Orações não-respondidas durante epidemias enfraquecem a fé?

Aqueles que pensam que viram mortes em massa pela COVID não viram nada ainda em comparação com a carnificina que se aproxima pela pobreza, fome e democídio tirânico…

https://i1.wp.com/www.adventistas.com/wp-content/uploads/2021/08/Endless-Cycle-Covid-19.jpg?w=618

Pragas históricas ensinaram às pessoas das áreas afetadas muito sobre a incompetência de especialistas no reino da medicina, política, teologia, etc., mas não tenho certeza se nós estamos aprendendo muito.

(Artigo do Dr. Don Boys republicado de AllNewsPipeline.com)

 

Quando as principais pragas finalmente e misteriosamente deixaram um país devastado, o interesse por questões religiosas diminuiu porque muitos clérigos morreram e muitas orações ficaram sem resposta. É claro que os odiadores de Deus têm usado orações não respondidas como desculpa para a descrença desde o início dos tempos. JL Cloudsley-Thompson escreveu: “Está além dos limites da possibilidade para qualquer pessoa estimar a influência das doenças epidêmicas na religião e na filosofia. Nem podemos avaliar claramente sua influência no curso material da história humana. ”

O historiador grego Políbio (204-122 aC), conhecido como o historiador antigo mais confiável, relatou que toda a Grécia havia sido visitada em sua época pela ausência de filhos e um declínio geral da população, resultando no esvaziamento das cidades e no fracasso da terra para produzir seus frutos. Ele disse que os homens se recusavam a se casar ou, se casassem, recusavam-se a ter filhos. Se eles tivessem filhos, recusavam-se a criá-los. Ele disse que os homens se esforçam para ser ostentosos, avarentos e indolentes.

Parece bastante contemporâneo.

Vários historiadores acreditam que os gregos caíram nas mãos dos romanos por causa de ataques de malária, não por causa de exércitos em marcha. A malária era galopante em todo o mundo grego por volta de 400 aC. O parasita da malária matou filhos, enfraqueceu crianças inocentes, forçou a desocupação das melhores terras agrícolas e ajudou a reduzir os gregos a pessoas apáticas, preguiçosas e licenciosas. Como resultado, o poder e a glória da Grécia antiga tornaram-se uma memória zombeteira.

Alguns historiadores, em minha opinião, dão muito crédito ao mosquito pela queda da Grécia. Ele era um fator significativo, mas os homens devem sempre ser responsabilizados por suas ações. Hoje, um homem fica bêbado, mata um monte de gente e alega que não estava no controle e não deveria ser responsabilizado. Outros nos dizem que o açúcar prejudicou sua capacidade e eles perderam o controle e não deveriam ser responsabilizados pelos resultados que produziram. Sem dúvida, há alguma verdade nessas afirmações. O mesmo aconteceu na Grécia. A malária os deixou apáticos, portanto, preguiçosos, mas eles escolheram ser licenciosos.

Em nossa época, jovens iludidos, enganados, desafiadores e destrutivos se dedicam a destruir nosso modo de vida. Eles não são benfeitores inocentes, mas se dedicam a mudar nosso governo baseado na liberdade para um sistema socialista/comunista. Eles são o inimigo. Outros estão usando a ameaça COVID para realizar a mesma transformação: Nossa nação deve ser desmontada ou destruída.

Mudanças significativas estão acontecendo no País com mais mudanças pela frente, e se perdermos nossa liberdade, as razões não serão tão importantes.

Os gregos perderam lentamente seu brilho, que se pensava ser a quintessência do pensamento original. Essa degeneração é evidente em sua arte, literatura e outras áreas de criatividade. WHS Jones escreveu:

“A iniciativa deles desapareceu; eles pararam de criar e começaram a comentar. Patriotismo, com raras exceções, tornou-se um nome vazio, pois poucos tinham o espírito elevado e a energia para traduzir em ação o dever do homem para com o Estado. Vacilação, indecisão, explosões intermitentes de atividades prejudiciais seguidas de depressão covarde, crueldade egoísta e fraqueza criminosa são características da vida pública da Grécia, desde a luta com a Macedônia até a conquista final pelos exércitos de Roma.”

Soa familiar.

Fonte: https://www.naturalnews.com/2021-08-27-those-who-think-theyve-seen-mass-deaths-via-covid-havent-seen-anything-yet-compared-to-the-coming-carnage-by-poverty-famine-and-tyrannical-democide-if-americans-surrender.html

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

“Vocês me ensinaram a não beber café e agora querem me obrigar a me vacinar?”

O Capitão Graham Hood ainda é funcionário da Qantas Airways. Qantas Airways Limited é a …

Revista Adventista, por favor, cancele o decreto favorável à perseguição dos não-vacinados — Parte 1

Uma palestra imperdível de uma das maiores autoridades médicas americanas sobre a crise de saúde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.