Iníco / Alimentação, Saúde e Plantas Medicinais / [Sobrevivencialismo] Como Fazer sua Própria Penicilina… Só por Precaução

[Sobrevivencialismo] Como Fazer sua Própria Penicilina… Só por Precaução

Nota: Este artigo não deve ser interpretado como qualquer tipo de aconselhamento médico oficial. É extremamente arriscado fazer seus próprios antibióticos sem o equipamento e treinamento certos, e é ainda mais difícil diagnosticar a si mesmo sem usar equipamentos hospitalares. Pense nisso como um último recurso absoluto, e tenha em mente que você pode ter cultivado outras bactérias ou fungos perigosos, além da penicilina.

A descoberta da penicilina é considerada um momento marcante na medicina moderna. Embora o uso excessivo de antibióticos seja um problema muito sério, não há como negar que existem situações em que os antibióticos como a penicilina podem salvar sua vida. Mas o que acontece quando você não tem o luxo de ir a um hospital para consegui-la?

Você pode se surpreender ao saber que é completamente possível fazer sua própria penicilina. Definitivamente não é o  recomendado, especialmente se você tiver acesso a um médico ou hospital, mas se houver uma situação de colapso e você estiver enfrentando uma infecção, pode valer a pena tentar. Aprenda como fazer isso agora, apenas para garantir que você tenha tudo à mão, mas lembre-se de que pode levar algumas semanas para que o mofo comece a crescer, portanto, essa não é a melhor solução para uma infecção rápida.

Você pode usar pão velho ou uma casca de frutas cítricas como entrada para cultivar o mofo. Coloque-o em um local escuro em um recipiente fechado, mas não hermético; uma temperatura de cerca de 21 graus Celsius é o ideal. Você pode adicionar algumas gotas de água para incentivar o crescimento do mofo.

Quando sua fruta ou pão começar a desenvolver um mofo cinza, você está no caminho certo, mas precisa esperar até que fique um tom verde azulado para transformá-lo em penicilina. Quando chegar a este ponto, você precisará incubá-lo em um frasco esterilizado por cerca de uma semana.

O próximo passo é separar a penicilina do resto do mofo. Você precisará usar 500 mililitros de água fria e dissolver os seguintes ingredientes em ordem consecutiva: 44 gramas de lactose monohidratada, 25 gramas de amido de milho, 3 gramas de nitrato de sódio, 0,25 gramas de sulfato de magnésio, 0,5 gramas de monofosfato de potássio, 2,75 gramas de glucose monohidratada, 0,044 gramas de sulfato de zinco e 0,044 gramas de sulfato de manganês; Será útil ter uma escala capaz de medir miligramas para este experimento.

Uma vez que o conteúdo tenha dissolvido, adicione mais 400 ml de água fria ou a quantidade necessária de água para obter um litro inteiro da solução. Em seguida, mergulhe o papel tornassol na solução para garantir que esteja no pH correto; adicione quantas gotas de ácido clorídrico forem necessárias para colocá-lo na faixa de 5,5 a 6.

Em seguida, adicione o mofo a esta solução e sele-a. Sete dias depois, você deve ver a penicilina separada flutuando no topo; coe isso com filtro de papel e guarde-a em um recipiente seco até que seja necessário.

Certifique-se de que tudo o que você usar seja estéril e tenha em mente que esse conselho é para emergências apenas em situações de sobrevivência.

Antibióticos naturais são uma aposta mais segura

Para estar no lado seguro, você pode querer considerar estocar alternativas naturais aos antibióticos. Quando a ajuda médica não está disponível, você pode tentar soluções como o óleo de orégano, um antibiótico natural que funciona bem para problemas bacterianos, fúngicos e parasitários. É particularmente valioso no combate às infecções respiratórias superiores.

O alho é outra boa escolha; o composto de alicina que ele contém é um antibiótico de amplo espectro com propriedades antimicrobianas. Para infecções de pele e queimaduras, o mel de Manuka é uma ótima opção para aplicar topicamente.

É melhor considerar antibióticos naturais antes de assumir o risco com a penicilina caseira.

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado com Arlete Vieira, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

O Grande Segredo dos Órfãos e as Vacinas – Voce ainda tem coragem de vacinar seus filhos??

Relacionado

Templos Devem Pagar Impostos Sim!

Relacionado

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.