Iníco / Noticias Adventistas / Quer mais uma prova de que pastores adventistas não creem na Bíblia como a Palavra de Deus?

Quer mais uma prova de que pastores adventistas não creem na Bíblia como a Palavra de Deus?

Então leia o que o Dr. Rodrigo Silva disse sobre as Escrituras durante uma entrevista para o blog “Descobrindo a Bíblia”. Observe com atenção a pergunta que lhe foi feita e, depois de ler sua resposta, conclua se para ele a Bíblia é, de fato, a inigualável Palavra de Deus, ou se ele coloca o que a Ciência afirma acima do que dizem as Sagradas Escrituras:

“A Bíblia é um livro perigoso”

…É possível que algumas partes da Bíblia tenham sido alteradas, ou que parte dela seja fruto de algum imaginário popular?

É possível sim. Deixe-me explicar da seguinte maneira: a Bíblia é Deus falando com sotaque humano. É próprio que o profeta num momento ou noutro refletisse a cultura do seu próprio tempo. Por exemplo, em várias partes da Bíblia fala-se dos quatro cantos da terra. A terra é um globo, não tem cantos. Ali estava apenas se esboçando o conhecimento e a cultura de uma época. O Gênesis fala das colunas do firmamento, como se fosse algo sólido, precisando ser sustentado por colunas, e chama a lua de ‘luzeiro’, sendo que ela não tem luz própria.

O próprio Jesus falou da mostarda como sendo a menor de todas as sementes. A botânica hoje sabe que existem sementes menores do que o grão de mostarda. Então, aqui e acolá temos essas imprecisões do ponto de vista da cultura da época em que o autor bíblico escreveu. Mas é preciso ter cuidado. Não se pode, em virtude disso, invalidar o texto bíblico, e isso por várias razões.

Em primeiro lugar, a Bíblia contém verdades científicas, mas não é escrita como livro científico, e nem tem esse propósito. Em segundo lugar, mesmo aqueles que lidam com a linguagem científica também cometem imprecisões na sua descrição. Até hoje eu sou obrigado a chamar de átomo o que eu sei que não é átomo, por que ele é divisível. Eu nunca vi um cientista ou um físico dizendo ‘eu encontro você amanhã a tantos graus do giro da terra diante do seu eixo’. Ninguém fala assim. As pessoas falam ‘eu te encontro amanhã no pôr do sol’, embora se saiba que isso é uma imprecisão, já que o sol não se põe, a terra é que está girando.

Então, se os próprios cientistas e acadêmicos podem usar essa linguagem imprecisa quando estão refletindo a realidade, por que se exigiria do texto bíblico uma linguagem completamente precisa, sem nenhum defeito? E digo mais: se Deus escrevesse numa linguagem completamente isenta de defeitos, Ele jamais poderia comunicar-se conosco, já que somos falhos. Por isso eu comecei esta resposta dizendo que Deus, na Bíblia, fala com sotaque humano. A falha não está nele, mas na nossa maneira de falar. Se Ele falasse de outro jeito, nós não entenderíamos.

Rodrigo Silva

Fonte: https://descobrindoabiblia.wordpress.com/tag/rodrigo-silva/

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado com Arlete Vieira, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

BABILÔNIA O SISTEMA DE PROSTITUIÇÃO SERÁ HUMILHADO!

Relacionado

Tese da USP questiona depoimentos de “Ex-Gays” adventistas na Rede Novo Tempo

“No passado a IASD fez tentativas para extinguir a homossexualidade de seus membros tratando-a como …

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.