Iníco / Ecumenismo / “Pérolas” de Leandro Quadros sobre Jon Dybdahl, Igreja Católica e Maçonaria no ataque ao Pr. Samuel Ramos

“Pérolas” de Leandro Quadros sobre Jon Dybdahl, Igreja Católica e Maçonaria no ataque ao Pr. Samuel Ramos

"Pérolas" de Leandro Quadros sobre Jon Dybdahl, Igreja Católica e Maçonaria no ataque ao Pr. Samuel RamosParágrafos extraídos de seus comentários no Facebook

Sobre Pr. Samuel Ramos

Leandro Quadros: Estimado Cristian Gonçalves, obrigado pela consideração. Respeito a opinião do amigo, porém, as explicações que as próprias notas da Bíblia Andrews oferecem desmerecerem os comentários do referido pastor. Sou da mesma opinião de que não devemos aceitar algo “goela abaixo”. Todavia, uma ideia diferente, para ser aceita, precisa ter fundamento. E se não há fundamentação, insistir na mesma não é sábio…

Sobre Jon Dybdahl

Leandro Quadros: Incoerente sua postura, Paulo Mufarrej. Desmerecer o trabalho de uma pessoa por causa de um erro que ela cometeu? Isso revela simplesmente uma atitude negativa e legalista diante da vida. Não se pode jogar fora toda uma herança teológica por causa de erros que algum teólogo tenha cometido. Infelizmente, muitos preferem procurar “pelo em ovo”. Oro para que não seja o seu caso.

Sobre a Igreja Católica

Leandro Quadros: Paulo Mufarrej : será que tudo o que o Catolicismo ensina é errado? Claro que não. Aquilo que a Igreja Católica defende e que ESTÁ APOIADO NA BÍBLIA, nós Adventistas do Sétimo Dia também aceitamos. Um exemplo é a doutrina da Trindade. Teologia de qualidade meu irmão não é feita apenas por adventistas – mesmo que nossos teólogos, graças a Deus, sejam os que realmente ensinam TODAS as doutrinas bíblicas. Muito de nossa Teologia herdamos de teólogos protestantes, bem como Católicos que viveram dentro da luz que receberam e fizeram teologia. Estude alguma obra que possa lhe dar uma noção básica do pensamento teológico desenvolvido ao longo dos anos, e isso evitará que sua mente fique engessada. Indico o livro “Grandes Teólogos: uma síntese do pensamento teológico em 21 séculos de igreja”, de Gerald R. McDermott (Editora Vida Nova). Deus o ilumine.

Sobre a maçonaria

Leandro Quadros: Ricardo Carla Cruz : não fale com um maçom que ele “adora ao Diabo” porque isso ficará feito para você e trará vergonha à nossa denominação. A maçonaria nada tem de cristão e a filosofia religiosa dela realmente é de Satanás. Porém, dizer que os maçons por livre e espontânea vontade adoram ao Diabo, é vergonhoso e não condiz com a verdade.

Sobre os adventistas do sétimo dia

Leandro Quadros: Infelizmente, Rosane Quirino Rahman , o fato de você e algumas pessoas não considerarem o CONJUNTO de notas da Bíblia Andrews, só me revela que há bastante analfabetismo funcional inclusive no nosso meio. Ou, que o espírito de crítica tem cegado até mesmo pessoas inteligentes. Quem leu, por exemplo, a nota referente à Apocalipse 13:1-7 não teve dúvidas de que a interpretação tradicional adventista acerca da presença do papado nas profecias continua A MESMA: “Escrita no passado, esta seção conta a história da besta que emerge do mar antes de sua atividade do tempo do fim. Ela surge DEPOIS do dragão (Roma imperial) e usurpa a obra de Cristo. Os eruditos protestantes ao longo dos séculos têm identificado esta besta como o PAPADO da Idade Média (comparar as descrições com Dn 7:2-5, 25; 8:11-14). Depois de ler uma nota tão clara como esta na página. 1666, tem como eu pensar outra coisa a não ser que você e outros estão sendo tendenciosos ou que não entenderam o que leram?

Pérola do Pastor Sasmuel Ramos

Pr. Samuel Ramos: O irmão Santos Moisés não entendeu o propósito da postagem que fiz sobre a Bíblia Andrews. Ninguém está combatendo a IASD pois essa é a nossa igreja e é a igreja de Deus, nós estamos mostrando os erros de omissão da verdade nos livros de Daniel e Apoc na Bíblia Andrews que é de responsabilidade da equipe de teólogos que a fizeram. A atitude mais sábia não é atacar ou chamar de dissidente quem está advertindo a IASD do erro , o fiel e sincero vai pesquisar, ler os referidos capítulos pra conferir se é verdade ou mentira.

Pérolas (verdadeiras!) dos internautas sobre opiniões de Leandro Quadros

Fernanda Correia: Professor Leandro Quadros, é frustrante ver alguém que se diz tão “culto” e sabedor das escrituras como você fazer um vídeo como esse, com ataques pessoais e sem explicar REALMENTE porque a igreja não deu “nome aos bois” e utilizou uma figura de linguagem onde deveria ter sido clara e objetiva, sem contar o fato de o editor CHEFE da bíblia ter sido também o autor do livro A BUSCA o qual foi banido pela CPB, mas isso parece ser apenas um simples detalhe para “os estudiosos”.

Seus infelizes comentários só demonstram que você realmente não conhece o pastor/doutor a quem se referiu e que também não tem a humildade pra admitir que realmente a igreja pisou na bola com a bíblia Andrews. Vai chegar(se é que já não chegou) o tempo em que teremos que defender a verdade e não a “igreja”. Igreja Adventista do sétimo dia, essa é a igreja verdadeira, é uma pena que os líderes estão se corrompendo e estão mascarando a verdade. Ainda bem que o remanescente não tem se deixado levar por comentários rasos como o seu. Pensei que pelo menos o respeito pessoal seria mantido, mas pelo visto você é um analfabeto educacional. Sinto muito!

Euler Vilaça Borges: O comentário breve do “professor ” Leandro Quadro foi tão breve que nem tocou no âmago da questão. E entendo que dessa forma só se prestou a estimular os leitores superficiais a manterem-se na superficialidade.Uma citação curta e com explicações mais curtas ainda sobre as passagens bíblicas em apreço não recebem a devida atenção no contexto do grande conflito, o qual é plano de fundo de toda a história travada diariamente do mal contra o bem.

O que se vê é um apoucamento, uma diminuição das verdades bíblicas, as quais passam a ser diluídas, tornando-as menos incisas e mais perigosas aos leitores superficiais porquanto não as entendendo em sua inteireza podem ser facilmente vítimas de engano.

E por falar em engano, alguém que teve o livro retirado de circulação porque ensina a introduzir o misticismo na IASD não deveria compor a equipe de comentaristas da Bíblia de Andrews. A meu juízo, não possui confiabilidade para tal desiderato. Recomendaria, destarte, apenas para termos base para uma boa discussão que “o professor” lesse os livros ” A Busca” de Jon L Dybdahl e “Cristãos em Busca de Êxtase” de Wanderlei Dorneles. Um dos dois está equivocado. Se for o autor de A Busca, então por que se permite que ele integre uma comissão de comentaristas da Bíblia em análise. Por outro norte, se W Dorneles está errado por que editam e publicam o livro susomencionado?

Victor Rubens Acuna Vega: Provavelmente eu deva ser um dos “ignorantes funcionais”! Mas uma coisa percebo e não é de agora… os que estão defendendo a ferro e fogo uma publicação que é de suposta de aval de nossa amada Igreja Adventista do Sétimo Dia… são pessoas como pastores e outros lideres que tem algum relacionamento direto ou indireto com a publicação da “Bíblia de Estudos Andrews” os dito os que trabalham pela “Obra”… vou fazer meu desabafo agora!!!

Digo meu irmão com todo respeito que tenho a minha querida igreja e os ungidos do Senhor Deus que tem a grande missão de levar a mensagem de salvação a todo o mundo! Estou profundamente indignado e entristecido da forma que muitos queridos estão tratando a grande obra de nosso Senhor Jesus Cristo, tratando de uma forma leviana! Por que digo isso? Por que vejo que muitos estão defendendo interesses próprios e seu bem estar, sem nem um pouco olhar para o que é “Santo e Sagrado” defendendo erros e omissões, profanando o que é Santo! Muitos da “Obra” estão cada veis mais acariciando seus próprios prazeres utilizando a sua posição e recurso que vem daquilo que é Santo e Sagrado que vem da fidelidade de irmãos dedicados a “Obra” sendo eu um deles, que amo de todo meu coração esta igreja e faço meu sacrifício para ser sempre fiel a meu Senhor Deus meu Sustentador e honro meu Deus com aquilo que me Ele sustem! E vejo que muitos não dão o devido valor aquilo que é sagrado!

Deveria homens da “Obra” trabalharem com mais fervor e amor a está “Obra”! Quando estes homens da “Obra”, “Ungidos do Senhor usam seus recursos para o seu “mel prazer” e fazem “carteis”, “nepotismo” protegendo um ao outro… desse forma se igualando a pessoas de outras profissões como médicos, advogados, políticos etc… vejo um profundo descaso com o mandato de nosso Senhor Jesus Cristo!!! Talvez eu esteja errado! Peço a Deus que eu esteja errado! Mas o que vejo é um cooperativismo enraizado dentro da “Obra” sagrada de nosso amado Senhor Jesus Cristo… e vejo que há uma grande parcela do desagrado de Deus neste caso… pois os que deviam levantar os estandartes da proclamação do verdadeiro evangelho mostrando o pecado da forma que ela é… e sendo homens incorruptíveis sendo exemplo ao povo, a grande nação da IASD, estão baixando a norma e desqualificando a mensagem!

Fico com esta mensagem da irmã Ellen G. White: O preconceito que se levantou contra nós por havermos reprovado as faltas que Deus me mostrara existirem, e o clamor que se ergueu de aspereza e severidade, são injustos. Deus nos manda falar, e não ficaremos silenciosos. Caso haja erros claros entre Seu povo, e os servos de Deus passem adiante, indiferentes*Testimonies for the Church 3:265-269 (1873).

A isso, estão por assim dizer apoiando e justificando o pecador, e são igualmente culpados, incorrendo tão certo como ele no desagrado de Deus; pois serão tidos como responsáveis pelos pecados do culpado. Foram-me mostrados em visão muitos casos em que o desagrado de Deus foi atraído por negligência da parte de Seus servos quanto a tratar dos erros e pecados existentes entre eles. Os que passaram por alto esses erros têm sido considerados pelo povo muito amáveis e de disposição benigna, simplesmente por haverem eles recuado do desempenho de um claro dever escriturístico. Essa tarefa não agradava a seus sentimentos; evitaram-na, portanto. Testemunhos Seletos 1, p. 334.3

Euler Vilaça Borges: Rosane Quirino, por favor, tenha paciência com “o professor”; vc tem que lhe dar tempo para pensar. Mas não espere muito de alguém que sem base bíblica ou fundamento no Espírito de Profecia declara que “teremos muitas papas no Céu”, contrariando o que diz o GC quando declara (….) Havendo rejeitado a Cristo,[ a igreja romana] foi induzida a prestar obediência ao representante de Satanás – o bispo de Roma”, pág.48. E mais, sobre os perdidos desconsidera cabalmente:

“Ali estão os sacerdotes e prelados católicos, que pretendiam ser embaixadores de Cristo, no entanto empregaram a tortura, a fogueira para dominar a consciência de Seu povo. Ali estão os orgulhosos pontífices que se exaltaram acima de Deus e pretendiam mudar a lei do Altíssimo” págs.667 e 668 . É bom pensar cara Rosane um pouco nestas duas citações do Espírito de Profecia para vc concluir o que é pior; ser um leitor analfabeto funcional, o qual entende haver erros ou no mínimo diluição da verdade ou um bom leitor que nega a verdade tão clara e óbvia?

Maxwell Barbosa: Não concordo com tudo o que foi dito por você Leandro. Quando as pessoas manifestam insatisfação por algo, não representa que está querendo aparecer. Apenas não concordam com que está sendo ensinado. Nessa sua explicação rasa sobre as críticas do comentário Adventista nada esclarece, pelo contrário, possui apenas a intenção de fazer aqueles que falam contra se sentirem oprimidos a não falarem mais.

A maior finalidade de um comentário bíblico em uma Bíblia de Estudo, é de clarear, esclarecer dúvidas escatológicas, apologéticas, hermenêuticas etc.

A partir do momento em que se lança um material de estudo que não consegue transmitir uma ideia básica, aquilo se torna algo inútil.

Já pude ter acesso a vários materiais e publicações da CPB (Feyrabend, Maxwell, Dorneles, Arilton etc), onde em seu teor expõem de forma CLARA, DIRETA e de acordo com o posicionamento das obras de EGW (Desejado, História da Redenção, Grande Conflito, etc).

Mas essa Bíblia de Estudo Andrews conseguiu superar tudo que já pude ver até hoje publicado pela igreja. Estão de “parabéns”, com a obra de tal CALIBRE, uma verdadeira OBRA PRIMA.

Daqui a pouco a igreja estará lançando por alguma BARGATELA (como essa Bíblia de Estudo), o “COMENTÁRIO DOS COMENTÁRIOS DA BÍBLIA DE ESTUDO ANDREWS”. Pois, não foram só esses pontos mencionados, há de fato, vários outros textos incoerentes com a verdade.

Pedir para que as pessoas “DEDUZAM”, “ADVINHEM O CONTEXTO OCULTO” da intenção do texto de Apocalipse 13:3, baseando-se em falácia do tipo: “A besta que surge da terra é uma paródia de Cristo e besta que surge do mar é uma paródia do Espírito Santo…”, é o mesmo que pedir para uma criança de 2 anos de idade consiga entender um adulto de 50 anos que fala em outro idioma as teorias filosóficas de Platão.

Se a intenção fosse de fato o compromisso com a verdade ensinada pela igreja durante todo esse tempo, bastaria dar nome aos bois. Bastaria, então, falar o nome da primeira besta e o nome da segunda besta. Bem simples e claro. Mas não, fica clara a intenção de tal material em ocultar e distorcer quem são os agentes desse conflito.

Há controvérsia em vários textos dos comentários, e da forma que estão escritos e organizados, leva o leitor a entender e compreender o oposto do que está sendo dito.

No artigo em questão, é dito que por ser uma paródia satânica, quando se fala na morte de Cristo na cruz, e na sua ressurreição, é o mesmo que a ferida da besta que foi curada de forma invertida…

Pedir para que as pessoas deduzam tal coisa é ser ninja do mais alto grau técnico da face da Terra. Falou-se, falou-se, porém, não deixou nada claro. E da forma que ficou exposto, deixou claro que a igreja quis dizer que a morte de Cristo na cruz foi a ferida curada da besta. No comentário de Ap 13:3, coloca-se como referência o verso 8 do mesmo capítulo, do qual fala: “Adorá-la-ão todos os que habitam sobre a terra, aqueles cujos nomes não estão escritos no livro da vida…”. Ora se falo que o golpe de morte que a BESTA sofreu é morte de Jesus na cruz, estou induzindo o leitor a entender que a besta é Cristo, e quando analisado o verso de referência, fica mais claro ainda.

Ainda no comentário de Apocalipse 13:1-7 é dito que o dragão aqui é Roma Imperial, tiraram até mesmo o nome de satanás. Logo o dragão (Roma Imperial) deu poder a besta (Que besta? Se o comentário não diz quem é a besta de forma direta?).

Vi uma postagem do Samuel Ramos, e fiquei boquiaberto, ele disse:

“A BÍBLIA CATÓLICA JERUSALÉM EM APOC. 16 E 17 IDENTIFICA O LOCAL DO TRONO DA BESTA COMO ROMA. (Apoc. 16:10) EM APOC. 17:1 DIZ: “BABILÔNIA É PERSONIFICADA POR UMA MULHER… É A ROMA IDOLATRA.”
FALANDO SOBRE AS SETE CABEÇAS E SETE COLINAS EM APOC 17:9 DIZ: “AS SETE CABEÇAS SÃO AS SETE COLINAS DE ROMA.” Porém na Bíblia Andrews A Babilônia não é identidade como Roma idolatra e as sete cabeças não são identificadas como as sete colinas de Roma. Se a trombeta não der o sonido certo como o povo vai se preparar para a guerra? Desperta povo de Deus.”

Quando vamos para Apocalipse 12:3, no comentário dessa Bíblia está escrito: “dragão. Representa Satanás (v.9;Gn 3:15). Também simboliza o poder civil de Roma (Ap 12:5; Mt 2:3-18)…”

Veja que coloca como referência o verso 5 que diz: “Nasceu-lhe, pois, um filho varão, que há de reger todas as nações com cetro de ferro. E o seu filho foi arrebatado para Deus até ao seu trono.”

Claramente uma referência a Cristo, confirmado pelo comentário do Ap 12:5, que diz:

“filho varão. Referência ao nascimento de Cristo (ver Sl 2:7-9). arrebatado. Ascensão de Cristo (At 1:8-11)

Mas no comentário de Ap 12:3, quando diz que dragão é também poder civil de Roma, coloca como referência o verso 5. Como é isso? Chamando Cristo de Dragão? Ou de poder Romano? Não faz sentido algum.

Na Bíblia de Estudo Andrews no capítulo 12, retiraram o versículo 18 e incorporaram ao 17, ficando diferente de todas as versões conhecidas, sejam elas Bíblia de Jerusalém, Bíblia Judaica, Bíblia Grega, outras versões de JFA, King James, Católica, entre outras. Mas o pior não é isso, pior é o comentário do verso 17 deste capítulo pela Bíblia Andrews. O comentário está escrito assim na parte final, que seria o antigo versículo 18:

“se pôs em pé. A maioria dos manuscritos diz: ele [o dragão] se pôs em pé, mas a frase pode ser referir a João.”

Em várias versões aparece o nome dragão, e foi o dragão que se pôs em pé, não João.

Outro texto preocupante está em Apocalipse 17. No comentário do versículo diz assim, com relação as muitas águas que a grande meretriz (a besta) está sentada:

“muitas águas (ver v.15; Jr 51:13). O rio da Babilônia (Eufrates).”

Ou seja, está dizendo que essas águas não são povos, contrariando o versículo 15, mas sim o rio Eufrates.
E quando vamos para o comentário do versículo 15 é confirmada essa distorção. Pois diz:

“águas […] assentada (ver nota sobre v.1). O rio Eufrates representa o poder político mundial do fim dos tempos.”

Perceba que da forma que está exposto, as águas é o rio Eufrates. Mesmo que diga que representa o poder político, está dizendo que as águas é o rio Eufrates.
Não nação, povos, línguas, como é dito no próprio versículo 15 deste capítulo.

Agora juntem as peças, nos capítulos 12, 13 é omitido os nomes das bestas e distorcidos os seus símbolos interpretativos. No comentário do capítulo 17 sobre as águas, que seriam uma das principais características da besta, é dito que é um rio, e depois que o poder político dos fins dos tempos. Qual poder político? Nome? Isso não existe no comentário. Dar nome aos bois não.

Sobre Daniel esta Bíblia define e interpreta o Chifre Pequeno de Daniel 7 como Chifre Pequeno. Em nenhum momento de Daniel 7 o Chifre Pequeno é identificado com o Papado, ou Igreja de Roma, ou Roma Papal. O chifre Pequeno é identificado como CHIFRE PEQUENO, isso é tudo, esqueceram de dizer quem é o chifre pequeno. Foi intencionalmente desviado o foco do papado.

De fato, muito lamentável, uma verdadeira BABILÔNIA o que estão fazendo com a doutrina da igreja. Se falar a verdade é ofender, imagina distorcer a verdade, como poderíamos chamar isso? Aproveitem para tirar da internet todos os programas do Apocalipse que igreja fez até hoje, bem como, parem de vender na Casa os livros que falam do Apocalipse, pois estão diferentes desse posicionamento “moderno” da igreja.

Estão de PARABÉNS aqueles que defendem uma OBRA tão ESPETACULAR e SUBLIME como essa…

 

Compartilhar isso:

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado com Arlete Vieira, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

A História de Martinho Lutero, o Reformador, dublada e em HD

Ele dividiu o cristianismo, opondo-se aos abusos e heresias romanas. Agora, o protestantismo apóstata, incluindo …

O Mágico, James Randi, Desmascara Pastores Farsantes

Relacionado

Deixe uma resposta