Iníco / Religiao Pura / Técnico do Corinthians, Tite questiona jogadores cristãos: “Se eles são atletas de Cristo, eu sou o quê?”

Técnico do Corinthians, Tite questiona jogadores cristãos: “Se eles são atletas de Cristo, eu sou o quê?”

Católico romano, treinador acredita que título é ostentoso.tite

No mês passado o técnico Tite, campeão brasileiro pelo Corinthians, deu uma entrevista ao Globo Esporte em que teceu um comentário sobre o grupo “Atletas de Cristo” que passou despercebido.

A entrevista busca apresentar o lado pessoal de Tite, desconhecido da maioria, ao abordar temas da vida particular do treinador que são pouco pertinentes à sua carreira no Futebol.

O passado de valentão, a vida familiar, gostos musicais e culinários, interesse por política e fé religiosa.

Mosaico Tite Corinthians (Foto: infoesporte)

Tite é católico praticante, assim com sua mãe, e foi quando o assunto surgiu que ele expressou sua opinião sobre o conhecido ministério evangélico “Atletas de Cristo”, que existe desde à época em que era jogador (comemoraram trinta anos este ano).

Ao ser perguntado sobre como lida com as outras religiões, o treinador foi enfático, como de costume:

“É o mesmo Deus. A maior religião é fazer o bem. Não que você vá acertar tudo, mas ter a ideia de fazer o bem. O Julio Cesar (ex-zagueiro, com quem jogou no Guarani) era evangélico, e nos dávamos extraordinariamente bem. Quando eu era atleta, havia os Atletas de Cristo. Se eles são Atletas de Cristo, eu sou o quê? Sou de quem? Só não gosto dessa denominação ostentosa. Todos nós somos atletas de Cristo.”

 

Comentário: O Dicionário Webster’s define um cristão como “uma pessoa que professa a crença no Senhor Jesus Cristo ou na religião baseada nos ensinamentos de Jesus.” Enquanto este é um bom ponto de partida para entender o que é um cristão, como em muitas definições seculares, entretanto, ela falha em comunicar a verdade bíblica do sigificado de ser cristão.

O que a Bíblia diz sobre o verdadeiro cristão?

A palavra cristão é usada três vezes no Novo Testamento (Atos 11:26; Atos 26:28; 1 Pedro 4:16). Os seguidores de Jesus Cristo foram chamados “cristãos” pela primeira vez em Antioquia (Atos 11:26) porque seu comportamento, atividade e fala eram como Cristo. A expressão foi inicialmente usada pelas pessoas não salvas de Antioquia como um apelido desrespeitoso para debochar dos cristãos. Significa literalmente: “pertencente ao partido de Cristo” ou um “aderente ou seguidor de Cristo”, o que é bem similar à forma como o Dicionário Webster’s a define.

Infelizmente, com o tempo a palavra “cristão” perdeu uma grande parte de seu significado e é geralmente utilizada para descrever alguém que é religioso ou tem altos valores morais ao invés de ser um verdadeiro seguidor renascido do Senhor Jesus Cristo. Muitas pessoas que não acreditam exclusivamente no Senhor Jesus Cristo se consideram cristãs simplesmente porque vão à igreja ou vivem em uma nação “Cristã”. Mas ir à igreja, servir aos menos afortunados que você, ou ser uma boa pessoa não fazem de você um cristão. Como disse um evangelista certa vez: “Ir à igreja não faz de você um cristão, como ir a uma oficina também não faz de você um carro.” Ser um membro de igreja, frequentar os cultos regularmente e trabalhar para a igreja não pode fazer de você um cristão.

A Bíblia nos ensina que as boas obras que fazemos não são capazes de nos tornar aceitáveis para o Senhr Deus. Tito 3:5 nos diz que “não por obras de justiçaeo5235foqbonmqghjrkgjnqk2 praticadas por nós, mas segundo Sua misericórdia, Ele nos salvou mediante o lavar regenerador e renovador do Seu Santo Espírito.” Então, um cristão é alguém que foi renascido pelo Eterno Deus (João 3:3; João 3:7; 1 Pedro 1:23) e colocou a sua fé e confiança exclusivas no Senhor Jesus Cristo. Efésios 2:8 nos diz que “pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus.” Um verdadeiro cristão é alguém que se arrependeu do seu pecado, colocou sua fé e confiança somente no Senhor Jesus Cristo e anda como Ele andou, ou seja, observa os Mandamentos do Eterno Deus. A sua confiança não é em seguir uma Religião ou um conjunto de códigos morais baseado em Tradições de homens, ou uma lista de faças e não-faças.

Um verdadeiro cristão é alguém que colocou a sua fé e confiança na pessoa única do Senhor Jesus Cristo e tite1no fato de que Ele morreu na cruz como pagamento por nossos pecados e ao terceiro dia ressuscitou dos mortos para obter vitória sobre a morte e dar vida eterna a todos os que Nele creem. João 1:12 nos diz: “Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que creem no seu nome.” Um verdadeiro cristão é de fato um filho do Eterno Deus, uma parte da verdadeira família de Deus, e alguém que recebeu vida nova em Cristo. A marca de um verdadeiro cristão é o amor pelos outros e obediência à palavra de Deus (1 João 2:4; 1 João 2:10).

12Aqui está a perseverança dos santos, daqueles que obedecem aos Mandamentos de Deus e permanecem fiéis a Jesus. Apocalipse 14

Compartilhar isso:

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado com Arlete Vieira, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

PAPA FRANCISCO ATACA A ORAÇÃO DO PAI NOSSO!

Relacionado

A Parábola Judaica da Verdade e da Mentira

Certa vez, a Mentira e a Verdade se encontraram. A Mentira, dirigindo-se à Verdade, disse-lhe: …

Deixe uma resposta