Iníco / Terra Plana / TERRA PLANA: Sociedade Criacionista Brasileira aprendeu a mentir com os “teólogos” adventistas — 2ª Prova!

TERRA PLANA: Sociedade Criacionista Brasileira aprendeu a mentir com os “teólogos” adventistas — 2ª Prova!

Conforme estamos demonstrando nesta série de postagens, a Sociedade Criacionista do Brasil, ou seu porta-voz, mente, quando afirma que não há fundamentação bíblica para a doutrina da Terra plana, coberta por um domo ou cúpula, acima da qual está a casa, trono e templo de Deus.

Através de Nota de Esclarecimento sobre a Terra Plana, a SCB afirmou recentemente:

Os próprios textos bíblicos já deixavam transparecer o fato de que nosso planeta tem o formato esférico. …Por essas razões, a SCB repudia com veemência qualquer envolvimento que lhe imputem como defensora de teses espúrias sem qualquer apoio em textos bíblicos e muito menos em evidências verdadeiramente científicas.” (Grifos acrescentados.)

Contudo, quem pesquisa o posicionamento de escritores e teólogos adventistas do sétimo dia acerca da cosmologia bíblica em publicações oficiais, desde o final do século XIX, encontra uma multiplicidade de opiniões que vão desde a negativa irada de adventistas liberais que não aceitam a total literalidade do relato de Gênesis 1 até a admissão franca por parte de adventistas mais imparciais, os quais admitem base bíblica para a doutrina da Terra plana, mas confirmam haver divergência internas sobre o tema, dentro da própria denominação religiosa à qual a SCB está umbilicalmente ligada há décadas.

Basta digitar, por exemplo, “flat Earth” nos sites de busca em arquivos de publicações adventistas do sétimo dia para encontrar exemplos dessas situações. Inicialmente, alguns desses articulistas simplesmente assumiram a esfericidade da Terra, como se isso fosse uma verdade bíblica e negaram veementemente a Cosmologia Hebraica. Referências à descoberta da América por Cristóvão Colombo repetem-se múltiplas vezes em vários periódicos denominacionais, como se fosse um marco do fim da crença na doutrina “católica” da Terra plana.

“Uma ilustração ajudará a deixar o assunto claro. Quando Colombo procurou homens e meios com os quais demonstrou sua crença em uma terra redonda, ele foi fortemente oposto por vários membros do clero daqueles dias com o argumento de que a Bíblia confirmava claramente a visão geralmente adotada de uma terra plana. Quando os fatos surgiram, o clero [católico] descobriu que não era a Bíblia a culpada, mas a interpretação muito literal do homem da Bíblia e a ignorância da linguagem poética.

“Com certeza, a situação é mais complicada hoje, para os cientistas, infelizmente, eles não se limitam, como Colombo, ao que parece ser o seu campo legítimo, mas eles, em muitos casos, fizeram um ataque frontal a toda a fé cristã, argumentando em geral que as coisas que não são suscetíveis de demonstração laboratorial não devem ser cridas por pessoas de bom senso, e que o livro da natureza é o único livro que dá um conhecimento confiável de Deus, seja no domínio físico ou espiritual.” —
Signs of the Times, 8 de Agosto de 1911, pág.13.

“Fundamentalistas” da Terra plana X Evolução

Em outra dessas publicações, talvez a mais impactante delas, em artigo que faz parte da série “Evolution Debate Stirs America” (O Debate da Evolução Agita a América), da autoria de Maynard Shipley. publicado no The Canadian Watchman, edição de outubro de 1925, págs. 11-19 e 30, a cosmologia tripartite da terra plana é mencionada como bíblica, mas o texto rotula os crentes na doutrina bíblica da Terra plana como “fundamentalistas” e apresenta em seguida dezenas de razões pelas quais para o articulista a teoria da Evolução deveria ser aceita e ensinada por especialistas nas escolas norte-americanas.

Ainda que faça parte de uma série de artigos favoráveis e contrários ao ensino da Evolução nas escolas públicas norte-americanas, o texto surpreende por ter sido divulgado em uma revista oficial adventista:

“Colombo queria fazer uma viagem ao redor do mundo. Ele disse que a terra é um esferóide. A Bíblia diz que é plana e os quatro anjos podem permanecer em seus quatro cantos. Colombo foi jogado em uma masmorra por tentar descobrir a América. Os fundamentalistas de seu tempo queriam a questão da esfericidade da Terra fosse deixada ao voto do povo, a grande democracia, a multidão; e a multidão colocou-o na prisão, em uma masmorra, e a multidão sempre colocou seus educadores no calabouço, na cruz.

“Os fundamentalistas dizem que não querem nada ensinado que seja contrário à sua religião e dizem que a teoria da evolução contradiz o livro de Gênesis. Pergunto-me a qual capítulo eles se referem, o primeiro ou o segundo? No primeiro capítulo, até o terceiro verso do segundo, temos uma teoria da evolução; e no segundo capítulo, começando pelo quarto verso, não temos nenhuma evolução. Agora, qual deles contém a religião que a evolução contradiz?

“De que forma estamos ferindo seus sentimentos quando dizemos que, em primeiro lugar, a Terra está sem vida e então dizemos que a vida apareceu? Não dizemos se ela apareceu pela vontade de Deus, ou não. Agora, eles [os fundamentalistas] realçam as contradições dos evolucionistas; dizem que os evolucionistas não concordam um com o outro. Esse argumento parece bom. Mas, quando há 206 tipos de cristianismo e os cristãos não podem concordar entre si, vamos questionar o cristianismo?…”

Mentiras com sabor “Bullón”

No Brasil, o evangelista e escritor Alejandro Bullón chegou a atribuir a descoberta da esfericidade da Terra ao navegador espanhol, afirmando que a Ciência dizia então que a Terra era plana, enquanto a Bíblia, segundo ele e a Sociedade Criacionista Brasileira já havia antecipado a “redondeza” da Terra:

“A ciência prova que este livro é a Palavra de Deus. Como? Preste atenção: durante anos a ciência acreditou que a Terra era plana. Antes de Cristóvão Colombo descobrir que a Terra era redonda, a ciência dizia que a Terra era plana, e que os barcos no mar desapareciam porque chegavam ao fim da Terra e caíam num precipício. Acredito que alguns de vocês estudaram isso. A ciência dizia: a Terra é plana, mas a Bíblia já estava escrita naquela época. E sabe o que a Bíblia diz em Isaías? ‘Ele é o que está assentado sobre a redondeza da terra, cujos moradores são como gafanhotos; é ele quem estende os céus como cortina, e os desenrola como tenda para neles habitar…’ (Isaías 40:22)

“A Bíblia diz que a Terra era redonda e a ciência afirmava que não. Mas em 12 de outubro de 1492, Cristóvão Colombo chegou à América e provou para o mundo que a Terra era redonda. A Bíblia tinha razão.” — Fonte: http://www.sermoes.com.br/tsermoes119.htm e http://www.sermoes.com.br/tsermoes179.htm.

Por fim, mais recentemente teólogos adventistas melhor informados e preparados, além de mais honestos, admitiram a possibilidade de que a Bíblia, desde o Gênesis ao Apocalipse, defende o formato da Terra plana, embora oficialmente essa doutrina não tenha sido recebida pela igreja e nossos teólogos busquem múltiplas razões para e meios para não literalizar esse aspecto do relato bíblico.

As publicações oficiais sequer costumam mencionar que um dos principais terraplanistas do século XIX nos Estados Unidos era membro ativo da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Alexander Gleason, engenheiro civil, cartógrafo e maquinista, produziu mapa da Terra plana e extensa obra demonstrando a ligação da crença na doutrina bíblica da Terra Plana com a fé adventista. Seu mapa e seu livro (em inglês) podem ser encontrados para venda até hoje em sites como o Amazon.com.

CONTMINUAREMOS E APRESENTAREMOS MAIS PROVAS!

Ver também:

Signs of the Times, junho de 1975, págs. 23 a 26

Signs of the Times, julho de 1975, págs. 22 a 25.

https://dialogue.adventist.org/pt/2236/a-cosmologia-unica-de-genesis-1

Compartilhar isso:

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado com Arlete Vieira, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

POR QUE COMPRAMOS A BRIGA DA TERRA PLANA!?

Relacionado

Resposta aos crentes que ainda creem na terra molhada giratória

Relacionado

Deixe uma resposta