Iníco / Como nos dias de Noé, Anjos caidos, Nefilins / CRISTIANISMO PAGÃO : DE BABILÔNIA À ROMA, TRINDADE E O NATAL

CRISTIANISMO PAGÃO : DE BABILÔNIA À ROMA, TRINDADE E O NATAL

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado com Arlete Vieira, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

Único Deus

Relacionado

Filho de Deus

Relacionado

Um Comentário

  1. Na verdade o cristianismo já nasceu pagão nas suas origens na palestina.
    Sob forte influência do helenismo que por quase duzentos anos dominou a palestina os judeus esqueceram o hebraico e passaram a falar aramaico e grego(idiomas dos dominadores).
    Assimilou doutrinas como imortalidade da alma, batismo , ceia do senhor ou santa ceia, deus encarnado, etc, tudo coisa de pagão.
    Toda a cosmologia cristã do fim do mundo tem origem no mitraísmo e zoroastrismo(ambos de origem persa(O helenismo é tributário da cultura Persa)).
    Tal cosmologia aparece em Daniel, mas Daniel também é recente, por volta do final do II século A.C.
    Diversas abordagens tanto nos evangelhos como nas espistolas apontam mais para uma origem pagã que judaica.
    “Quem vê a mim vê o pai”(Gnosticismo).
    “Eu sou a luz do mundo”(Gnosticismo).
    “Eu vou mas voltarei”(Gnosticismo).
    Tanto é assim que os judeus consideram o cristianismo uma heresia.

    Agora o fato do cristianismo ser mais pagão que judaico não o qualifica como uma religião ruim.
    Ao contrário, a providência divina pode ter usado conceitos pagãos para revelar verdades.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.