Iníco / Alimentação e Saúde / Pernambucana desenvolve chip que detecta 18 tipos de câncer em estágio inicial

Pernambucana desenvolve chip que detecta 18 tipos de câncer em estágio inicial

00:00
00:00

 

Deborah viaja nesta quarta-feira (6) para Stanford, na Califórnia (EUA), onde vai apresentar o chip na competição internacional BioSciKin, na categoria Life Science. Ela conta que o biosensor mapeia marcadores sanguíneos liberados por células cancerígenas nos estágios iniciais da doença. Isso permite o diagnóstico precoce do paciente, o que aumenta as chances de cura para 70%.

Outra vantagem do chip é que ele não libera radiação. Além disso, todo o sistema do exame é portátil e pode ser levado com facilidade para cidades do interior, onde o acesso ao diagnóstico e tratamento do câncer é difícil. O equipamento, que alia rapidez e portabilidade, também permite que os testes sejam realizados com maior frequência, já que o intervalo entre as sessões deve ser de, no mínimo, seis meses.

Deborah não descarta que o chip possa ser utilizado para outros diagnósticos. “O chip pode ser utilizado para outras doenças no futuro, mas eu estou há cerca de dois anos focada no diagnóstico e no tratamento do câncer”, ressalta. Um dos principais objetivos do projeto, que vai ser apresentado na Califórnia nesta quinta-feira (7), é permitir que as pessoas deixem de ver o câncer como uma sentença de morte.

FONTE: UOL

 

Comentário: Senhores, Senhoras, não tenham medo da tecnologia, muito menos de chips, porque é mister que tudo isso aconteça. Tenha medo sim, de transgredir os Mandamentos do Senhor teu Deus e se afastar de Cristo.

As famílias estão se desfazendo, a castidade é rara, a heresia invade os templos, o relativismo impera, a fé cristã esmorece na Europa, nos EUA, o martírio ceifa os cristãos do Oriente… E o povo religioso ainda acha que a ameaça à nossa salvação é um chip?

O Apocalipse não deixa dúvida de que durante a Grande Tribulação todos os crentes/cristãos saberão que receber a Marca da Besta será o mesmo que rejeitar a Cristo.

A Marca da Besta – 666 – não é a tecnologia do dinheiro virtual nem um dispositivo de biometria, muito menos artifícios tecnológicos. A Bíblia afirma de forma precisa que ela será:

  • -a marca do Anticristo, identificada com sua pessoa e sistema.
  • -o número 666, é uma representação, uma marca, como sinal de obediência e adoração.
  • -facilmente reconhecível, e não duvidosa.
  • -recebida de forma voluntária; portanto, as pessoas não serão ludibriadas para recebê-la involuntariamente.
  • -usada antes do Arrebatamento, e não depois.
  • -usada na Grande Tribulação.
  • -necessária para comprar e vender.
  • -recebida universalmente por todos os não-cristãos, mas rejeitada pelos cristãos bíblicos fiéis.
  • -uma demonstração de adoração e lealdade ao Anticristo promovida pelo falso profeta.
  • -uma opção que selará o destino de todos os que a receberem, levando-os a destruição final.

Maranata!

Compartilhar isso:

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado com Arlete Vieira, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

A História de Martinho Lutero, o Reformador, dublada e em HD

Ele dividiu o cristianismo, opondo-se aos abusos e heresias romanas. Agora, o protestantismo apóstata, incluindo …

O Mágico, James Randi, Desmascara Pastores Farsantes

Relacionado

Deixe uma resposta