Iníco / Noticias Adventistas / Nova abordagem da antiga Serpente: “Não foi bem assim que Deus disse…”

Nova abordagem da antiga Serpente: “Não foi bem assim que Deus disse…”

Teólogos da IASD incentivam descrença na literalidade do livro de Gênesis. Leandro Quadros, por exemplo, não acredita nem que Adão foi feito do barro!

Se a Bíblia começasse com uma mentira ou meia verdade, todo o resto perderia credibilidade. Contudo, nossos teólogos da IASD há décadas, inventaram um tal “intervalo passivo” com duração de 4,5 bilhões de anos na entrelinha do versículo 1 para o versículo 2 do primeiro capítulo de Gênesis.

Para eles, agora, a semana bíblica da Criação, foi apenas uma semana de “modelagem” da Terra. Ou seja, primeiro Deus criou a matéria da Terra, deixou rodando caoticamente pelo espaço “sem forma e vazia”, tirou uma folguinha 4,5 bilhões de anos e aí resolveu colocar o planeta em ordem. O primeiro sábado, na verdade, durou 4,5 bilhões de anos!

Para eles, Deus não criou firmamento nenhum separando as águas de cima das águas de baixo no segundo dia, nem fez o Sol a Lua e as estrelas no quarto dia. Foram dias literais de 24 horas apenas para arrumar o planeta, que estava meio bagunçado…

Veja, por exemplo, o que foi recentemente publicado no site Criacionismo, mantido pelo jornalista, pastor e mestre em teologia Michelson Borges:

“A teoria criacionista do intervalo-passivo dá conta de que o Universo é antigo, foi criado em um período anterior, em um tempo indeterminado. E a vida na Terra é jovem. Em seu livro Origens, o zoólogo e paleontólogo Dr. Ariel Roth, ex-diretor do Geoscience Research Institute, nos informa que esse modelo é considerado uma variação do criacionismo da Terra Jovem.[2: p. 330] O modelo defende que Deus criou o Universo (espaço-tempo), estrelas e sistemas planetários, incluso a matéria da Terra (partículas elementares) em eras anteriores (época indeterminada), mas preparou a Terra para a vida e criou a vida somente poucos milhares de anos atrás, em seis dias (note a semelhança com o modelo geral da Terra Jovem).

“Comparando os modelos da Terra jovem e do intervalo passivo

“Nesse caso, a semana da criação relatada em Gênesis corresponde, portanto, somente ao período de modelagem da Terra (que sucedeu o período indeterminado desde a criação do Universo) para ter as condições necessárias para a existência da vida, bem como a própria vida em todas as suas manifestações.[4, 5] Nesse segundo caso, ainda, os demais planetas e luas do Sistema Solar teriam permanecido em seu estado original, sem forma e vazios, como eram desde o início da época indeterminada que precedeu a semana da criação.[1: p. 23]”

Fonte: http://www.criacionismo.com.br/2018/07/a-criacao-das-plantas-antes-da-luz.html

Ora, se Gênesis 1 não for literal, nem verdadeiro, por que os outros capítulos que falam da entrada do pecado no mundo e da necessidade de um Salvador o seriam?

Para confirmar com mais detalhes o que estamos dizendo, acesse: http://www.criacionismo.com.br/search/?q=intervalo+passivo

Sobre Max Rangel

Servo do Eterno, Casado com Arlete Vieira, Pai de 2 filhas, Analista de Sistemas, Fundador e Colunista do site www.religiaopura.com.br.

Além disso, veja também:

Leandro Quadros defende pastores adúlteros e pede a exclusão de quem comentar o assunto

Leandro Quadros, superou todas as expectativas e decidiu defender pastores adúlteros e desonestos que envergonham …

Denúncia: Líder de Campo recebe três vezes por moradia no Espírito Santo

Youtuber adventista, Leandro Muito Love, denuncia pagamento de auxílio-moradia para líder no Espírito Santo que …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.