• O Maior Mandamento

  • Seria mera Coincidência???

  • Até quando voces vão bancar esses bandidos? Dê seu dízimo aos necessitados!!!

  • Onde esta escrito que existe 3 deuses?

  • Estude as Escrituras para não ser enganado!

  • Tem certeza que é pra comer e beber em memoria de Jesus?

Artigos Recentes

O que é Igreja, Templo e Congregação?

Igreja (grego εκκλησια ekklesia e latim ecclesia: “Eclésia”). Esta palavra de origem grega foi a escolhida pelos autores da Septuaginta (a tradução grega da Bíblia Hebraica) da biblioteca de Alexandria, para traduzir o termo hebraico q(e)hal Yahveh, usado entre os judeus para designar a assembléia geral do “povo do deserto”, reunida ao apelo de Moisés.

Jesus era judeu, de cultura judaica, falava hebraico, aramaico e provavelmente conhecia o grego e o latim. Todavia, não podemos esquecer que todo o substrato do Novo Testamento está calcado em cultura judaica, traduzida para o grego (koinê), e dai para os demais idiomas.

Sendo assim, Igreja designa uma reunião de pessoas, sem estar necessariamente associada a uma edificação (templo) ou a uma doutrina específica. Era dessa forma que esse termo era usado no tempo de Jesus, bem como em todo o mundo de cultura grega. Quando alguém dizia minha igreja, isso significava originalmente, meu grupo, minha assembléia, um determinado grupo de pessoas. A associação desse termo a uma edificação (templo) ocorreu após a paganização dos cristãos no IV séc.d.c. por decreto do imperador Constantino. Leia Mais… »

Erros do sistema religioso, sobre os títulos, que eles traduziram para satisfazer suas vontades. (Bispos)

O enviado (apostolo) Paulo queria dizer em Timóteo 3 :1
1- ESTA é uma palavra fiel: se alguém deseja o episcopado, excelente obra deseja.

Era para  aqueles  que queriam  administrar, = (episcopado) επίσκοπος (epíscopos) isto não era título, era um desejo que alguns tinham na obra do senhor, de administrar alguma coisa.

 

Era uma excelente coisa, para aqueles que desejavam, veja a resposta de Paulo, como eles deveria se comportar, no verso 2

2- Convém, pois, que o bispo (o que administra) seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar.

O exemplo deveria começar pela casa deles, veja  versículo. 5-5  (Porque, se alguém não sabe governar (administrar) a sua própria casa, terá cuidado da igreja de Deus?). Leia Mais… »

Respostas ás Objeções contra a Liderança nas Igrejas nos Lares

Este artigo é pra voce que acha que deve existir cargos eclesiásticos!

Liderança Em Atos e Nas Cartas De Paulo – Parte 1 a 5

Muitas das objeções lançadas contra o estilo de liderança das igrejas nos lares existem por causa de traduções mal feitas do Novo Testamento, e por causa da tradição que perdura desde a Idade Média. A mentalidade institucional dos tradutores da Bíblia tem transmitido aos povos de língua portuguesa, neste tema liderança eclesiástica, a idéia de uma liderança oficial, hierárquica e posicional, que não se encontra no Novo Testamento original. Termos como BisposPastoresMinistros, e Presbíteros, têm sido mal interpretados e mal traduzidos, gerando e perpetuando a mentalidade clerical.

Nesta sequência de artigos, vamos analisar algumas passagens que têm sido mal interpretadas pelos que defendem a liderança hierárquica na igreja, e usadas para fazer oposição ao estilo do líder-servo, voluntário, das igrejas orgânicas (nos lares).

Atos 1.20 fala sobre ministério oficial?

“Porquanto no livro dos Salmos está escrito: Fique deserta a sua habitação, e não haja quem nela habite; e: Tome outro o seu ministério.” (Atos 1.20. ARA)

“Porque, prosseguiu Pedro, “está escrito no Livro de Salmos: ‘Fique deserto o seu lugar, e não haja ninguém que nele habite’; e ainda: ‘Que outro ocupe o seu lugar’.” (Atos 1.20. NVI)

A palavra grega original que foi traduzida na versão Almeida Revista e Atualizada (ARA) como “ministério” e na NVI como “lugar” é episskopén, que significa propriamente “supervisão”, ou “função de supervisionar”. A tradução correta desse verso é: Leia Mais… »

NA MIRA DA MENTIRA

Leandro Quadros “pega ar” por Rubens ter falado a verdade sobre o dízimos. Assista todas as partes!!!

https://www.youtube.com/watch?v=Pf3dEZx5mts – Parte 2
https://www.youtube.com/watch?v=nVT7qigOTSw – Parte 3
https://www.youtube.com/watch?v=5BlLKKAqeEA – Parte 4
https://www.youtube.com/watch?v=Ii8RmBCfFvA – Parte 5
https://www.youtube.com/watch?v=uLoZcHhvdMM – Parte 6
https://www.youtube.com/watch?v=ITztAUsUSro – Parte 7
https://www.youtube.com/watch?v=Qk32SUuoYzw – Parte 8

O SONHO DA LIBERDADE

S. João 8:31 e 32 – “Disse, pois, Jesus aos judeus que haviam ­crido nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos; e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.”(grifo nosso)

Nada cala tão fundo na alma humana como a necessidade de liberdade. Sem liberdade, o ser humano se destrói, se deprime, torna-se infeliz e errante. Jesus vendia o sonho da liberdade em amplos aspectos. Suas palavras são atualíssimas. Vivemos em sociedade democrática, falamos tanto em liberdade, mas, frequentemente, não somos livres dentro de nós mesmos.

A prisão exterior mutila o prazer humano. As prisões sempre foram um castigo que pune muito mais a emoção do que o corpo. Elas não corrigem o comportamento, não educam, não reeditam os arquivos doentios da memória que conduziram o indivíduo a praticar crimes. O sistema carcerário não transforma a personalidade de um criminoso, apenas impõe dor emocional. Os presidiários, quando dormem, sonham em ser livres: livres para andar, sair, ver o sol, contemplar flores. Alguns presidiários cavam túneis durante anos para tentar escapar. O desejo de liberdade os consome diariamente. Leia Mais… »

Cabelos compridos no tempo de Jesus

Não é uma questão importante ou significativa. De modo algum. Mas existe muita confusão sobre o assunto. Praticamente todas as representações de Jesus Cristo apresentam-No com cabelo comprido. Mas… Vejamos a Bíblia e os relatos históricos.
Teria mesmo Jesus cabelo comprido?
Somos muitas vezes confrontados (em livros, obras de arte, escritos, imagens várias) com expressões gráficas tentando representar a face física do Senhor Jesus Cristo. Sendo certo que este é um tema que muitas pessoas receiam em falar, devemos pôr um ponto de ordem, já que estão a denegrir o Nosso Senhor e Salvador. E isto porque todas as tentativas que existam de forma a querer representar a face do Senhor Jesus não passam disso mesmo: meras tentativas, já que ninguém sabe como Ele era fisicamente nem existem quaisquer vestígios pertencentes a Ele. Leia Mais… »

LEGALISMO – GRANDE CHAGA

O movimento leigo tem se caracterizado pela forma simples e pacata na pregação do evangelho. É um ministério escolhido pelo Altíssimo para fazer controvérsia a ordens de instituições religiosas que mercadejam a Palavra de Deus e estão infiltradas no mundo globalizado pelas ações que tanto o diabo quer – fazer escravos. Mas escravos de quê e de quem? Se buscarmos a resposta para esta pergunta encontraremos vários episódios no evangelho em que Jesus conclamou Seus filhos para a inteira liberdade e esta liberdade é a tônica central do movimento leigo que virtualiza-se também nos remanescentes dos últimos dias.
Conquanto exista neste mundo os oportunistas de plantão que cerceiam a implantação de objetos burocratizantes através de regras, normas de conduta e regimentos para uma comunidade crente, teremos que suportar com verdadeira resignação tais impropérios até a colheita final. Nada obstante, porque tudo isto é parte integrante desse processo, temos que ter a coragem de enfrentar aqueles que aderem ao movimento leigo por pura conveniência religiosa e sem qualquer embasamento do que seja a sua essência LEIGA. Tais deles se destacam em sedimentar conceitos arbitrários oriundos da instituição que era filiado trazendo nódoas do legalismo aprendido e não desarraigado. Leia Mais… »

A VERDADEIRA CEIA

“Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito Santo, porque para ele são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. Mas o que é espiritual discerne bem tudo, enquanto ele por ninguém é discernido.” I Cor. 2:14, 15.

 

O assunto que vou abordar agora é algo muito sensível, e que vem criando um reboliço nas estruturas religiosas do cristianismo (catolicismo e protestantismo).

A “Santa Ceia” (ou Eucaristia).

Será que é santa mesmo?

Para muitos, o que vou dizer agora será uma blasfêmia inimaginável, para outros, será um assunto que após um estudo e uma análise mais profunda das Escrituras, pessoas tem sido despertadas.

Mas só agora alguns querem “descobrir a roda”?

Descobrir não, mas muitos pertencentes a Igreja verdadeira, tem redescoberto algo que estava extremamente nítido na nossa frente, mas que foi “revestido” com liturgias e rituais provenientes da  religiosidade pagã-romana. Leia Mais… »