Iníco / Ecumenismo / Covid19 impulsiona perseguição religiosa na América do Sul, inclusive no Brasil

Covid19 impulsiona perseguição religiosa na América do Sul, inclusive no Brasil

Cenário pós-coronavírus: “A verdade vos assustará!” inclusive no Brasil

Leia também:
LEI DOMINICAL: Panamá impõe quarentena que proíbe circulação aos domingos

Poços de Caldas, MG: Mesmo de portas fechadas, igreja é obrigada a encerrar transmissão de celebração

Igreja com 5 pessoas presentes é obrigada a encerrar transmissão de culto

Na noite da terça-feira, 24 de março, a transmissão ao vivo de uma celebração da igreja Anglicana de Poços de Caldas (MG), foi interrompida por agentes da prefeitura. Cumprindo a determinação de não abrir as portas da igreja para fiéis, por prevenção ao Coronavírus, enquanto realizava uma missa online o Bispo Ronaldo Melo foi interrompido e orientado a encerrar a celebração. Dentro da igreja, havia o reverendo e mais quatro pessoas, que faziam parte da transmissão.

O decreto de estado de calamidade pública publicado pela prefeitura, diz que “para resguardar o interesse da coletividade, fica proibida, por prazo indeterminado, a realização de cultos, missas e eventos religiosos em igrejas e templos de qualquer natureza”. Entretanto, não consta na determinação da prefeitura a proibição de transmissão online pelas igrejas.

Além de agentes da prefeitura, a Polícia Militar também foi acionada.

Fonte: http://www.aguaboanews.com.br/noticias/exibir.asp?id=21786

Polícia impede culto caseiro por “ordem” de governador

Caso aconteceu em Santa Catarina. Decreto do governador Carlos Moisés proíbe eventos e reuniões

Henrique Gimenes – 04/04/2020 15h58

Polícia de SC interrompe culto caseiro por causa de decreto do governador

A Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC) interrompeu um culto doméstico com cinco pessoas na cidade de Forquilhinha. De acordo com os policiais, a ação, ocorrida na quinta-feira (2), foi motivada porque o culto infringiu um decreto do governador Carlos Moisés (PSL).

De acordo com o boletim de ocorrência, ao chegarem no local, os policiais encontraram os cinco integrantes da família orando. Eles interromperam o ato após o aviso dos policiais e afirmaram que não sabiam da proibição de cultos caseiros.

A Polícia Militar informou que a interrupção era necessária para não promover uma aglomeração de pessoas e evitar a disseminação da Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus.

O decreto do governador proíbe “os eventos e as reuniões de qualquer natureza, de caráter público ou privado, incluídas excursões, cursos presenciais, missas e cultos religiosos”.

Em suas redes sociais, o procurador Walmor Moreira (Cristão, Mestre em Direito e Sociologia Jurídica Universidade Barcelona, Membro fundador
@m_ppro, Procurador da República, ex-PAJ-SP, ex-prof Direito UFSC) disse que irá acionar o Ministério Público Federal (MPF).

– PM de SC com “fundamento” em decreto do governador Carlos Moisés proíbe 5 pessoas de orar em sua casa. Porém, a Constituição diz que a casa é asilo inviolável, assim como são invioláveis a intimidade e a vida privada. Esta e outras arbitrariedades serão comunicadas ao Ministério Público Federal – informou.

Fonte: https://pleno.news/brasil/cidades/policia-impede-culto-caseiro-por-ordem-de-governador.html

Imagem da besta: Esqueça seu Deus e ajoelhe-se diante do Estado

Fontes:

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

IMAGEM DE DEUS, NÃO! Michelson Borges diz que ser humano é uma “bactéria sobre uma bola de basquete”

Finalmente, Michelson Borges deixou escapar durante uma live o real objetivo da mudança da doutrina …

O PLANO PARA CRIMINALIZAR OS CRISTÃOS

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.