Amálgama: Rússia planeia clonar e “ressuscitar” um exército cita com 3.000 anos

Há duas décadas, arqueólogos da Sibéria encontraram os restos mortais de guerreiros citas com três mil anos com os seus cavalos na República de Tuva. Agora, a Rússia quer cloná-los.

O ministro da Defesa da Rússia anunciou um plano para a clonagem de ADN de antigos guerreiros siberianos e dos seus cavalos. O antigo cemitério Tunnug, localizado no Vale dos Reis, na República de Tuva, na Sibéria, guarda os restos mortais de guerreiros citas com três mil anos.

Agora, Sergei Shoigu, um dos assessores mais próximos de Vladimir Putin, revelou o seu desejo de usar a clonagem de ADN para recriar um exército de nobres guerreiros.

Fonte: https://zap.aeiou.pt/russia-planeia-clonar-e-ressuscitar-um-exercito-cita-com-3-000-anos-396580

Novo exército? Rússia quer clonar guerreiros mortos há 3.000 anos

Em conferência científica, ministro da Defesa do país sugeriu que “seria muito interessante” obter o DNA de povos nômades

O ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, revelou o estranho desejo de clonar antigos guerreiros da região da Sibéria, mortos há cerca de 3.000 anos. O chefe militar da Rússia disse ainda que equipes estão em busca de matéria orgânica para ter amostras melhores do DNA desses guerreiros.

Os corpos foram encontrados bem preservados no cemitério Tunnug, em Tuva, cidade próxima da fronteira da Mongólia. Os guerreiros nômades quase sempre eram enterrados junto com os próprios cavalos

Em uma conferência recente da Sociedade Geográfica Russa, Shoigu afirmou que a busca por material genético bem preservado desses guerreiros não cessará. “Acho que você entende o que aconteceria depois disso”, completou ele

Ele ainda lembrou de Dolly, a ovelha que foi o primeiro mamífero clonado com sucesso

O líder militar — que nasceu em Tuva — sugeriu que esses guerreiros poderiam integrar um exército — provavelmente um exagero do ministro, enquanto posiciona tropas de verdade em regiões próximas da Ucrânia

O interesse arqueológico na região de Tuva começou em 1998, quando expedições russas e alemãs escavaram cemitérios de guerreiros nômades

Os guerreiros eram descendentes de citas, um povo oriundo do atual Irá, que dominou todo o norte da Ásia na Antiguidade Clássica (entre o século 8 a.C. e o século 5 d.C.)

Fonte: https://timesbrasilia.com.br/2021/04/22/novo-exercito-russia-quer-clonar-guerreiros-mortos-ha-3-000-anos/

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

A Conspiração de Gênesis 6: Ecos da Atlântida nas Américas e outras regiões

Neste vídeo, nosso amigo Dr. Afonso Vasconcelos, doutor em geofísica, cristão nazareno, alerta que a …

Amálgama: O pior pecado da História humana está se repetindo e provocando a ira de Deus

“E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.