Iníco / Artigos / Igreja Católica e Evangélicas em Petrolina se mobilizam contra ameaças de demolição de seus templos.

Igreja Católica e Evangélicas em Petrolina se mobilizam contra ameaças de demolição de seus templos.

Pergunta do Editor:

Sera que eles sabem que nos somos o templo que Deus habita?? E que Deus nao habita em templos feitos por mãos humanas??

20140917_091925[1]

Na manhã desta quarta-feira, 17, os representantes da Igreja Católica de São Judas Tadeu, das Igrejas Evangélicas Assembleia de Deus dos Ministérios Madureira e Abreu e Lima, da 1ª Igreja Batista (PIB) e da Igreja Missionária Pentecostal Tabernáculo do Deus Vivo, reuniram-se com a imprensa local em uma entrevista coletiva na qual foi abordada a situação delicada em que estas igrejas estão passando, após serem surpreendidas pela União Federal com medidas administrativas e ações judiciais visando reivindicar as áreas em que estão construídos seus templos.

No dia 11 de agosto de 2014, o Padre Augusto Santana, pároco da Igreja São Judas Tadeu, juntamente com os pastores evangélicos, Adriano Lobo (Primeira Igreja Batista de Petrolina), Ednaldo Gonçalves (Igreja Missionária – Tabernáculo do Deus Vivo), Álvaro Silva (Igreja Assembleia de Deus Madureira), José Lins (Assembleia de Deus Abreu e Lima), pastor Clayton Antonio presidente da UPEPE (União de Pastores Evangélicos de Petrolina) acompanhados do advogado das Igrejas, Héracles Marconi Góes Silva, estiveram em Recife, na Assembleia Legislativa e na Secretaria de Patrimônio da União (SPU), em busca de uma solução para este grave problema.

Na oportunidade o Superintendente Paulo Roberto Ferrari Lucas Alves disse que mesmo sendo uma situação difícil poderia haver uma saída mediante a doação dos terrenos às Igrejas com a intervenção do Município de Petrolina.

No dia 04 de setembro de 2014, o superintendente veio a Petrolina e se reuniu com os pastores e lideres políticos reafirmando a “intenção” de resolver o problema das ocupações realizadas pelas igrejas dando a entender que estava providenciando a solução.

Não cumpriu a sua promessa. Ao contrário, no dia 03 de setembro de 2014, já havia enviado um ofício ao Advogado Geral da União, seccional Petrolina solicitando que protocolasse perante o Juízo da 17ª Vara Federal – Seção Pernambuco um requerimento no sentido de cumprir antecipadamente a emissão de posse de uma das Igrejas acima mencionadas, a Igreja Missionária Pentecostal Tabernáculo do Deus Vivo que teve o telhado removido.

De acordo com o Pastor Clayton Antônio, presidente da União de Pastores Evangélicos de Petrolina (UPEPE) tudo começou com o acordo de troca da área por outra para construção do novo aeroporto, visto que o antigo funcionava nesta área, onde estão construídas as igrejas, até a década de 80.

Foi doada uma área três vezes maior no Projeto Senador Nilo Coelho para que a União Federal instalasse o novo aeroporto Internacional de Petrolina e a Prefeitura recebeu a área em que hoje estão construídas as igrejas em questão.

No ano de 2012, o Governo Federal, através da Superintendência do Patrimônio da União em Pernambuco, declarou nula a cessão dessas áreas à municipalidade, iniciando uma cruzada contra as ocupações doravante tidas por irregulares, pelo que passou a  “regularizar” algumas ocupações mediante cobrança de uma taxa   cujo preço equivale ao valor comercial de um aluguel mensal, e ainda declarando em alguns casos, a exemplo da Igreja Tabernáculo do Deus Vivo, insuscetíveis de qualquer tipo de regularização da ocupação, iniciando processo judicial para desocupação e demolição dos prédios.

Em situação mais privilegiada, o exemplo do River Shopping, a Superintendência do Patrimônio da União em Pernambuco trocou a área por uma creche, em flagrante desproporcionalidade de valores, e o mais grave é que tal creche nunca veio a ser construída e entregue à população, revelando uma história no mínimo estranha.

“A igreja vive neste mundo para fazer o bem e cuidar das pessoas, por isso nós estamos nos sentindo destratados, ultrajados, com o tratamento que o Governo Federal tem dispensado para as cinco igrejas referidas nesta ação. Nós estamos tomando isso já do ponto de intolerância religiosa. O governo deveria enxergar que a Igreja é o seu maior parceiro em cuidar das pessoas e é isso que gostaríamos de denunciar”, desabafou o Pastor Clayton Antônio.

O representante da Igreja Católica, Padre Augusto Santana disse na coletiva que as igrejas estão juntas nessa luta, que parece se tratar de uma questão meramente política. “Nos sentimos agredidos de certa forma, a área para construção das igrejas nos foi concedida pelos trâmites legais, agora não entendemos esse tratamento do Governo Federal. Nós queremos que os organismos responsáveis revejam essa situação e oficializem para nós a posse dos espaços das nossas igrejas. Fomos surpreendidos com os boletos de ocupação de uma área que acreditávamos ser nossa por direito”, afirmou.

O que causa estranheza a todos é que diversos empreendimentos estão construídos na mesma área que hora a União requer reintegração de posse, como shopping, concessionárias, condomínios, hotel, etc. Porém, apenas as igrejas estão sendo cobradas pelo Governo federal.

O vereador Elias Jardim, representando o poder Legislativo também participou da coletiva e se comprometeu em requerer, em regime de urgência, ao Governador do Estado, João Lyra Neto e a União Federal interferência imediata no intuito de resolver a questão.

Por Angela Santana

Fonte: http://am730.com.br/igreja-catolica-e-evangelicas-em-petrolina-se-mobilizam-contra-ameacas-de-demolicao-de-seus-templos/

Compartilhar isso:

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado com Arlete Vieira, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

Por que os judeus foram expulsos de vários países?

Relacionado

O Senhor dos Milagres – Um dos melhores filmes infantis que já assisti. Através da animação, que mistura técnicas de movimento em bonecos de argila a recursos de computação gráfica.

Click na imagem para baixar Relacionado

Deixe uma resposta