Papa Francisco, o falso profeta, anuncia segundo dilúvio em nossos dias

Papa Francisco: “A ira de Deus trará outro dilúvio mundial se não resolvermos a crise climática”

Por Andy Roman

Falando aos membros da Comunidade Laudato Si ‘, o Papa Francisco aumentou a retórica da mudança climática ao alertar sobre outro dilúvio bíblico e a chegada da “ira de Deus”. Desta vez, segundo o Papa, vem uma inundação mundial por causa do “aumento da temperatura e do degelo das geleiras” se “continuarmos no mesmo caminho”. [1]

Essas palavras do Papa Francisco estão registradas em um livro que será publicado amanhã chamado ‘Sobre Virtudes e Vícios’. O livro é baseado em conversas entre o Papa Francisco e Marco Pozza, um capelão da prisão. A entrevista com o Papa Francisco “explora como as dúvidas e crises de fé nos levam mais fundo no mistério de Deus”. [2]

Em primeiro lugar, não haverá novo dilúvio, porque o Senhor prometeu que não aconteceria novamente quando disse: “Nem toda a carne será mais destruída pelas águas do dilúvio; nem haverá mais um dilúvio para destruir a terra. ” Gênesis 9:11.

O segundo ponto é o erro teológico na declaração do Papa. A ira de Deus não é despertada pelo clima. A ira de Deus é revelada contra o pecado.

“Pois a ira de Deus é revelada do céu contra toda impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade pela injustiça.” Romanos 1:18.

O santo desprazer de Deus recai sobre a pecaminosidade do homem. Não evitamos o julgamento eliminando CO2 (carbono), mas removendo heresias antibíblicas, anti-família e anti-Deus de nossas vidas. Não evitamos o castigo divino mudando os padrões do clima, mas mudando nossos corações corruptos e pecaminosos. A vindoura vingança contra o pecado não será uma inundação de água, mas uma chuva de fogo contra a transgressão, não nossos ecossistemas.

Terceiro, Deus notificou Noé sobre o dilúvio que se aproximava, a causa do dilúvio e a solução. Foi uma mensagem baseada na revelação divina. Foi o aviso de Deus e Seu desejo de salvar o homem. A mensagem do Papa Francisco sobre como salvar a Mãe Terra de um dilúvio que se aproxima não se originou de Deus. Esta mensagem veio das Nações Unidas, dos globalistas da Nova Ordem Mundial e dos adoradores da natureza. O Papa não parece um pregador da justiça, mas sim um pregador da paranóia. Sua mensagem não tem base teológica. É mais alinhado com os Shamans (sumos sacerdotes) das Amazonas.

O quarto ponto é que já temos uma enchente varrendo o mundo, e o Papa Francisco é parcialmente responsável pelo maior desastre da história. Uma comporta de apostasia e iniqüidade engolfou a terra. Um tsunami espiritual ímpio está varrendo tudo em seu caminho. O aborto, a eutanásia, a destruição do casamento bíblico, o fim das famílias tradicionais, o feminismo, a agenda LGBT +, está destruindo nossa sociedade. Este é o dilúvio que deve nos preocupar. Este é o verdadeiro desastre que devemos evitar:

“Já a doutrina de que os homens estão liberados da obediência às exigências de Deus enfraqueceu a força da obrigação moral e abriu as comportas da iniqüidade sobre o mundo . A ilegalidade, a dissipação e a corrupção estão varrendo sobre nós como uma maré avassaladora … A paixão pelo vício, a tirada desenfreada da vida, o terrível aumento da intemperança e da iniqüidade de toda ordem e grau, deve despertar todos os que temem a Deus, para perguntar o que pode ser feito para deter a maré do mal. ” (Grande Conflito, p. 585).

Referências:

[1] https://www.breitbart.com/environment/2021/03/01/pope-francis-warns-of-second-great-flood-from-global-warming/

[2] https://www.vaticannews.va/en/pope/news/2021-02/pope-francis-faith-doubts-book-interview-don-pozza.html

Fonte: http://adventmessenger.org/pope-francis-gods-wrath-will-bring-another-world-wide-flood-if-we-dont-solve-the-climate-crisis/

Papa Francisco adverte sobre o segundo ‘grande dilúvio’ do aquecimento global

ROMA – O Papa Francisco alertou para a possibilidade de um segundo grande dilúvio, como o da época de Noé, se a humanidade não conseguir enfrentar o aquecimento global.

“A ira de Deus é dirigida contra a injustiça, contra Satanás”, afirma o papa em um livro intitulado Of Vices and Virtues, com lançamento previsto para terça-feira. “É dirigido contra o mal, não aquele que deriva da fraqueza humana, mas o mal de inspiração satânica: a corrupção gerada por Satanás.”

“A ira de Deus visa trazer justiça, ‘limpar’”, declara o pontífice em um trecho antecipado do livro publicado pelo diário italiano Corriere della Sera Sunday.

“A Bíblia diz que o dilúvio é o resultado da ira de Deus”, continua Francisco. “É uma figura da ira de Deus, que segundo a Bíblia viu muitas coisas ruins e decide obliterar a humanidade.”

“O dilúvio bíblico, de acordo com os especialistas, é um conto mítico”, afirma o papa, acrescentando entre parênteses sua esperança de que ninguém escreva que “o papa diz que a Bíblia é um mito”.

“Mas o mito é uma forma de conhecimento”, diz ele. “O dilúvio é um conto histórico, dizem os arqueólogos, porque encontraram vestígios de um dilúvio em suas escavações.”

“Uma grande enchente, talvez devido ao aumento da temperatura e ao derretimento das geleiras, é o que vai acontecer agora se continuarmos no mesmo caminho”, avisa o papa.

“Deus desencadeou sua ira, mas ele viu um justo, levou-o e salvou-o”, diz ele. “A história de Noé demonstra que a ira de Deus também é salvífica.”

O novo livro do papa narra conversas entre o pontífice e o padre Marco Pozza, capelão da prisão de Pádua, no norte da Itália.

Francisco fez do cuidado com o meio ambiente e da oposição às mudanças climáticas uma marca registrada de seu pontificado de quase oito anos, questionando os líderes mundiais que mostraram muito pouca determinação em sua batalha contra o aquecimento global.

Ele  disse no ano passado que é “evidente” que a mudança climática é a responsável por uma série de males sociais da humanidade, bem como por perturbar o equilíbrio da natureza.

“É evidente que a mudança climática não apenas perturba o equilíbrio da natureza, mas causa pobreza e fome, afeta os mais vulneráveis ​​e às vezes os força a deixar suas terras”, disse o papa a um grupo reunido no Vaticano.

A audiência do papa consistiu em participantes de uma reunião de membros da comunidade Laudato Sì , batizada em homenagem à carta encíclica do pontífice sobre o meio ambiente de 2015 , que leva o mesmo nome.

“Precisamos de uma vontade real para atacar as raízes das mudanças climáticas em curso”, insistiu Francis. “Compromissos genéricos não são suficientes – palavras, palavras.”

Fonte: https://www.breitbart.com/environment/2021/03/01/pope-francis-warns-of-second-great-flood-from-global-warming/

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

“Sai dela, povo Meu!” — ONU, a Nova Babel, projeto de dominação do Anticristo

A ONU é uma tentativa de governo mundial que pretende contradizer a profecia bíblica de …

Ministros da Saúde do G20 assinam o “Pacto de Roma”, uma estrutura universal de vacinação e declaram que não há diferença entre a saúde humana, animal e ambiental

Por Andy Roman O ministro italiano da Saúde, Roberto Speranza, e o presidente dos Ministros …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.