Iníco / Alimentação e Saúde / População de Juazeiro, Petrolina e região estao sendo alvo ou cobaias de armas biológicas??? – Zika, dengue, chicungunha e a polêmica dos Mosquitos transgênicos

População de Juazeiro, Petrolina e região estao sendo alvo ou cobaias de armas biológicas??? – Zika, dengue, chicungunha e a polêmica dos Mosquitos transgênicos

Na semana passada, o Ministério da Saúde declarou pela primeira vez estado de emergência nacional devido ao grande aumento nos casos de microcefalia em alguns estados do Nordeste, especialmente em Pernambuco. E embora este tipo de má formação possa ter muitas causas ambientais e genéticas, de desnutrição materna à exposição a substâncias nocivas durante a gravidez e síndromes como Down e Rett, chamou a atenção a suspeita, ainda sem comprovação científica, de que os casos estariam relacionados a surtos do vírus zika que atingiram a mesma região desde o fim do ano passado.

Como o zika é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, mesmo vetor da dengue, chicungunha, febre amarela e outras doenças, a luta contra o vírus que se tornou um novo grande temor das gestantes brasileiras também tem que passar pelo combate ao inseto, uma guerra que não só o Brasil como outros países vêm perdendo há décadas. Novas armas criadas pela ciência, no entanto, seriam uma esperança de finalmente virar este cenário.
Mosquitos transgênicos polêmicos

Cientistas emitiram uma alerta sobre a falta geral de informações científicas precisas que possam ser disponibilizadas para a sociedade antes da liberação desses animais geneticamente modificados.

Apocalipse News

Apocalipse News
Ao contrário da adoção das plantas transgênicas, que, de uma forma de outra, foi discutida com a sociedade, os animais transgênicos estão sendo soltos na natureza sem qualquer discussão aberta a respeito.

Os pernilongos transgênicos são tidos como estéreis.

Contudo, os estudos científicos que embasam o desenvolvimento dos animais transgênicos afirmam que eles são “machos parcialmente estéreis”, e não “machos estéreis”, como se apregoa ao falar ao público.

E não se sabe o que pode acontecer quando as filhas desses machos não-estéreis picarem o ser humano.

Cobaias humanas

Com 720 m2 de área, a “fábrica” de mosquitos transgênicos vai produzir em larga escala machos do Aedes Aegypt geneticamente modificados.

Sua capacidade máxima de produção é 4 milhões de machos do Aedes Aegypt estéreis.

Estes mosquitos, liberados no ambiente em quantidade duas vezes maior do que os mosquitos não-estéreis, vão atrair as fêmeas para cópula, mas sua prole não será capaz de atingir a fase adulta, o que deve reduzir a população de Aedes a tal nível que controle a transmissão da dengue.

A população do município baiano de Jacobina, com 79 mil habitantes, será usada como cobaia do experimento – o município apresentou 1.647 casos de dengue e dois óbitos pela doença só neste primeiro semestre de 2012.

De fato, conforme alega o governo, a ação é inédita mundialmente: nenhum outro país emitiu autorização para experimentos desse tipo diretamente com a população, e sem estudos do impacto biológico dos animais transgênicos.

FONTE: Extra, Diário da Saúde
Por: Leonardo Marques

Fonte: http://www.apocalipsenews.com/index.php/brasil/zika-dengue-chicungunha-e-a-polemica-dos-mosquitos-transgenicos/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+apocalipsenews%2FzLjp+%28Apocalipse+News%29

Compartilhar isso:

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado com Arlete Vieira, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

Inteligência Artificial: Agenda Trans-humanismo

Relacionado

PASTOR ADVENTISTA FALA SOBRE OBELISCO

Relacionado

Deixe uma resposta