Iníco / Como nos dias de Noé, Anjos caidos, Nefilins / Onde está escrito que, na Terra, os anjos caídos poderiam fazer sexo com fêmeas humanas?

Onde está escrito que, na Terra, os anjos caídos poderiam fazer sexo com fêmeas humanas?

AngelsEmbrace

Já demonstramos aqui no site, com comprovação fotográfica, que a iconografia adventista admite a existência de “anjos” fêmeas, com seios e outros atributos femininos bem evidentes. Isto fica muito claro nas imagens de escultura que formam um quadro da suposta volta de Cristo, encomendadas para servir como decoração na sede da Associação Geral.

 

Uma vídeo-novela sobre o conflito cósmico, produzida pela IASD como recurso pedagógico para facilitar a compreensão do que houve no Céu antes da entrada do pecado na mundo, mostrou também imagens de anjos e “anjas” convivendo.

Mesmo assim, irmãos queridos e pastores nem tanto, que não entenderam a resposta de Cristo aos saduceus, insistem em mencionar o que está escrito em Mateus 22:30, como suposta prova de que anjos são assexuados, nem machos nem fêmeas e, portanto incapazes de fazer sexo e procriar.

O referido texto de São Mateus, porém, diz apenas que os ressuscitados não se casam nem são dados em casamento, uma vez que serão como os anjos de Deus no Céu. Quer dizer, a sequência da vida, na eternidade, não será uma mera continuação da vida finita neste mundo. Vamos voltar a aquela condição de santidade de Adão e Eva, revestidos de luz e da glória de Deus, antes de optarem pelo pecado.

Mateus 22:30 não afirma, porém, que anjos caídos, desvestidos da luz divina como foram Adão e Eva, não possam interessar-se pelo sexo com fêmeas humanas. O apóstolo Paulo chega a sugerir que as mulheres mantenham seus cabelos longos como véus para não distraírem os anjos com pensamentos impuros durante o culto! “Portanto, a mulher deve trazer sobre a cabeça um sinal de submissão, por causa dos anjos.” I Coríntios 11:10.

Onde é que está escrito que na Terra os anjos tenham a possibilidade de conjunção carnal e procriação? — pergunta o leitor.

Pois bem, comecemos pelo Gênesis onde o próprio Deus diz a Satanás que porá inimizade entre a sua semente (ou descendência, linhagem) e a semente da mulher. Satanás teria, portanto, uma semente, descendência, linhagem…

Intérpretes judaicos antigos chegaram a afirmar que, entorpecida pelo fruto proibido, Eva teria traído a Adão com Satanás, imaginando ser este o próprio Senhor. Por essa razão, após a desobediência, Deus teria dito a ela que dali para frente seu desejo deveria ser apenas para o seu marido.

Dizem até que Caim teria sido gerado pelo Enganador, tendo sido rebelde, mentiroso e homicida como seu pai, desde o princípio. “Não sejamos, pois, como Caim que era do maligno.”
1 João 3:12. O oferecimento de frutos proibidos ao Senhor como sacrifício pode ter sido interpretado como uma zombaria da parte dele. Mas o que precisa ficar bem claro é que, em Gênesis 3, Deus afirmou que Satanás viria a ter descendentes.

Vem então o relato de Gênesis 6, onde filhos de Deus (anjos caídos) se encantam com fêmeas humanas e as possuem, gerando gigantes poderosos, conhecidos hoje como Nefilins, literalmente “os caídos, que vieram do Céu”, numa clara referência a seus pais. Esse relato é confirmado e detalhado diversas vezes em registros históricos judaicos chamados hoje de “apócrifos”, sendo o livro de Enoch, o principal deles.

Um pouco mais adiante, vemos habitantes de Sodoma e Gomorra serem condenados à destruição não apenas por falta de hospitalidade, mas especialmente por pretenderem fazer novamente sexo com seres angelicais, uma vez que talvez já estivessem acostumados a isso, no caso dos demônios. Desse modo, repetiram o erro da geração antediluviana, que também foi destruída permitir e incentivar o sexo com anjos

Esses dois incidentes, de sexo entre demônios e fêmeas humanas, ou tentativa de sexo entre homens e anjos, são citados nas epístolas de Judas e Pedro como exemplos de perversão e abandono da condição de “anjos no Céu”. Veja o que diz Judas 1:6-7, na versão da Nova Tradução na Linguagem de Hoje:

Lembrem dos anjos que não ficaram dentro dos limites da sua própria autoridade, mas abandonaram o lugar onde moravam. Eles estão amarrados com correntes eternas, lá embaixo na escuridão, onde Deus os está guardando para aquele grande dia em que serão condenados.

Lembre-se dos dos moradores de Sodoma, de Gomorra e das cidades vizinhas, que agiram como aqueles anjos e cometeram imoralidades e pecados sexuais. Eles sofreram o castigo do fogo eterno, o que é um aviso claro para todos. — Nova Tradução na Linguagem de Hoje

Traduzido em linguagem coloquial, menos formal que outras versões tradicionais, o texto não deixa dúvida: Os moradores de Sodoma, Gomorra e cidades vizinhas, agiram como aqueles anjos caídos do passado por tentarem cometer imoralidades e pecados sexuais.

…aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, ele os tem reservado em prisões eternas na escuridão para o juízo do grande dia, assim como Sodoma e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se prostituído como aqueles anjos, e ido após outra carne, foram postas como exemplo, sofrendo a pena do fogo eterno. – Judas 1:6-7 — Almeida Revisada

Ora, se Deus não poupou anjos quando pecaram, antes, precipitando-os no inferno, os entregou a abismos de trevas, reservando-os para juízo; e não poupou o mundo antigo, mas preservou a Noé, pregador da justiça, e mais sete pessoas, quando fez vir o dilúvio sobre o mundo de ímpios; e, reduzindo a cinzas as cidades de Sodoma e Gomorra, ordenou-as à ruína completa, tendo-as posto como exemplo a quantos venham a viver impiamente; e livrou o justo Ló, afligido pelo procedimento libertino daqueles insubordinados… II Pedro 2:4-7.

Os Evangelhos deixam clara a existência de dois grupos de demônios: os que transitam por aqui e os que foram lançados ao abismo.

Perguntou-lhe Jesus: Qual é o teu nome? Respondeu ele: Legião, porque eram muitos os demônios que nele haviam entrado. Estes lhe suplicaram que não os mandasse ir para o abismo. — Lucas 8:30-31

João Batista e Jesus Cristo pessoalmente referiram-se a algumas pessoas como “descendentes da serpente”:

Mas vendo João que muitos fariseus e saduceus vinham ao seu batismo, disse-lhes: Raça de víboras, quem vos recomendou que fugísseis da ira vindoura? – Mateus 3:7

Dizia, então, às multidões que saíam para ser batizadas por ele: Raça de víboras, quem vos recomendou que fugísseis da ira vindoura? – Lucas 3:7

Serpentes, raça de víboras! como escapareis da condenação da geena? – Mateus 23:33

Vós sois filhos do Diabo, e tendes vontade de cumprir os desejos de vosso pai. Ele era homicida desde o princípio e não permaneceu na verdade, porque não há nele verdade. Quando ele diz uma mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e o pai da mentira. — João 8:44

Não te maravilhes de eu te dizer: É-vos necessário nascer de novo.– João 3:7

A resposta de como os anjos caídos poderiam ter transmitido a sua semente é encontrada em vários versículos da Bíblia. Em primeiro lugar, entendemos que eles são capazes de alterar a sua forma, aparentemente à vontade. Sendo assim, poderiam facilmente adotar a forma humana e até transitar entre os homens sem serem percebidos como “alienígenas”. “Não é de admirar; pois o próprio Sanatás se transforma em anjo de luz.” II Coríntios 11:14.

Em 2 Coríntios 5: 2 a palavra (oiketerion) é uma palavra que é usada para o nosso futuro corpo (celeste). “Pois verdadeiramente neste tabernáculo gememos, desejando muito ser revestidos da nossa habitação que é do céu.” 2 Coríntios 5:2.

A mesma palavra é usada em conjunto com os anjos que pecaram, atacando e abusando das mulheres em Gênesis 6: Em Judas, lemos que houve anjos “que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação [oiketerion], reservou na escuridão e em prisões eternas até ao juízo daquele grande dia.” Judas 1:6.

Sementes de Satanás e da mulher misturadas até o final

Jesus lhes propôs outra parábola: O reino dos céus é semelhante a um homem que semeou boa semente no seu campo.
Mas enquanto os homens dormiam, veio um inimigo dele, semeou joio no meio do trigo e retirou-se.

Porém quando a erva cresceu e deu fruto, então apareceu também o joio. Chegando os servos do dono do campo, disseram-lhe: Senhor, não semeaste boa semente no teu campo? pois donde vem o joio?

Respondeu-lhes: Homem inimigo é quem fez isso. Os servos continuaram: Queres, então, que vamos arrancá-lo?

Não, respondeu ele, para que não suceda que, tirando o joio, arranqueis juntamente com ele também o trigo.

Deixai crescer ambos juntos até a ceifa; e no tempo da ceifa direi aos ceifeiros: Ajuntai primeiro o joio e atai-o em feixes para o queimar, mas recolhei o trigo no meu celeiro. – Mateus 13:24-30.

“Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado; porque a sua semente permanece nele; e não pode pecar, porque é nascido de Deus. Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do diabo. Qualquer que não pratica a justiça, e não ama a seu irmão, não é de Deus.” 1 João 3:9-10.

Está difícil para aceitar esta verdade, irmão?

Essa é uma característica dos laodiceanos. Pensamos que somos tão ricos de verdades doutrinárias que não percebemos a ignorância espiritual em que vivemos. E por isso relutamos em aceitar que um terceiro possa estar certo, enquanto nós, o remanescente fiel, o povo escolhido, a menina dos olhos de Deus, fomos enganados por nossos pastores!

O argumento da impossibilidade biológica das relações entre anjos caídos e fêmeas humanas já foi apresentado e rebatido aqui no site, por não ser este o ponto em discussão. Como já dissemos, do ponto de vista da Biologia, a Luz não brilharia sobre a Terra antes que houvesse o Sol; se soprássemos nas narinas de um boneco de barro, ele não ganharia vida; de uma costela masculina não se extrairia uma mulher; uma cobra não conversaria com Eva, oferecendo-lhe um fruto que lhe alteraria o DNA… Tudo isso, são impossibilidades biológicas!

Além do mais, nenhum biólogo pôde negar até hoje em laboratório, que um anjo ou ser celestial pudesse engravidar uma fêmea humana! Do mesmo modo, não podemos negar que Deus pudesse engravidar uma virgem humana e fazer com que dela nascesse Seu próprio Filho, pré-existente e santo, Jesus Cristo. São espécies diferentes, mesmo assim cremos no nascimento virginal do Filho de Deus.

E mais: Podem não ter sido meros cruzamentos, fruto de relações sexuais. Talvez estejamos falando de uma amálgama ou mistura que apenas a Biotecnologia e a Engenharia Genética podem explicar, pois a manipulação genética, mesmo entre diferentes espécies, deixou de ser uma impossibilidade em nossos dias.

A verdade, segundo a Bíblia, é que “nos dias de Noé” toda a carne foi corrompida, homens e animais, a ponto de Deus decidir destruir essas criaturas híbridas, geneticamente modificados, com um dilúvio. Se pretendesse destruir a humanidade pecadora, por seus excessos, muito mais justo teria sido Deus se decidisse destruir a Satanás e seus anjos.

É para que as declarações do Gênesis não se tornem mentirosas que retornamos à compreensão original do antigo povo judeu e dos primeiros cristãos até o quinto século.

Fonte: www.adventistas.com

Compartilhar isso:

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado com Arlete Vieira, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

ATLÂNTIDA : O Mundo Sepultado

Relacionado

O RETORNO DOS ANJOS CAÍDOS

Relacionado

Deixe uma resposta