Iníco / Artigos / COMO TRANSFORMAR O DEUS ÚNICO EM UM DEUS PLURAL EM UMA LIÇÃO

COMO TRANSFORMAR O DEUS ÚNICO EM UM DEUS PLURAL EM UMA LIÇÃO

 Se você que está lendo esse artigo for um trinitariano, provavelmente já ensinou para muita gente que Elohim é a palavra mais usada para Deus no Pentateuco, os cinco primeiros livros da Bíblia. Você também ensinou que essa palavra, Elohim, é uma evidência da pluralidade de Deus, porque, sendo ela nas línguas semítica um plural, logicamente ela foi escolhida pelo escritor bíblico para deixar transparecer que em Deus, não existiria apenas uma pessoa e sim, mais de uma, no caso trinitariano, três pessoas. Para você, trinitariano convicto, Elohim, nada mais é do que um Deus plural constituído por três pessoas, mesmo que a Bíblia não apresente um número que possa ser usado para quantificar quantas pessoas existem no Deus plural Elohim.

Certamente que se você usa esse argumento, é porque lhe falta conhecimento técnico sobre a palavra Elohim. Sendo assim, você apenas repete o que foi lhe ensinado em sua igreja trinitariana.

No caso de você ser um adventista do sétimo dia que já usou esse argumento para provar a trindade, saiba que ele, o argumento, jamais usado por alguns dos teólogos mais renomados de sua igreja, sob pena de cair no ridículo. No caso, quem cai no ridículo é você, adventista trinitariano desavisado.

Se você tivesse procurado ler o que o Comentário Bíblico Adventista diz sobre a palavra Elohim, o argumento da palavra Elohim como um plural para um Deus triúno, não faria parte do seu discurso trinitariano.

Preste atenção para entender o que a sua igreja ensina sobre a palavra Elohim.

“Al referirse a Dios, se usa el sustantivo Elohim casi exclusivamente en plural. Algunos han entendido que aqui se deja traslucir la doctrina de la Trindade. Fue Elohim quien dijo: ‘Hagamos al hombre a nuestra imagen, conforma a nuestra semejanza.’ Este uso del plural sugiere ciertamente la plenitud y las múltiples capacidades de los atributos divinos. Al mismo tiempo, el uso constante de la forma singular del verbo (disse Deus) recalca la unidad de la Deidad y constituye una repreensión para el politeísmo.” COMENTÁRIO BÍBLICO ADVENTISTA DEL SÉPTIMO DIA, TOMO I, p. 180. 

Os autores do Comentário Bíblico Adventista simplesmente estão apenas repetindo aquilo que os estudiosos das línguas semíticas, e o hebraico é uma delas, já sabem a muito tempo: Elohim era uma palavra genérica usada para se referir a qualquer ser sobrenatural, quer seja Deus, anjos, demônios ou qualquer divindade dos povos daquelas línguas antigas. Além de ser uma palavra genérica, ela também é uma espécie de plural qualitativo, um tipo de plural que tinha por intenção transmitir os poderes sobrenaturais de qualquer ser divino. Quando você usa a palavra Elohim como um plural quantitativo, infelizmente está cometendo um erro grave e ensinando mentira.

Um renomado teólogo da sua igreja, sobre esse assunto, diz o seguinte:

“Eloim inclui a plenitude da Divindade. ‘Seu uso no plural tem levado alguns a quererem provar com ele a Doutrina da Trindade.’ Sabemos que o plural nas línguas semíticas servia como uma espécie de superlativo ou de intensidade. Por exemplo a palavra céu aparecia sempre na forma plural para designar sua majestade ou extensão. O mesmo acontece com a palavra mar.”  APOLINÁRIO, Pedro. Apostila sobre as testemunhas de Jeová e a exegese. São Paulo: I.A.E, 1981. p. 62 

Se você não o conheceu, o pastor Pedro Apolinário foi professor de hebraico no antigo Seminário Adventista de Teologia na capital paulista. Ele ficaria envergonhado em saber que um adventista usa um argumento mentiroso para pregar a trindade.

Talvez mesmo o testemunho oficial da sua igreja não seja suficiente para tirar da sua cabeça a ideia de que Elohim seja um plural de viés trinitariano. Se essa minha percepção estiver correta, muito menos vai adiantar eu mostrar argumentos contra esse uso impróprio do termo Elohim feito por outros estudiosos não adventistas. Mesmo assim, vou mostrar o que outros especialistas dizem sobre o assunto em questão.

“A palavra portuguesa Deus, que tem a mesma na língua latina, representa alguns nomes da Bíblia, referentes ao Criador. O termo que é de mais frequente uso é Elohim, que restritamente falando é uma forma do plural, derivando-se provavelmente da palavra eloah. Mas, embora seja plural, é certo que, quando de refere ao único verdadeiro Deus, o verbo da oração, de que Elohim é o sujeito, e o nome predicativo vão quase invariávelmente para o singular.[…] A causa deste estranho uso, de indicar Deus por meio de uma forma do plural, não se acha determinada; mas pode provavelmente estar no fato de ter algumas vezes o plural na língua hebraica um sentido intensivo.” BUCKLAND, Rev.A.R. Dicionário Bíblico Universal. Rio de Janeiro: Livros Evangélicos, 1957 2ed. p.225. 

Aprendeu que o termo Elohim nunca foi um plural quantitativo? Aprendeu que, no caso da palavra Elohim, o que ela transmite é ideia de atributos, qualidades, intensidade e jamais quantidade?

Seja honesto consigo mesmo e com os outros. Não use mais o argumento de um Elohim quantitativo, porque é mentira.

Elpídio da Cruz Silva

Compartilhar isso:

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado com Arlete Vieira, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

Por que os judeus foram expulsos de vários países?

Relacionado

O Senhor dos Milagres – Um dos melhores filmes infantis que já assisti. Através da animação, que mistura técnicas de movimento em bonecos de argila a recursos de computação gráfica.

Click na imagem para baixar Relacionado

2 comentários

  1. Antonio Carlos Avelar Pacifico

    Esclarecedor este artigo, obrigado por nos ensinar a verdade sobre o Deus unico.

  2. Até Moisés foi chamado de ‘Elohim’…

    Excelente artigo!

Deixe uma resposta