Iníco / Ecumenismo / WikiLeaks: Estados Unidos querem se aliar ao Vaticano

WikiLeaks: Estados Unidos querem se aliar ao Vaticano

vaticanoeeuuComo profetizado em Apocalipse 13…Roma Papal (Besta que emergiu do mar) segue trabalhando para expandir o seu reinado e com a ajuda fundamental da Besta que emergiu da Terra (EUA) chegará novamente ao ápice do poder na Terra.

E eu pus-me sobre a areia do mar, e vi subir do mar uma besta que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre os seus chifres dez diademas, e sobre as suas cabeças um nome de blasfêmia. E a besta que vi era semelhante ao leopardo, e os seus pés como os de urso, e a sua boca como a de leão; e o dragão deu-lhe o seu poder, e o seu trono, e grande poderio. E vi uma das suas cabeças como ferida de morte, e a sua chaga mortal foi curada; e toda a terra se maravilhou após a besta.

E adoraram o dragão que deu à besta o seu poder; e adoraram a besta, dizendo: Quem é semelhante à besta? Quem poderá batalhar contra ela? Apocalipse 13:1-4

E vi subir da terra outra besta, e tinha dois chifres semelhantes aos de um cordeiro; e falava como o dragão. E exerce todo o poder da primeira besta na sua presença, e faz que a terra e os que nela habitam adorem a primeira besta, cuja chaga mortal fora curada. E faz grandes sinais, de maneira que até fogo faz descer do céu à terra, à vista dos homens. E engana os que habitam na terra com sinais que lhe foi permitido que fizesse em presença da besta, dizendo aos que habitam na terra que fizessem uma imagem à besta que recebera a ferida da espada e vivia. E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta, para que também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta. Apocalipse 13:11-15

Aqueles que não conhecem a escatologia da igreja Papal, possivelmente não compreendem a razão pela qual a igreja romana atue tão fortemente na política e na espiritualidade do mundo. A crença escatológica da Igreja Católica está baseada em Agostinho. Ele ensinava que a pedra da estátua de Nabucodonosor (Daniel 2) representa, não a segunda vinda de Cristo, mas a sua primeira vinda a fim de estabelecer o reinado da igreja de Cristo na Terra [neste caso, a Igreja Católica], prevalecendo sobre todos os reinos existentes. Isso não significa que não devem existir presidentes, governadores e etc… mas que TUDO e TODOS estejam subordinados à direção da igreja Papal.

Conclusão

A primeira Besta (Roma Papal) pode ser feia, mas é poderosa e tem o apoio da segunda Besta (EUA), que induz a todos os habitantes da Terra a adorá-la. Os fiéis, porém, perseveram na sua confiança no Eterno Deus, e serão vencedores eternos com Cristo!

Com a decadência moral nos Estados Unidos, é bem possível que se tente excitar um despertamento Religioso pela força de lei. A grande diferença é que no passado foi o Catolicismo quem empregou esse método; agora será o Protestantismo.
_______

03/03/2016 –

Hillary Clinton orientou embaixadores e diplomatas a se manterem informados quanto a governo pontifício.

eua-hillary-clinton-20110428-original

Hillary Clinton quer que embaixoderes e diplomatas acompanhem com atenção as novidades do Vaticano (Saul Loeb/AFP/VEJA)

Os Estados Unidos têm interesse em ser um aliado do Vaticano, de acordo com documentos revelados pelo site WikiLeaks e antecipados nesta quinta-feira pela revista italiana L’Espresso. Segundo os documentos, a secretária de Estado americana Hillary Clinton teria orientado os embaixadores e diplomatas do país a criarem uma página na Internet para acompanhar as novidades do governo pontifício. “O Vaticano pode ser uma potência aliada ou um inimigo ocasional. Devemos fazê-lo ver que a nossa política pode ajudá-lo a avançar em muitos princípios”, orientou o Departamento de Estado.

Os relatórios, que serão publicados na sexta-feira pela revista, informam que os Estados Unidos consideram o Vaticano um modelo a ser estudado com atenção. “Trata-se de uma armada impressionante: 400 mil sacerdotes, 750 madres, cinco mil monges e frades, relações diplomáticas com 177 países, três milhões de escolas, cinco mil hospitais, braço operativo da Caritas com 165 mil voluntários e dependentes que prestam assistência a 24 milhões de pessoas”, afirmam os documentos.

O Departamento de Estado americano ainda apontou que a relação do país com o governo pontifício deve ser construída com cuidado.”Tudo depende da relação que possamos construir: devemos trabalhar juntos quando as nossas posições são complementares, assegurando que a nossa linha seja compreendida quando são divergentes”, dizem os textos.

FONTES: http://www.ocorreiodedeus.com.br / Veja

RELACIONADOS:

Acesse: A Profecia das Nações

Acesse: Vi emergir do Mar uma Besta …E deu-lhe o Dragão o seu poder, o seu trono e grande autoridade

Acesse: A segunda Besta …e faz que a Terra e os que nela habitam adorem a primeira Besta, cuja chaga mortal fora curada

Acesse: A Grande Batalha do Armagedom

Acesse: O Anticristo vem do Islamismo?

 

CONTEXTUALIZAÇÃO

por Júlio César Prado

11063725_523234481162382_2412236438181065489_n

A “cidade santa”, que seria pisada durante quarenta e dois meses, ou, em outras palavras, a mulher pura que seria perseguida por 1260 dias, representa a igreja verdadeira, assim como, por outro lado, a “grande cidade” ímpia, ou a “grande prostituta”, simboliza a igreja-mãe apostatada, aquela igreja que se diz sucessora direta dos apóstolos, mas que nenhuma semelhança tem com a igreja apostólica, uma vez que perdeu os princípios de doutrina e prática mantidos nos tempos apostólicos.

A igreja verdadeira tem, pois, por símbolo, Jerusalém, a cidade santa; a falsa igreja, que substituiu, em grande parte, o cristianismo original pelo paganismo, tem por símbolo a grande Babilônia, a grande cidade ímpia. Os “quarenta e dois meses” de perseguição, são os mesmos “mil duzentos e sessenta dias” e também os mesmos “tempo, e tempos e metade de um tempo” (Ver Daniel 7:25; 12:7; Apocalipse 11:2, 3; 12:6, 14; 13:5). Visto como em profecia bíblica um dia equivale a um ano (Ezequiel 4:6), esses 1260 dias são 1260 anos.

Referem-se ao tempo de supremacia absoluta da “grande Babilônia”. Começam em 538 da era cristã, quando o papa Virgílio foi revestido de poder secular, e terminam em 1798, quando o papa Pio VI foi exilado por ordem de Napoleão Bonaparte. Durante esse período, os verdadeiros seguidores de Cristo sofreram terrível perseguição. Foram acossados injustamente como hereges. Milhões morreram queimados, enforcados, decapitados, despedaçados pelas feras, etc. Desse tempo de opressão disse Jesus: “Jerusalém será pisada pelos gentios, até que os tempos dos gentios se completem” (Lucas 21:24).

João viu que a meretriz estava embriagada, mas não com bebida alcoólica, e sim com o sangue dos santos do Altíssimo (Apocalipse 17:6). Não eram somente suas mãos que estavam manchadas de sangue, mas ela embriagou-se com o sangue dos mártires. “Passados os primeiros triunfos da Reforma, Roma convocou novas forças, esperando ultimar sua destruição. Nesse tempo foi criada a ordem dos jesuítas – o mais cruel, sem escrúpulos e poderoso de todos os defensores do papado… Não havia para eles crime grande demais para cometer, nenhum engano demasiado vil para praticar, disfarce algum por demais difícil para assumir… era seu objetivo conseguir riqueza e poder para se dedicarem à subversão do protestantismo e restabelecimento da supremacia papal… Era princípio fundamental da ordem (jesuíta) que os fins justificam os meios. Por este código, a mentira, o roubo, o perjúrio, o assassínio, não somente eram perdoáveis, mas recomendáveis, quando serviam aos interesses da igreja” (O Grande Conflito, págs. 234-235).

Lord Acton, um católico, chamou a Inquisição de “homicídio” e declarou que os papas “foram não somente homicidas em grande estilo, mas eles fizeram do homicídio a base legal da igreja cristã e uma condição de salvação” (Dave Hunt, A Woman Rides the Beast, pág. 244). As estatísticas mais conservadoras revelam que mais de cinquenta milhões de homens, mulheres e crianças foram mortos pelos exércitos papais. A Inquisição Romana, Medieval e Espanhola, a história dos Valdenses, dos Albigenses, e dos bravos Huguenotes são somente alguns exemplos (Leo Schreven, Now That’s Clear, pág. 31). O número de cristãos mortos pela Inquisição papal excede em muitos milhares o número de cristãos e judeus mortos pelo Império Romano pagão.

“A Igreja de Roma apresenta hoje ao mundo uma fronte serena, cobrindo de justificações o registro de suas horríveis crueldades. Vestiu-se com roupagens de aspecto cristão; não mudou, porém. Todos os princípios formulados pelo papado em épocas passadas, existem ainda hoje… O papado que os protestantes hoje se acham tão prontos para honrar é o mesmo que governou o mundo nos dias da Reforma… Possui o mesmo orgulho e arrogante presunção que dele fizeram senhor sobre reis e príncipes, e reclamaram as prerrogativas de Deus. Seu espírito não é menos cruel e despótico hoje do que quando arruinou a liberdade humana e matou os santos do Altíssimo” (O Grande Conflito, pág. 571).

“E, convém lembrar, Roma jacta-se de que nunca muda” (O Grande Conflito, pág. 581). A história vai se repetir! O real sentido da frase: “embriagada com o sangue dos santos e do sangue das testemunhas de Jesus” (Apocalipse 17:6), ainda será visto na experiência do fiel remanescente de Deus no período da angústia qual nunca houve. Os jesuítas hoje são tão fortes como durante a Idade Média e para eles o que importa é restaurar a supremacia papal (Foto: Divulgação).

Assista: A mulher vestida de púrpura e escarlata: O maior segredo do Vaticano é revelado

RELACIONADOS:

Acesse: A Profecia das Nações

Acesse: Vi emergir do Mar uma Besta …E deu-lhe o Dragão o seu poder, o seu trono e grande autoridade

Acesse: A segunda Besta …e faz que a Terra e os que nela habitam adorem a primeira Besta, cuja chaga mortal fora curada

Acesse: A Grande Batalha do Armagedom

Acesse: O Anticristo vem do Islamismo?

11048733_539723359513494_3295091820374185612_n

“E a mulher estava vestida de púrpura e de escarlata, e adornada com ouro, e pedras preciosas e pérolas; e tinha na sua mão um cálice de ouro cheio das abominações e da imundícia da sua prostituição” (Apocalipse 17:4). Roy A. Anderson escreveu: “Por ocasião do jubileu do Papa Leão XII foi cunhada uma medalha, trazendo de um lado a efígie do papa e do outro um símbolo da Igreja Católica Romana. Nesta medalha vemos uma mulher sustentando em sua mão esquerda uma cruz, e na direita um cálice, com esta legenda em torno: Sedet super universum (o mundo todo é sua sede). Este positivo cumprimento da profecia é apenas um dos muitos que poderiam ser mencionados. A apostasia e o anticristo que o apóstolo predisse haveriam de surgir, e se assentariam no templo de Deus, querendo parecer Deus (II Tess. 2:3, 4), não é alguma coisa para o futuro, está no mundo hoje” (O Apocalipse Revelado, pág. 194).

Ranko Stefanovic declara que: “A cor escarlata reforça a ‘terrífica aparência da besta’. Essa cor associa a besta de Apocalipse 17 com o dragão vermelho de Apocalipse 12:3, refletindo a íntima relação entre este poder político do tempo do fim e Satanás. Escarlata, ou vermelho, é a cor de sangue e opressão (cf. II Reis 3:22-23)… A cor escarlata da besta está ligada diretamente à prostituta ‘embriagada do sangue dos santos e do sangue das testemunhas de Jesus’ (Apoc. 17:6). A cor é bem apropriada para o caráter opressivo da besta em relação ao povo de Deus” (Ranko Stefanovic, Revelation of Jesus Christ, pág. 507). A cor escarlata é a cor da mulher e da besta que a carrega; essa é literalmente a cor do clérigo católico. Dave Hunt afirma: “Estas eram as cores de Roma no tempo dos césares, com as quais os soldados zombeteiramente vestiram Cristo como ‘Rei’ (ver Mateus 27:28 e João 19:2, 5), cores estas que o Vaticano tomou para si mesmo. As cores da mulher são literalmente ainda as cores do clérigo católico!” (A Woman Rides the Beast, pág. 74).

A Enciclopédia Católica menciona que os bispos usam uma capa longa de lã púrpura; os cardeais usam uma capa de sede escarlata, e o papa uma capa de veludo vermelho (A Woman Rides the Beast, pág. 74). O cálice de ouro é belo, mas está cheio de falsas doutrinas e enganos, e representa o irresistível fascínio das falsidades que a mulher apresenta ao mundo. Sua habilidade para seduzir e sua impureza moral são representadas pelas vestes de púrpura e de escarlata que ela está usando. A mulher adotou as cores da realeza, mas na realidade é uma meretriz. Que contraste com a noiva do Cordeiro vestida “de linho fino, puro e resplandecente” (Apoc. 19:8). “O cálice de ouro em sua mão novamente identifica a mulher com a Igreja Católica Romana. A edição de Broderick da Enciclopédia Católica fala do cálice: ‘(Este é) o mais importante dos vasos sagrados… pode ser de ouro ou prata, e se for de prata, então o interior precisa ser de ouro’. A Igreja Católica Romana possui muitos milhares de cálices de ouro maciço que são guardados em suas igrejas ao redor do mundo. Mesmo a cruz manchada de sangue de Cristo foi transformada em ouro e salpicada de jóias que refletem a grande riqueza de Roma” (A Woman Rides the Beast, pág. 74). A cruz pendurada no peito dos abades, dos bispos, dos arcebispos, dos cardeais e do papa, são feitas de ouro e decoradas com joias (Foto: Divulgação).

RELACIONADOS:

Acesse: A Profecia das Nações

Acesse: Vi emergir do Mar uma Besta …E deu-lhe o Dragão o seu poder, o seu trono e grande autoridade

Acesse: A segunda Besta …e faz que a Terra e os que nela habitam adorem a primeira Besta, cuja chaga mortal fora curada

Acesse: A Grande Batalha do Armagedom

Acesse: O Anticristo vem do Islamismo?

Compartilhar isso:

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado com Arlete Vieira, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

O Mágico, James Randi, Desmascara Pastores Farsantes

Relacionado

SUPERFATURAMENTO GOSPEL COM DINHEIRO PÚBLICO

Relacionado

Deixe uma resposta