Iníco / Alimentação e Saúde / Pernambucana desenvolve chip que detecta 18 tipos de câncer em estágio inicial

Pernambucana desenvolve chip que detecta 18 tipos de câncer em estágio inicial

00:00
00:00

 

Deborah viaja nesta quarta-feira (6) para Stanford, na Califórnia (EUA), onde vai apresentar o chip na competição internacional BioSciKin, na categoria Life Science. Ela conta que o biosensor mapeia marcadores sanguíneos liberados por células cancerígenas nos estágios iniciais da doença. Isso permite o diagnóstico precoce do paciente, o que aumenta as chances de cura para 70%.

Outra vantagem do chip é que ele não libera radiação. Além disso, todo o sistema do exame é portátil e pode ser levado com facilidade para cidades do interior, onde o acesso ao diagnóstico e tratamento do câncer é difícil. O equipamento, que alia rapidez e portabilidade, também permite que os testes sejam realizados com maior frequência, já que o intervalo entre as sessões deve ser de, no mínimo, seis meses.

Deborah não descarta que o chip possa ser utilizado para outros diagnósticos. “O chip pode ser utilizado para outras doenças no futuro, mas eu estou há cerca de dois anos focada no diagnóstico e no tratamento do câncer”, ressalta. Um dos principais objetivos do projeto, que vai ser apresentado na Califórnia nesta quinta-feira (7), é permitir que as pessoas deixem de ver o câncer como uma sentença de morte.

FONTE: UOL

 

Comentário: Senhores, Senhoras, não tenham medo da tecnologia, muito menos de chips, porque é mister que tudo isso aconteça. Tenha medo sim, de transgredir os Mandamentos do Senhor teu Deus e se afastar de Cristo.

As famílias estão se desfazendo, a castidade é rara, a heresia invade os templos, o relativismo impera, a fé cristã esmorece na Europa, nos EUA, o martírio ceifa os cristãos do Oriente… E o povo religioso ainda acha que a ameaça à nossa salvação é um chip?

O Apocalipse não deixa dúvida de que durante a Grande Tribulação todos os crentes/cristãos saberão que receber a Marca da Besta será o mesmo que rejeitar a Cristo.

A Marca da Besta – 666 – não é a tecnologia do dinheiro virtual nem um dispositivo de biometria, muito menos artifícios tecnológicos. A Bíblia afirma de forma precisa que ela será:

  • -a marca do Anticristo, identificada com sua pessoa e sistema.
  • -o número 666, é uma representação, uma marca, como sinal de obediência e adoração.
  • -facilmente reconhecível, e não duvidosa.
  • -recebida de forma voluntária; portanto, as pessoas não serão ludibriadas para recebê-la involuntariamente.
  • -usada antes do Arrebatamento, e não depois.
  • -usada na Grande Tribulação.
  • -necessária para comprar e vender.
  • -recebida universalmente por todos os não-cristãos, mas rejeitada pelos cristãos bíblicos fiéis.
  • -uma demonstração de adoração e lealdade ao Anticristo promovida pelo falso profeta.
  • -uma opção que selará o destino de todos os que a receberem, levando-os a destruição final.

Maranata!

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado com Arlete Vieira, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

A ABSURDA DESIGUALDADE SOCIAL NAS PROFECIAS DO FIM

Relacionado

Quem sair da igreja esta perdido diz Pastor Adventista.

Relacionado

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.