do por do sol (tarde) a outra tarde, doze horas de claro e doze horas de escuro.
        No livro de Gênesis vemos que no princípio o dia era contado sempre a partir da tarde veja só:
        foi tarde e manhã do 1º dia (Gênesis 1:5), do 2º dia (1:8), do 3º dia (1:13), do 4º dia (1:19), do 5º dia (1:23), do 6º dia (1:31)
        Na Bíblia, o dia tinha as mesmas 24 horas, mas era dividido em duas partes de 12 horas sendo: 12 horas de claro (por volta de 6 horas da manhã até 6 horas da tarde) e 12 horas de escuridão
        Jesus mencionou isso em João 11:9 “Respondeu Jesus: NÃO SÃO DOZE AS HORAS DO DIA?.”
        E assim o dia que era contado de por do sol a por do sol, conforme Levíticos 23:32 “ SÁBADO de descanso solene vos será; ENTÃO…DE UMA TARDE A OUTRA TARDE, CELEBRAREIS O VOSSO SÁBADO.”
        Então, conforme a Bíblia o sábado começa no por do sol da sexta feira e termina no por do sol do sábado.

Deixe uma resposta