Iníco / Festas Pagãs / Judeus voltam a fazer sacrifícios de animais após 2000 anos

Judeus voltam a fazer sacrifícios de animais após 2000 anos

sacerdotes-do-instituto-do-templo (1)
Olha o caminhar da carruagem…

O relógio está correndo…pela frente a grande tribulação chegando.
É hora de nos prepararmos para obtermos o caráter de Cristo formado em nós porque…O Senhor Jesus, O Cristo, está voltando!

Assista: Sacrifício pascal retorna à Jerusalém depois de milênios!

 Por Missionária Sueli Rosa
_______>> Leia também: Israel: Instituto seleciona sacerdotes para o Terceiro Templo

>> Leia também: A NOVILHA VERMELHA E A RECONSTRUÇÃO DO TERCEIRO TEMPLO

>> Leia também: SERVIÇO NO SANTUÁRIO: SANTUÁRIO TERRESTRE E SANTUÁRIO CELESTIAL

O Templo judeu foi totalmente destruído pelo exército romano no ano 70. Desde então, os judeus cessaram os sacrifícios de animais. Embora a tradição continue entre os samaritanos, o sangue é derramado no monte Gerizim e não segue estritamente a tradição bíblica. Em 2016, pela primeira vez em quase dois milênios, cordeiros de um ano foram sacrificados ao ar livre por homens que reúnem as condições de serem os novos levitas e sacerdotes.

judeus

Ainda que o Terceiro Templo não esteja de pé, os membros do Instituto do Templo conseguiram reunir cerca de 400 convidados para uma “cerimônia modelo”, no alto do Monte das Oliveiras. Entre os convidados estavam líderes políticos e religiosos, que expressaram sua esperança que as mesquitas em breve sejam removidas do alto do Monte do Templo.

O político Arieh King afirmou esperar que Jerusalém logo esteja livre do que ele chamou de “abominação”. Ao mesmo tempo, o rabino Yisrael Ariel, um dos líderes do Instituto do Templo explica que o evento foi uma “preparação” para quando o monte Moriá for “limpo e consagrado” e o templo, reconstruído.

sacerdotes-do-instituto-do-templo (1)

A cerimônia realizada na segunda (18) seguiu vários rituais antigos prescritos pela lei da Torá e judeus, incluindo o abate de um cordeiro pelos sacerdotes Cohanim (descendentes de Arão), a aspersão do sangue, a queima de gorduras e outras partes do cordeiro em um altar. Tudo ao som de trombetas de prata sopradas pelos levitas. O local do abate cerimonial foi a yeshiva Beit Orot, de onde se pode ver todo o Monte do Templo. Segundo o calendário judaico, que é lunar e segue os tempos estabelecidos por Deus no Antigo Testamento, a Páscoa (Festa de Pêssach) começa ao pôr do sol desta sexta, 22 de abril e vai até o anoitecer de sábado, dia 30.

O rabino Ariel, que leu passagens do Talmude relativos ao Monte do Templo explicou que trata-se de mais um ensaio para que, quando as cerimônias forem retomadas no novo Templo, esteja tudo pronto. Os organizadores do evento dizem que desejavam oferecer uma autêntica experiência judaica “com os cheiros, sons e cores que foram perdidos para nós nestes 2000 anos”. O objetivo final era “despertar no povo um desejo de renovar este ritual do Templo em nossos dias”.

Confira no Vídeo abaixo:

O rabino Shmuel Eliyahu, importante líder judeu, salientou que “todos os judeus praticantes, vem rezando por isso três vezes ao dia durante os últimos 2.000 anos”. Ele estava feliz por ver as orações cantadas com acompanhamento musical após o abate do animal, enquanto os Cohanim usavam as peças cerimoniais que já estão prontas para serem utilizadas em breve no Templo.Esta é a segunda demonstração de como funcionam os sacrifícios feita este ano. No início de março, três membros do Sinédrio abriram as comemorações da chegada de mês bíblico de Adar, acompanhado de uma reconstituição do serviço do Templo. Essa verdadeira aula de Antigo Testamento visa mais que lembrar um costume. Mostra o quanto os preparativos para o novo Templo são reais. Ao exibir tudo em público, ele também ajuda a acostumar os moradores de Jerusalém com a ideia de já existir uma nova classe sacerdotal.

Nos últimos anos, outros grupos judeus ortodoxos realizaram sacrifícios em frente ao Monte do Templo, em Jerusalém, tentando seguir o ritual descrito nos Livros de Moisés, mas não tão detalhadamente quanto o Instituto do Templo. Eles chamam isso de “ensaio profético”. Para evitar conflitos com os muçulmanos, o governo de Israel não tem estimulado a prática e já prendeu ativistas que tentavam fazê-lo. Com informações de GOSPEL PRIME e Curiosidades.

 

CONTEXTUALIZAÇÃO:

O Que é o Templo dos Últimos Dias?

Em 1989, a revista Time publicou um artigo intitulado “Tempo para um Novo Templo?” em que relatava o desejo crescente de muitos judeus devotos de verem um novo templo construído no Monte do Templo em Jerusalém. O correspondente começou escrevendo:

“Que a Tua vontade seja a rápida reconstrução do Templo em nossos dias…” Esse pedido a Deus, recitado três vezes ao dia nas orações judaicas, expressa um desejo que faz do Monte do Templo em Jerusalém os 35 acres potencialmente mais instáveis do mundo.[1]

Nos anos que se seguiram a esse artigo, nada diminuiu o desejo de reconstruir o templo. Na verdade, a expectativa e os preparativos continuam a crescer. O apoio do público israelense para a reconstrução do templo, antes fraco, está aumentando gradativamente. A tensão no Oriente Médio continua alta e os problemas religiosos e políticos da região continuam nas manchetes em todo o mundo. Mas, mesmo nestes tempos turbulentos, os ativistas do Movimento do Templo continuam a intensificar seus esforços.

Os esforços da política, da diplomacia, da religião e da cultura convergem todos para o Monte do Templo – provavelmente o terreno mais disputado da terra. Uma das tensões mais importantes entre judeus e muçulmanos é a de que uma mesquita muçulmana, o Domo da Rocha, foi construída no local do templo em Jerusalém. O ativismo em torno do templo tem provocado preocupação e conflito internacional e continua sendo um pavio curto que pode detonar a próxima guerra mundial. Não existem soluções fáceis ou simples nesse complexo drama internacional e há muita retórica.

O líder dos Fiéis do Monte do Templo, Dr. Gershon Salomon, que é um dos defensores mais conhecidos e declarados de um templo reconstruído, afirma:

Eu creio que essa é a vontade de Deus. Ele [o Domo da Rocha] deve ser retirado. Devemos, como sabem, removê-lo. E hoje temos todo o equipamento para fazer isso, pedra por pedra, cuidadosamente, embalando-o e enviando-o de volta para Meca, o lugar de onde veio.[2]

Afirmações tais como essa estão carregadas de emoção e são defendidas com convicção. Qualquer atividade relativa ao Monte do Templo certamente criará o caos e trará reprovação de uma ou mais entidades religiosas ou políticas envolvidas.

No entanto, o sonho de reconstruir o templo é realista e biblicamente correto; um dia ele se realizará. A Bíblia ensina explicitamente que a reconstrução se tornará realidade. Mas a alegria será passageira e a adoração será interrompida. Como veremos através de alguns tópicos da história e da Bíblia, o novo templo não será nem o primeiro nem o último a ser erguido. Sua construção é certa, mas os dias turbulentos que a acompanharão também.

Quais são os planos e os preparativos para o próximo templo de Israel?

Muitos planos estão sendo feitos para a reconstrução do templo,[3] e vários grupos diferentes em Israel estão se preparando para isso. Algumas das organizações e atividades incluem:

Os Fiéis do Monte do Templo, liderados por Gershon Salomon, que usam medidas ativistas para tentar motivar seus compatriotas a reconstruírem o templo. Uma dessas medidas foi sua tentativa periódica de colocar uma pedra angular de 4 toneladas e meia no Monte do Templo. O ativista Gershon Salomon demonstra sua determinação quando diz:

No dia certo – creio que em breve – essa pedra será colocada no Monte do Templo, trabalhada e polida… e será a primeira pedra para o terceiro templo. Agora mesmo essa pedra não está longe do Monte do Templo, bem perto das muralhas da Cidade Velha de Jerusalém, perto da Porta de Shechem… e dessa pedra se pode ver o Monte do Templo. Mas o dia está próximo em que essa pedra estará no lugar certo – pode ser hoje… ou amanhã, estamos bem pertos da hora certa.[4]

Outra ação que eles instituíram foi o sacrifício de animais.

O Instituto do Templo, liderado por Israel Ariel, que já fez quase todos os 102 utensílios necessários para a adoração no templo conforme os padrões bíblicos e rabínicos. Eles estão em exposição para turistas no centro turístico do Instituto do Templo na Cidade Velha em Jerusalém.

O Ateret Cohanim fundou uma yeshiva (escola religiosa) para a educação e o treinamento dos sacerdotes do templo. Sua tarefa é pesquisar regulamentos, reunir levitas qualificados e treiná-los para um sacerdócio futuro.

Muitas yeshivas surgiram em Jerusalém para fazer preparativos para a eventualidade de culto no templo reconstruído e funcional. Estão fazendo roupas, harpas, plantas arquitetônicas geradas em computador. Alguns rabinos estão decidindo quais inovações modernas podem ser adotadas num templo novo. Além disso, eles estão fazendo esforços para ter animais kosher (puros) para sacrifício, inclusive novilhas vermelhas. E algumas pessoas continuam a orar no Monte do Templo para ajudarem a preparar o caminho.

Muitos outros preparativos estão em andamento para a volta de Israel a todos os aspectos da adoração no templo.

Qual é a importância do templo da Tribulação?

O templo da Tribulação é importante porque é o templo que muitos judeus em Israel estão tentando reconstruir no presente. Saber o que a Bíblia ensina sobre os templos do passado, presente e futuro dá aos crentes a base necessária para ver o terceiro templo do ponto de vista do Eterno Deus. Apesar de que a esperança judaica para o próximo templo é que ele seja o templo messiânico, a Bíblia deixa claro que ele será, na verdade, o templo transitório do Anticristo.

O fato de Israel ter sido restabelecido como nação em 1948, de Jerusalém ter sido reconquistada em 1967 e dos judeus estarem fazendo esforços cada vez mais significativos para a construção do terceiro templo, demonstra que estamos chegando na terrível Tribulação. O cenário divino para o fim dos tempos está tomando forma e o centro das atenções também é a reconstrução do templo em Jerusalém. (Thomas Ice e Timothy Demy)

Notas

  1. Richard N. Ostling, “Time for a New Temple?” (“Tempo para um Novo Templo?”) Revista Time, 16 de outubro de 1989.
  2. Gershon Salomon citado em Patti Lalonde, “Building the Third Temple” (“Construindo o Terceiro Templo”), This Week in Bible Prophecy Magazine, abril de 1995, p. 22.
  3. Para detalhes documentados de preparativos atuais para reconstruir o templo veja Ice e Price, Ready to Rebuild.
  4. Randall Price, entrevista gravada com Gershon Salomon, 24 de junho de 1991.

Comentário: Quando Cristo os chama de Sinagoga de Satanás os chama com verdadeira propriedade. Quando afirma que os judeus têm por pai o diabo diz a absoluta verdade. Um povo que rejeitou e até hoje não reconhece o Senhor Jesus Cristo como o Messias do mundo enviado pelo Eterno Deus não é digno de ser chamado de povo escolhido, nação santa, povo de Deus, e muito menos há concordância bíblica.

44 Vós tendes por pai ao diabo e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele foi homicida desde o princípio e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira. João 8:44

Descrição precisa do Senhor Jesus Cristo sobre a liderança Política e Religiosa em Israel: “9 Eis que eu farei aos da sinagoga de Satanás, aos que se dizem judeus, e não são, mas mentem: eis que eu farei que venham, e adorem prostrados a teus pés, e saibam que eu te amo.” [Apocalipse 3: 9].

Senhores e Senhoras, desejam desfrutar da verdadeira paz com o Senhor Deus que excede todo entendimento? Quereis vosotros tornar-se filho do Eterno Deus? Então se arrependa dos seus pecados e creia nAquele que deu a Sua vida, nAquele que derramou o Seu precioso sangue, nAquele que sofreu nas mãos do Senhor Deus para que você não sofresse a condenação eterna.

“Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo” (At 16:31)

Assista: Documentário – Judaísmo Sionista | Revelando a Farsa do Estado Moderno de Israel

MAIS…>> Leia também: Israel: Instituto seleciona sacerdotes para o Terceiro Templo

>> Leia também: Israel já tem levitas prontos para fazerem os sacrifícios no Terceiro Templo

>> Leia também: A NOVILHA VERMELHA E A RECONSTRUÇÃO DO TERCEIRO TEMPLO

>> Leia também: SERVIÇO NO SANTUÁRIO: SANTUÁRIO TERRESTRE E SANTUÁRIO CELESTIAL

>> Leia também: A SINAGOGA DE SATANÁS: “Marcha para Sião” – Cristianismo Sionista, e Israel 1948 Exposto!

>> Leia também: OS JUDAIZANTES CONTEMPORÂNEOS

Acesse: A verdade sobre o Talmud: Uma exposição documentada da literatura supremacista de ódio

Acesse: A história cronológica dos Illuminati e da Nova Ordem Mundial (NWO)

Acesse: A Sinagoga de Satanás – A Linhagem dos Rothschilds

Acesse: Israel: Cientista judeu alega que sua raça não é semita e sim proveniente da Khazaria

Acesse: Benjamin Netanyahu promete que o Talmud será a lei oficial e Israel se prepara para guardar o domingo

Acesse: “BaBelShua” Serão os nomes Jesus e Deus uma blasfêmia?

Acesse: É pecado de idolatria adorar o Filho de Deus, o Senhor Jesus Cristo (o Mashiach)?

Compartilhar isso:

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado com Arlete Vieira, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

Quanto vale o seu fígado

Relacionado

DESMASCARANDO FALSOS PROFETAS DO SISTEMA E DO YOUTUBE

Relacionado

Deixe uma resposta