Iníco / Como nos dias de Noé, Anjos caidos, Nefilins / Por que cristãos que creem em tantos fatos sobrenaturais da Bíblia têm dificuldades em crer que anjos caídos se relacionaram com mulheres e foram punidos por Deus?

Por que cristãos que creem em tantos fatos sobrenaturais da Bíblia têm dificuldades em crer que anjos caídos se relacionaram com mulheres e foram punidos por Deus?

Artigo científico de 19 páginas. Clique neste link e baixe este artigo publicado por Leandro Lima, Mestre em Teologia pelo CPAJ e doutor em Literatura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, além de professor de Novo Testamento no CPAJ, em revista científica da Universidade Mackenzie.

Anjos Caídos - Nefilin - Aron - Wattpad

O artigo retoma a antiga discussão sobre a questão do pecado de alguns anjos com mulheres em Gênesis 6.1-4, e seu aprisionamento, à luz dos textos de 1Pedro 3.18-22, Judas 6 e também 2Pedro 2.4. Considera o desenvolvimento histórico do assunto e suas controvérsias, especialmente entre os primeiros pais da igreja até Agostinho, e a retomada do mesmo na época atual entre os principais comentaristas conservadores e reformados dos livros de Judas e Pedro. O relacionamento dos anjos com as mulheres é sustentado a partir do texto de Gênesis 6.1-4 por meio da literatura apócrifa e pseudoepígrafa. O artigo defende que essa interpretação é sustentada também pelos livros de 1 e 2 Pedro e Judas, a partir de uma comparação textual, exegética e teológica dessas passagens com o livro de 1Enoque. O artigo discute algumas implicações dessa teoria e oferece explicações para alguns dos pontos mais controversos.

Veja também:

Dissertações, apostilas e artigos que pastores e lideres religiosos deveria ler antes de falar bobagens sobre os nefilins

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

MOSHAV – MORADIAS DO FIM DOS TEMPOS

As Grandes e Admiráveis obras do DEUS TODO PODEROSO ― Foco nos estudos da Bíblia.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.