Iníco / Sobrevivencialismo e Auto-Suficiência / Porque ser um Sobrevivencialista?

Porque ser um Sobrevivencialista?

Nesta postagem vou mostrar porque você tem que ver o sobrevivencialismo com outros olhos e começar a se preparar.

Porque ser um Sobrevivencialista?

Por que coisas ruins acontecem e, muitas vezes, não há como evitar.

Um estudo recente de uma universidade Inglesa aponta como a atual sociedade está vulnerável.

Em 1940 a grande maioria das pessoas do mundo sabia o que fazer para sobreviver. Era raríssimo existir uma família onde pelo menos duas ou mais pessoas não conseguissem tomar suas vidas nas mãos a partir de… QUASE NADA.

As pessoas sabiam criar e limpar um frango e ter uma galinha no quintal não era algo alienígena como hoje é considerado. Sinceramente se eu fosse vendedor de ovos ou frangos faria de tudo para que você acreditasse que ter este tipo de cultura em casa é errado, ter você ali, dependente do meu produto é garantia de lucro.

O mesmo vale para outros aspectos: se eu diminuir as casas, os armários e o espaço como um todo, obrigo você a ir mais vezes ao mercado, aí você pega o que precisa e mais uma ou outra coisinha e se torna dependente do comércio por pura falta de opção. Se uma crise de abastecimento ocorrer, ou você defende com unhas e dentes o “supermercado” ou passa fome. Só que em 1940 isso não acontecia, na crise as pessoas produziam o que precisavam para viver, consertavam coisas e construíam outras.

Em 1940 as pessoas tinham dinheiro em casa e ele não era virtual. Hoje o dinheiro sequer existe, um governo qualquer, com um simples clic num teclado sequestra a economia de um país.

Sim, o mundo mudou! Mais tecnologia e cada vez mais pessoas consumindo levou a agricultura às alterações genéticas, venenos poderosos e a destruição ambiental. A lei de causa e efeito e a retribuição da natureza fazem vítimas por toda parte, seja com doenças ou desastres, é um preço que as pessoas estão pagando.

Sobrevivencialista não é uma pessoa pessimista como muitos acreditam, o Sobrevivencialista é realista e acredita que é melhor estar preparado e nunca precisar, do que precisar e não ter as habilidades certas para defender a sua família.

A cultura e o modo de vida atual, com o comodismo social em termos de subsistência tem moldado pessoas dependentes e criado crises cada vez piores.

Em poucos dias, nações estáveis se veem mergulhadas em guerras e conflitos armados, estamos em constante risco de revoltas sociais políticas ou ideológicas, A violência urbana, no transito e outros eventos deixam a sensação que o cidadão sai pra trabalhar e talvez nunca mais volte.

Crises econômicas não garantem mais o salário no fim do mês, desemprego, quebras de mercado e altas taxas de juros são uma ameaça real não só para quem trabalha de carteira assinada. Confisco de poupança, de bens e o abuso de impostos são comuns no Brasil.

A duas décadas o processo de desertificação no Sudeste foi anunciado, O centro econômico do país está na rota Global e medidas urgentes se faziam necessárias. O que ocorreu foi o aumento da população, maior desmatamento, a total destruição de rios e mananciais, se existe um grande rio em São Paulo vivo ele só está ali porque ainda não acharam uma forma de aterra-lo. Um desastre de grandes proporções, com desdobramentos nacionais está a caminho a passos largos.

Infelizmente, querendo ou não o cidadão se vê envolto de uma hora pra outra em um cenário altamente hostil, e estar preparado equivale a pagar um convênio médico, investir na aposentadoria e pensar no futuro.

Prepare-se!

Saiba mais:

 

O que é o Sobrevivencialismo?

Como surgiu o Sobrevivencialismo?

 

Quando o Sobrevivencialismo entra em ação?

 

Onde praticar o Sobrevivencialismo?

Quem são os Sobrevivencialistas?

 

*Texto elaborado por Márcio R. Andrade, o ‘Batata’, após anos de pesquisa e vivência prática sobre o tema. Publicado inicialmente no site “www.guiadosobrevivente.com.br“ em 09/06/2015 .Sua reprodução é livre, desde que respeitada à autoria da fonte.

Compartilhar isso:

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado com Arlete Vieira, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

Em 60 dias colha alho poró no vaso. com essa técnica!!!

Relacionado

PASTA DE AMENDOIM: receita fácil e nutritiva para o café da manhã e lanches

Relacionado

Deixe uma resposta