• O Maior Mandamento

  • Seria mera Coincidência???

  • Até quando voces vão bancar esses bandidos? Dê seu dízimo aos necessitados!!!

  • Onde esta escrito que existe 3 deuses?

  • Estude as Escrituras para não ser enganado!

  • Tem certeza que é pra comer e beber em memoria de Jesus?

Artigos Recentes

O Gnosticismo e seus fundamentos Satânicos

Refutando a Gnose através da Bíblia e comprovando que se origina do Satanismo

Samael e Crowley: as semelhanças satânicas

Em meu estudo sobre ‘Personalidades Satânicas (Parte 6)’, escrevo sobre Samael Aun Weor, um satanista disfarçado de guru, que escreveu tratados sobre a GNOSE e MAGIA. Através do mesmo, pudemos comprovar que tudo que Samael relatou em seus livros tinha perfeita ligação com um dos maiores satanistas de todos os tempos, Aleister Crowley (1875-1947).

Mas vamos deixar que os seus seguidores nos mostrem a real definição creditada a Samael:

“A comunidade gnóstica mundial celebra o advento de Samael – o Quinto Anjo do Apocalipse – o Senhor do Quinto Raio – O Logos de Marte – o Décimo Avatar de Vishnu.” [Extraído do livro a Igreja Gnóstica no Brasil] Dia 27 de outubro. Leia Mais… »

Quem é o ladrão de João 10:10?

Ontem ouvi https://i0.wp.com/2.bp.blogspot.com/-wIieKIgIqmg/UyblycK5vnI/AAAAAAAABls/EYoiaHwGCWw/s1600/download.jpg?resize=225%2C225um homem formado em fisioterapia afirmando que cada um interpreta a Bíblia conforme sua cultura, e vou mais longe ainda que ele:
Cada um a interpreta como quer, e até consegue provar qualquer coisa com a famosa “constatação bíblica” ou como é mais conhecida, a comprovação de textos – surgida entre os anos de 1590 a 1600.

O fato das Escrituras Originais terem recebido epígrafes (títulos), capítulos e versículos contribuiu e muito para a confusão religiosa que existe hoje no mundo cristão, prova disso é que segundo o Boletim Internacional de Pesquisa Missionária, existem atualmente no mundo volta de 35.500 denominações cristãs, além disso, podem ser encontrados cerca de 3,5 milhões de templos em todo o mundo, isso sem contar com os últimos construídos em seu Bairro caro leitor… Seria uma boa notícia se cada um não tivesse uma doutrina diferente do outro, mas, o que prevalece é a CONFUSÃO.

E não é difícil compreender tamanha bagunça, cada qual interpreta as Escrituras a seu bel prazer, e na maioria das vezes não levam em consideração nem o contexto do próprio texto, muito menos o contexto histórico e cultural de quando o mesmo foi escrito. Saem catando pedacinhos da Escritura para justificar suas vontades (ensinos) como se essa fosse um enorme quebra-cabeça. Você já parou para pensar como eram as cartas paulinas quando foram escritas? Já parou para pensar como liam essas cartas? Leia Mais… »

O NASCIMENTO DE DEUS

A gestação de um Deus é processo que percorre um tempo de longa duração. Gestar um Deus é trabalho para dezenas de gerações, é esforço intelectual de sucessivas gerações. Mas, o que leva uma sociedade a gestar um novo Deus? A necessidade de um novo Deus se faz presente quando o Deus anterior dessa sociedade sucumbe paulatinamente à chegada de novos tempos. Para a sociedade cristã européia pós igreja cristã primitiva, os novos tempos chegaram quando ela considerou ser necessário afastar o Cristianismo católico em formação, da religião judaica. Todos sabem que o Cristianismo tem suas raízes fincadas no Judaísmo, que os cristãos são também herdeiros das promessas que o Deus Uno anterior fizera ao povo judeu na pessoa do patriarca Abraão. (Abençoarei os que te abençoarem, amaldiçoarei os que te amaldiçoarem. Por ti serão benditos todos os clãs da terra. Gênesis 12:3) Porém, pouco a pouco, os novos cristãos foram se afastando das tradições judaicas – o sábado como dia sagrado, abstinência de alimentos impuros, proibição da veneração de imagens etc –, até que, finalmente, sentiram a urgência da gestação de um novo Deus, diferente do Deus Uno do povo israelita e que estivesse em melhor sintonia com as novas mentalidades aportadas ao Cristianismo.
Os novos cristãos, agora inimigos do primeiro Cristianismo de tradições judaicas, precisavam se desligar do Deus dos hebreus, Iahweh. Não estavam satisfeitos em apenas abandonar o sábado, as leis que proibiam o consumo de animais que Deus declarou imundos, a proibição da veneração de imagens, etc. Os novos cristãos, oriundos do paganismo, mesmo tendo criados novos ídolos para substituir os antigos e os introduzido dentro dos templos, ainda não se sentiam satisfeitos. Quebraram o Segundo Mandamento e começaram a fazer imagens de escultura; quebraram o Quarto e substituíram o sábado pelo domingo; dividiram outros e alteraram completamente a Lei do Deus de Abraão, Isaque e Jacó. Apesar das tantas alterações, não ainda não se deram por satisfeitos. Precisavam gestar um novo Deus, mais em sintonia com a nova realidade idolátrica. Eles não se sentiam confortáveis diante do antigo Deus Uno, que é uma repreensão contra a idolatria, assim com um servo do antigo também não se sente bem diante do novo Deus Triuno. Leia Mais… »

A FARSA DO PÃO INTEGRAL

A FARSA DO PÃO INTEGRAL  #vemprotreinoLi esse texto há um tempo atrás e acho válido publicá-lo aqui como alerta e gostaria que os profissionais da ÁREA DE nutrição se manifestassem a respeito. "Sabe aquele pão que você come de consciência limpa, crente que é integral ? Pois bem, na MAIORIA das vezes, ELE NÃO É. A questão é que, no Brasil, pra uma empresa chamar de “integral” um produto, basta ele ter alguma quantidade desta farinha - mesmo que muito pequena. Pergunta: como saber que pão comprar e comer?Fácil: vá direto pra lista dos ingredientes. Se o 1º deles for “farinha de trigo enriquecida com ácido fólico”, esse moreno é branquelo!Isso porque é obrigatório listar os ingredientes de acordo com a sua quantidade, em ordem decrescente. Agora você já pode comprar, PELO MENOS, aquele cujo 1º ingrediente seja “farinha de trigo (ou de centeio) INTEGRAL”, mas... Por que PELO MENOS?É que, fazendo isso, você garante que a MAIORIA do pão seja integral - o que sem dúvida, já é alguma coisa, mas não é o ideal. O melhor é que ele seja 100% integral... E SIM, ELE EXISTE! Sua embalagem estampará “100% INTEGRAL” e na lista dos ingredientes, a única farinha mencionada será justamente ela, a integral.Agora (antes até de ir ao mercado, rs!) já sabe, né?  Alerte todas as amigas, e amigos, compartilhe e PASSE ADIANTE!"

A FARSA DO PÃO INTEGRAL

Li esse texto há um tempo atrás e acho válido publicá-lo aqui como alerta e gostaria que os profissionais da ÁREA DE nutrição se manifestassem a respeito. “Sabe aquele pão que você come de consciência limpa, crente que é integral ? Pois bem, na MAIORIA das vezes, ELE NÃO É.
A questão é que, no Brasil, pra uma empresa chamar de “integral” um produto, basta ele ter alguma quantidade desta farinha – mesmo que muito pequena. Pergunta: como saber que pão comprar e comer?
Fácil: vá direto pra lista dos ingredientes. Se o 1º deles for “farinha de trigo enriquecida com ácido fólico”, esse moreno é branquelo!
Isso porque é obrigatório listar os ingredientes de acordo com a sua quantidade, em ordem decrescente. Agora você já pode comprar, PELO MENOS, aquele cujo 1º ingrediente seja “farinha de trigo (ou de centeio) INTEGRAL”, mas… Por que PELO MENOS?
É que, fazendo isso, você garante que a MAIORIA do pão seja integral – o que sem dúvida, já é alguma coisa, mas não é o ideal. O melhor é que ele seja 100% integral… E SIM, ELE EXISTE! Sua embalagem estampará “100% INTEGRAL” e na lista dos ingredientes, a única farinha mencionada será justamente ela, a integral.
Agora (antes até de ir ao mercado, rs!) já sabe, né?
Alerte todas as amigas, e amigos, compartilhe e PASSE ADIANTE!”