Iníco / Dízimos e Ofertas / Pastores adventistas confessam que recebem dízimo de prostitutas e traficantes

Pastores adventistas confessam que recebem dízimo de prostitutas e traficantes

Saiba mais sobre o dízimo na IASD, neste texto disponibilizado no blog Confissões Pastorais, mantido por pastores adventistas — Diego Ignácio Barreto, José Flores Júnior e Igor Marques — e que já recebeu prêmio Comunicando Jesus, da Organização Adventista. Veja o que disseram no Bible Cast Nº 30 “Devo Não Nego”:

“…A bíblia diz que nós não estamos dando o dízimo para o SENHOR, mas sim que estamos devolvendo para Ele o que já é dEle. No versículo 32 explica-se como deveria ser feito o dízimo do gado. O pastor abria a porteira e contava o décimo recebia uma marca identificando que aquele não era do pastor, mas de Deus. O texto bíblico diz assim não se investigará se era bom ou mal, por exemplo, o décimo é um animal machucado ou que tem alguma deficiência e o pastor pensasse não quero dar este ao SENHOR. E o texto bíblico continua dizendo não se resgatará se você quiser dar outro para Deus você pode, mas este continuava sendo de Deus. Ele era PROPRIEDADE DIVINA.

Nem o substituirá. Se de algum modo o substituir ambos serão santos e não podem ser resgatados. Não poderia nem ser trocado, pois aquele era do SENHOR. Não se investigará se é bom ou mal. Ai vem aquelas perguntas: se por um acaso eu jogo na mega sena (cristão não se envolve em jogos de azar), mas vamos supor que eu jogue na mega sena e ganhe. A igreja vai receber o dízimo ou não? A igreja vai receber o dízimo. A igreja não deve perguntar de onde proveio o dinheiro, pois o texto bíblico diz não se investigará. Mas tem dízimo que a igreja aceita, mas que o SENHOR não aceita. Vale destacar que o dízimo está em um aspecto individual.

Entao a igreja aceita que hipocrisia é esta? Vamos ler em Salmos 24:1. Ao SENHOR pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam. Tudo aquilo que vemos, este planeta veio de Deus. Foi o próprio DEUS que criou. Então nós estamos aqui pela boa vontade dEle, o que temos também foi Ele que nos concedeu. Tudo ELE nos concedeu. Se isso é assim então não importa de onde veio, pois tudo é do SENHOR. O dinheiro só existe por que Deus é o Criador de todas as coisas. Então vamos supor que uma prostituta se converta e ela tem uma poupança. Ela faz um estudo bíblico e entende que precisa devolver o dízimo para o SENHOR. Ela diz: Eu quero dar o dízimo do meu trabalho iníquo. Eu me converti, não faço mais o que fazia antes da conversão. Eu quero dar o dízimo. Pode ou não pode? Pode a igreja não vai olhar. A igreja não vai querer saber de onde proveio. Se um traficante de drogas se converte e quer dar o dízimo ele pode. Todo o dinheiro e tudo vem de Deus.

Fontes:

http://confissoespastorais.com.br/biblecast/biblecast-30-devo-nao-nego/

http://confissoespastorais.com.br/wp-content/uploads/2011/04/bible-cast-30.docx

http://biblecast.com.br/biblecast/biblecast-257060-11-12-2010.mp3

Para uma confirmação em fonte ainda mais oficial, veja, por exemplo, a resposta 51 do texto que está disponibilizado em http://www.adventistas.org/pt/mordomiacrista/54-perguntas-sobre-dizimo-e-oferta/. Lógico que se o doador disser “isto é dinheiro ilícito” podem não querer receber para não se comprometer e não ter problemas com a Justiça. Mas leia também a resposta à pergunta 52, que inclui o plantio de coca.

51. Deveria a Igreja receber os dízimos do produto de atividades que estão em aberta transgressão aos mandamentos de Deus ou de uma pessoa que não é crente?

Às vezes se alega que esse dízimo é dinheiro sujo, indigno, porque provém, por exemplo, de uma prostituta, um homossexual ou de uma pessoa que faz negócios dúbios, e em consequência não é digno de ser recebido por Deus.Mas, em realidade, não há tal coisa, como dinheiro sujo ou limpo, digno ou indigno. O dinheiro em si mesmo é neutro.

O que são sujos ou indignos são os meios para obter o dinheiro. Em consequência, quando o dinheiro é dedicado a Deus pode ser legitimamente recebido, salvo quando o dinheiro obtido é produto de fraudes, assaltos, roubos, etc.

Ellen G. White, Chuvas de bênçãos, compilado e organizado por Arnaldo Enríquez (Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 1998), 87.

52. Deveriam receber-se os dízimos de cultivos tais como fumo, café, erva-mate, uva para vinhos, coca, etc.?

O problema não está no dinheiro ou nos cultivos, senão nos meios errados que usa o homem para obter o dinheiro e no uso equivocado, contrário ao plano de Deus, que faz de ditos cultivos. Em última instância, o dízimo é uma questão de consciência entre o homem e Deus. Se a pessoa persiste em sua conduta depois de a igreja fazer tudo o que estiver ao seu alcance para orientá-lo, então a responsabilidade fica com o membro e não com a igreja.

    White, Chuvas de bênçãos, compilado e organizado por Arnaldo Enríquez, 87.

Respostas disponíveis também em:
http://dizimoseofertasonline.org.br/portal/?page_id=280

Compartilhar isso:

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado com Arlete Vieira, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

Somos o Templo do Eterno

Parte 2 Relacionado

JESUS É DEUS? POR QUE TOMÉ CHAMOU JESUS DE MEU DEUS?

Relacionado

Deixe uma resposta