Iníco / 2013 / junho

Arquivos Mensais: junho 2013

Os crentes aprendem de DEUS, e você??

O apóstolo Paulo foi versado por Gamaliel [Atos 22.3], porquanto, Paulo tinha muito conhecimento, estudo; entretanto, jamais se apresentou às pessoas com este conhecimento, com sabedoria recebida de homens, mas, sempre se expressou pelo ensino do ESPÍRITO SANTO, sempre enfatizou que as coisas de DEUS são pelo ESPÍRITO de DEUS e não de homens, como afirma em 1Coríntios 2:

Mas DEUS no-las revelou pelo Seu ESPÍRITO; porque o ESPÍRITO penetra todas as coisas, ainda as profundezas de DEUS.
Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de DEUS, senão o ESPÍRITO de DEUS.
Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o ESPÍRITO que provém de DEUS, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por DEUS.

Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de DEUS, senão o ESPÍRITO de DEUS.
Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o ESPÍRITO que provém de DEUS, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por DEUS”.

E continuando, Paulo nos mostra a essência do ensinamento de DEUS e não de homens, seja eles quem forem: Leia Mais… »

Compartilhar isso:

As ‘igrejas regulares’ incitam o medo, após, a culpa, e inflamam a ganância!

Em primeiro, é necessário articularmos o que sejam as ‘igrejas regulares’, mesmo por que, milhões de pessoas são enganadas a acreditar que qualquer lugarzinho é uma ‘igreja’, ou seja, alugam ou constroem  galpões e os disfarçam com paupérrimos singulares religiosos e os chamam de ‘igrejas’ ou com lugares apelidados de ‘igrejas’, pois bem, são eles, criados, fundados e oriundos de homens, com turbantes ou vestimentas, ou saiotes pretos, ou ternos:

1. Igrejas evangélicas;
2. Igrejas católicas;
3. Comunidades evangélicas;
4. Instituições religiosas com nome de ‘igrejas’;
5. Igrejas físicas ou regulares;
6. Tudo o que tenha apelido religioso;
7. Sistema religioso.

Prosseguindo.
É indispensável que façamos algumas considerações para generalizar a veracidade da Palavra de DEUS [contida na Bíblia] e as confrontarmos com as crendices, fábulas e filosofias dos lugares apelidados de ‘igrejas’; porquanto: Leia Mais… »

Compartilhar isso:

Entregar dinheiro (de qualquer forma) em ‘igrejas’ e esperar bênçãos de DEUS é tolice

Milhares têm seguido os ensinamentos das ‘igrejas’, quanto às contribuições que se fazem aos cofres eclesiásticos, sejam em forma de dízimos, ofertas, voluntárias, alçadas ou obrigatórias, sejam por medo ou por ignorância;

Os ensinamentos vorazes baseando-se nas coisas passadas que não se firmam pelas futuras, os quais não servem de exemplo e sombra das coisas celestiais, mas, são os ensinamentos do devorador cabresto dizimista.

“Igrejas” não são obra de DEUS, são:
1 Lugares apelidados de ‘igrejas’, igrejas regulares, igrejas físicas, igreja instituição;
2 Instituições religiosas com placas de ‘igrejas’; Denominações;
3 Igrejas e comunidades, congregações evangélicas, católica;
4 Sistema religioso que implica aos templos o nome de ‘igrejas’.

Entretanto, não há respaldo bíblico e muito menos ensino de nosso SENHOR e SALVADOR JESUS CRISTO de que se deva assim proceder, ou seja, CRISTO não ordenou a ninguém que contribua para lugares apelidados de ‘igrejas’ e muito menos ordenou que se construíssem prédios e lhes dessem o nome de ‘igrejas’… Leia Mais… »

Compartilhar isso:

O ponto de vista dos judeus cristãos sobre os Adventistas

A análise sobre a Igreja Adventistas está absolutamente certa: Quem crê na Trindade está vinculado à Roma.
A caracterização da Jesabel adventista tem sentido, mas a sua identificação de um profeta falso é muito vaga e não se prende a textos bíblicos. (conhece pouco sobre Ellen White)
Estão errados ao considerar
a nação do Israel moderno como o povo de Deus. (Eles mesmos, ou outro qualquer que aceite a Jesus e obedeça os Mandamentos, podem se considerar parte do Povo de Deus)
Estão errados em não admitir o banimento das Leis Cerimoniais. (misturam os Evangelhos com Judaismo)
Para ser cristão não é preciso saber o hebráico e toda a termologia usada pelos judeus.
Estão errados quanto a vigência do dízimo.
Não admitir a separação entre a Lei Moral e as Leis Cerimoniais, torna vago e inconsistente a caracterização do que é pecado.

Não obstante erros de entendimento, os judeus cristãos adoram o único Deus Verdadeiro, enquanto os Adventistas que conhecem a verdade, hoje adoram o deus falso da Trindade, inventado pela Igreja Católica.

Compartilhar isso:

Livre? Mas Cuidados Com a Libertinagem

“Pois certos indivíduos se introduziram com dissimulação, os quais, desde muito, foram antecipadamente pronunciados por esta condenação, homens ímpios, que transformam em libertinagem a graça de nosso Deus e negam o nosso único Soberano e Senhor, Jesus Cristo.”. (Judas 4)

Quando do artigo que postei sobre o legalismo e a forma que é aplicada por alguns fariseus “sem nome” no meio dos leigos, achei por bom postar também um artigo que faz a contrapartida extrema do legalismo, que é a libertinagem. É óbvio que toda liberdade exacerbada e irresponsável é danosa e uma vereda direta para o abismo, sem qualquer sombra de dúvidas. Temos a sã consciência, não somente como leitores bíblicos, mas como cidadãos do mundo, que tudo exagerado é a plenitude de um erro gravíssimo. Seria redundante expor matérias e versículos da Bíblia e ao mesmo tempo fazer apologia tanto da liberdade como da libertinagem, sabendo que os conflitos determinantes entre ambos decorrem mais da incapacidade de aceitação. Uns aceitam o Cristo simples como o foi e é já outros constroem um Cristo burocrático, cheio de dedos e de complicações.  O que se espera é que haja a pureza no coração e a consciência plena de um povo que espera no Senhor Jesus Cristo. Contudo, a tribo farisaica vai continuar a todo vapor, despejando seu querer na “guela abaixo” dos incautos e dos falsos bereanos, inclusive fazendo barganhas com irmãos da IASD para adquirir quantidade e não qualidade; porque o verdadeiro povo de Beréia, sabe o que quer, já que lê, examina, reflete, discute e discerne com equidade. Leia Mais… »

Compartilhar isso:

Papa Francisco apoia encerramento do comércio ao domingo

“O presidente da Confederação Argentina das Médias Empresas (CAME), Osvaldo Cornide, saudou o Papa Francisco ontem, após a audiência geral, e entregou um documento com detalhes da campanha que promove para obter o encerramento do comércio aos domingos.
“É um assunto sobre o qual já havia trabalhado com Bergoglio, quando era arcebispo de Buenos Aires, que, naturalmente, o apoia, porque o empregado do comércio que trabalha ao domingo, que é o dia que o Senhor, não tem oportunidade de se reunir com a sua família“, disse Cornide ao La Nación após o seu encontro com Francisco no Vaticano.
“Quando eu cumprimentei o Papa, disse-lhe que nas províncias de Chaco e Pampas, as legislaturas estão a tratar do assunto, e ele disse-me: “que bom!”, porque apoia claramente o nosso projeto. Espero que a divulgação deste encontro ajude à aprovação de um projeto de lei para restabelecer o domingo como dia de descanso, reflexão e reunião dos trabalhadores com os seus laços mais próximos e queridos“, disse ele.
Cornide disse que a campanha que promove o domingo como dia de encerramento de lojas, não só tem o apoio da Igreja, mas também do setor sindical, de parlamentares de diferentes partidos e até mesmo de empresários. “Falei com o dono do supermercado Coto, que me garantiu que, se fechar tudo, ele também fecha“, disse ele. Leia Mais… »
Compartilhar isso:

O que é Igreja, Templo e Congregação?

Igreja (grego εκκλησια ekklesia e latim ecclesia: “Eclésia”). Esta palavra de origem grega foi a escolhida pelos autores da Septuaginta (a tradução grega da Bíblia Hebraica) da biblioteca de Alexandria, para traduzir o termo hebraico q(e)hal Yahveh, usado entre os judeus para designar a assembléia geral do “povo do deserto”, reunida ao apelo de Moisés.

Jesus era judeu, de cultura judaica, falava hebraico, aramaico e provavelmente conhecia o grego e o latim. Todavia, não podemos esquecer que todo o substrato do Novo Testamento está calcado em cultura judaica, traduzida para o grego (koinê), e dai para os demais idiomas.

Sendo assim, Igreja designa uma reunião de pessoas, sem estar necessariamente associada a uma edificação (templo) ou a uma doutrina específica. Era dessa forma que esse termo era usado no tempo de Jesus, bem como em todo o mundo de cultura grega. Quando alguém dizia minha igreja, isso significava originalmente, meu grupo, minha assembléia, um determinado grupo de pessoas. A associação desse termo a uma edificação (templo) ocorreu após a paganização dos cristãos no IV séc.d.c. por decreto do imperador Constantino. Leia Mais… »

Compartilhar isso:

Erros do sistema religioso, sobre os títulos, que eles traduziram para satisfazer suas vontades. (Bispos)

O enviado (apostolo) Paulo queria dizer em Timóteo 3 :1
1- ESTA é uma palavra fiel: se alguém deseja o episcopado, excelente obra deseja.

Era para  aqueles  que queriam  administrar, = (episcopado) επίσκοπος (epíscopos) isto não era título, era um desejo que alguns tinham na obra do senhor, de administrar alguma coisa.

 

Era uma excelente coisa, para aqueles que desejavam, veja a resposta de Paulo, como eles deveria se comportar, no verso 2

2- Convém, pois, que o bispo (o que administra) seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar.

O exemplo deveria começar pela casa deles, veja  versículo. 5-5  (Porque, se alguém não sabe governar (administrar) a sua própria casa, terá cuidado da igreja de Deus?). Leia Mais… »

Compartilhar isso:

Respostas ás Objeções contra a Liderança nas Igrejas nos Lares

Este artigo é pra voce que acha que deve existir cargos eclesiásticos!

Liderança Em Atos e Nas Cartas De Paulo – Parte 1 a 5

Muitas das objeções lançadas contra o estilo de liderança das igrejas nos lares existem por causa de traduções mal feitas do Novo Testamento, e por causa da tradição que perdura desde a Idade Média. A mentalidade institucional dos tradutores da Bíblia tem transmitido aos povos de língua portuguesa, neste tema liderança eclesiástica, a idéia de uma liderança oficial, hierárquica e posicional, que não se encontra no Novo Testamento original. Termos como BisposPastoresMinistros, e Presbíteros, têm sido mal interpretados e mal traduzidos, gerando e perpetuando a mentalidade clerical.

Nesta sequência de artigos, vamos analisar algumas passagens que têm sido mal interpretadas pelos que defendem a liderança hierárquica na igreja, e usadas para fazer oposição ao estilo do líder-servo, voluntário, das igrejas orgânicas (nos lares).

Atos 1.20 fala sobre ministério oficial?

“Porquanto no livro dos Salmos está escrito: Fique deserta a sua habitação, e não haja quem nela habite; e: Tome outro o seu ministério.” (Atos 1.20. ARA)

“Porque, prosseguiu Pedro, “está escrito no Livro de Salmos: ‘Fique deserto o seu lugar, e não haja ninguém que nele habite’; e ainda: ‘Que outro ocupe o seu lugar’.” (Atos 1.20. NVI)

A palavra grega original que foi traduzida na versão Almeida Revista e Atualizada (ARA) como “ministério” e na NVI como “lugar” é episskopén, que significa propriamente “supervisão”, ou “função de supervisionar”. A tradução correta desse verso é: Leia Mais… »

Compartilhar isso:

NA MIRA DA MENTIRA

Leandro Quadros “pega ar” por Rubens ter falado a verdade sobre o dízimos. Assista todas as partes!!!

https://www.youtube.com/watch?v=Pf3dEZx5mts – Parte 2
https://www.youtube.com/watch?v=nVT7qigOTSw – Parte 3
https://www.youtube.com/watch?v=5BlLKKAqeEA – Parte 4
https://www.youtube.com/watch?v=Ii8RmBCfFvA – Parte 5
https://www.youtube.com/watch?v=uLoZcHhvdMM – Parte 6
https://www.youtube.com/watch?v=ITztAUsUSro – Parte 7
https://www.youtube.com/watch?v=Qk32SUuoYzw – Parte 8

Compartilhar isso:

O SONHO DA LIBERDADE

S. João 8:31 e 32 – “Disse, pois, Jesus aos judeus que haviam ­crido nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos; e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.”(grifo nosso)

Nada cala tão fundo na alma humana como a necessidade de liberdade. Sem liberdade, o ser humano se destrói, se deprime, torna-se infeliz e errante. Jesus vendia o sonho da liberdade em amplos aspectos. Suas palavras são atualíssimas. Vivemos em sociedade democrática, falamos tanto em liberdade, mas, frequentemente, não somos livres dentro de nós mesmos.

A prisão exterior mutila o prazer humano. As prisões sempre foram um castigo que pune muito mais a emoção do que o corpo. Elas não corrigem o comportamento, não educam, não reeditam os arquivos doentios da memória que conduziram o indivíduo a praticar crimes. O sistema carcerário não transforma a personalidade de um criminoso, apenas impõe dor emocional. Os presidiários, quando dormem, sonham em ser livres: livres para andar, sair, ver o sol, contemplar flores. Alguns presidiários cavam túneis durante anos para tentar escapar. O desejo de liberdade os consome diariamente. Leia Mais… »

Compartilhar isso:

Cabelos compridos no tempo de Jesus

Não é uma questão importante ou significativa. De modo algum. Mas existe muita confusão sobre o assunto. Praticamente todas as representações de Jesus Cristo apresentam-No com cabelo comprido. Mas… Vejamos a Bíblia e os relatos históricos.
Teria mesmo Jesus cabelo comprido?
Somos muitas vezes confrontados (em livros, obras de arte, escritos, imagens várias) com expressões gráficas tentando representar a face física do Senhor Jesus Cristo. Sendo certo que este é um tema que muitas pessoas receiam em falar, devemos pôr um ponto de ordem, já que estão a denegrir o Nosso Senhor e Salvador. E isto porque todas as tentativas que existam de forma a querer representar a face do Senhor Jesus não passam disso mesmo: meras tentativas, já que ninguém sabe como Ele era fisicamente nem existem quaisquer vestígios pertencentes a Ele. Leia Mais… »

Compartilhar isso: